RANKING INTERNACIONAL – JOGOS VORAZES novamente no topo

Jogos Vorazes: a Esperança – Parte 1 continuou na primeira colocação do ranking internacional neste último fim de semana. A aventura controlou-se no topo, enquanto a ficção Interestelar caiu duas colocações terminando o fim de semana na quarta posição do ranking. A menor queda dentre os primeiros do ranking foi a de Os Pinguins de Madagascar, de aproximadamente 35%, que estreou em mais 8 países, levando-o agora a segunda colocação do ranking.

Jennifer Lawrence como Katnees, em JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA - PARTE 1

Jennifer Lawrence como Katnees, em JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – PARTE 1

Apenas em sua terceira semana em cartaz, Jogos Vorazes: a Esperança – Parte 1 já conseguiu ultrapassar a faixa dos 300 milhões na bilheteria internacional, somando um total aproximado de US$ 302,8 milhões, um número satisfatório para um dos filmes mais esperados do ano. Segurando a primeira colocação do ranking internacional da semana 50 de 2014, a aventura estrelada por Jennifer Lawrence terminou o fim de semana com uma receita de US$ 31,6 milhões aproximadamente no mercado internacional, estando em cartaz em 87 países, fora Estados Unidos e Canadá. Na alemanha, o filme continuou na primeira colocação da bilheteria nacional pela terceira vez consecutiva, conseguindo neste último fim de semana US$ 4,3 milhões e somando um total de US$ 29,3 milhões no país. No Reino Unido, foram US$ 4,1 milhões no fim de semana e um total de US$ 39,6 milhões desde sua estreia no país.

Cena de OS PINGUINS DE MADAGASCAR

Cena de OS PINGUINS DE MADAGASCAR

Na segunda posição, ficou Os Pinguins de Madagascar, que saindo de cartaz em 2 países e estreando em mais 8 no último fim de semana conseguiu equilibrar-se em meio a queda de Interestelar e Jogos Vorazes: a Esperança – Parte 1, subindo uma posição da semana 49 para a 50. A animação segurou a primeira colocação em vários países como Rússia e Itália. Na Alemanha e Espanha, o filme obteve a menor queda comparando com a última semana, de 26 e 27%, respectivamente. No total, Os Pinguins de Madagascar somam US$ 94,5 milhões, estando há quatro semanas em cartaz no mercado internacional.

Christian Bale em cena de ÊXODO: DEUSES E REIS

Christian Bale em cena de ÊXODO: DEUSES E REIS

Estreando em 10 países, a aventura bíblica de Ridley Scott, Êxodo: Deuses e Reis, conseguiu um bom número para o seu primeiro fim de semana, US$ 23,1 milhões. Na Coréia do Sul, o filme estreou com uma renda de US$ 6,2 milhões, tornando-se a melhor estreia de um filme do diretor Ridley Scott no país. No México, conseguiu US$ 4,7 milhões em sua estreia, cerca de 41% maior que a renda de estreia obtida por Prometheus (2012), também de Ridley Scott, no país. Na Espanha, estreou com US$ 3,7 milhões, cerca de 43% maior que a renda do Noé ,(2014), de Darren Aronofsky, em sua estreia no país. No próximo fim de semana, o filme tem estreia prevista para ocorrer em 19 países, tendo outras já datadas para janeiro de 2014.

Anne Hathaway e Mathew McConaughey em cena de INTERESTELAR

Anne Hathaway e Mathew McConaughey em cena de INTERESTELAR

Há cinco semanas em cartaz, a ficção-científica de Christopher Nolan, Interestelar, é obviamente o filme com melhor desempenho na bilheteria internacional atualmente em cartaz. Apesar de ter caído duas posições no ranking, comparando com o último fim de semana, Interestelar segurou um bom resultado: conseguiu US$ 22,8 milhões em 64 países, ficando com uma renda total internacional de aproximadamente US$ 434,4 milhões, que lhe melhor assegura na 10ª colocação da lista dos filmes com melhores rendas no mercado internacional, a uma distância de cerca de US$ 66 milhões do 11º colocado, Rio 2. Tendo terminado o fim de semana na China com US$ 7,15 milhões e um total de US$ 119,2 milhões, o filme continua a bater recordes no país, tornando-se agora o filme com melhor renda nacional do ano depois de Transformers: a Era da Extinção.

Charlie Day, Jason Sudeikis e Jason Bateman em cena de QUERO MATAR MEU CHEFE 2

Charlie Day, Jason Sudeikis e Jason Bateman em cena de QUERO MATAR MEU CHEFE 2

Fechando o top 5 do ranking, Quero Matar Meu Chefe 2 terminou o seu segundo fim de semana em cartaz com uma renda de US$ 7,1 milhões, somando uma renda total de US$ 23,1 milhões. No Brasil, a comédia teve uma grande estreia, com uma renda aproximada de US$ 1,2 milhões em 345 cinemas, ficando na terceira colocação na bilheteria nacional. A renda de estreia obtida no país foi 53% maior que a do primeiro filme, Quero Matar Meu Chefe, em 2011.

Apesar de muitos números bons no ranking deste último fim de semana, comparando com os valores da mesma semana, 50, do último ano, 2013, houve uma queda de 25%. Em relação à última semana, 49, de 2014, houve uma queda maior ainda, de 41%. A primeira semana de dezembro terminou com aproximadamente US$ 122,5 milhões na bilheteria internacional total.

Confira abaixo os 10 melhores do ranking internacional:

Sem título

Veja o trailer de Ouija – o Jogo dos Espíritos.

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

SEMANA 50: A ESPERANÇA – PARTE 1

Historicamente, o final de semana seguinte ao Feriado de Ação de Graças é um período de poucas estreias nos cinemas e bilheterias fracas no território norte-americano, e em 2014 essa regra continuou bastante válida. Com apenas um lançamento de pouco destaque aportando nas telonas locais e o público mais interessado em iniciar as compras de Natal, o ranking dos mais rentáveis foi marcado por quedas expressivas e por se manter quase que inalterado em relação à semana passada

Jennifer Lawrence e Julianne Moore em cena de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – PARTE 1

Jennifer Lawrence e Julianne Moore em cena de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – PARTE 1

Longe de qualquer outra concorrência, a aventura Jogos Vorazes: a Esperança – Parte 1 teve o caminho totalmente livre para dominar o ranking das bilheterias norte-americanas pelo terceiro fim de semana consecutivo e assim o fez. Ao todo, o penúltimo capítulo da bem-sucedida franquia da Lionsgate arrecadou mais US$ 21,60 milhões de sexta a domingo, resultado 62% inferior ao obtido na semana passada, mas que ainda assim foi forte o suficiente para colocar o filme na liderança isolada da lista dos mais rentáveis do período. Desse modo, A Esperança – Parte 1 agora acumula uma bilheteria de US$ 257,70 milhões, ficando portanto a um passo de superar os US$ 259,76 milhões de Capitão América: O Soldado Invernal e se tornar a segunda maior bilheteria do ano na América do Norte. Levando em consideração o desempenho no mercado internacional, A Esperança – Parte 1 contabiliza uma robusta de renda de US$ 560,50 milhões.

Cena de OS PINGUINS DE MADAGASCAR

Cena de OS PINGUINS DE MADAGASCAR

Em segundo lugar, também mantendo a sua posição, aparece a animação Os Pinguins de Madagascar, que caiu 56% e fez US$ 11,10 milhões. No total de duas semanas, o longa animado da DreamWorks soma um faturamento de US$ 49,59 milhões, valor que não deixa de ser decepcionante, tendo em vista a popularidade da franquia Madagascar, e que faz com que muitos analistas acreditarem que o filme dificilmente alcançará a marca dos US$ 100 milhões em bilheteria.

Cena de QUERO MATAR MEU CHEFE 2

Cena de QUERO MATAR MEU CHEFE 2

Abaixo de Os Pinguins de Madagascar vem a comédia Quero Matar Meu Chefe 2, que apresentou uma das melhores sustentações do ranking (a queda do filme foi de 44%), e com isso subiu da quinta para a terceira posição, com US$ 8,60 milhões arrecadados. No acumulado, a sequência já rendeu US$ 36,07 milhões, resultado que por sinal não deve estar sendo muito comemorado pelo pessoal da Warner Bros., uma vez que o filme original garantiu para o estúdio US$ 60,14 milhões no mesmo período de tempo.

Na esquerda, cena de OPERAÇÃO BIG HERO e na direita cena de INTERESTELAR

Na esquerda, cena de OPERAÇÃO BIG HERO e na direita cena de INTERESTELAR

Encerrando a lista dos cinco primeiros colocados estão a animação Operação Big Hero e a sci-fi Interestelar, que protagonizaram mais uma disputa acirrada e encerram o fim de semana com bilheterias de US$ 8,13 milhões e US$ 8,10 milhões, respectivamente. Em cinco semanas, Operação Big Hero rendeu US$ 177,54 milhões para a Disney, enquanto que Interestelar encheu os cofres da Warner com US$ 158,65 milhões.

Cena de THE PYRAMID (2014), de Grégory Levasseur

Cena de THE PYRAMID (2014), de Grégory Levasseur

Único lançamento de porte da semana, o terror The Pyramid passou praticamente despercebido pelo público e estreou direto em nono lugar, com míseros US$ 1,35 milhão, o que não chega a ser de fato uma decepção, já que o pessoal da Fox não estava esperando muito do filme.

Assista ao trailer de The Pyramid:

Imagem de Amostra do You Tube

Ainda sem previsão de estreia no Brasil, The Pyramid tem sua trama centrada em um grupo de arqueólogos que, ao explorar uma pirâmide enterrada no deserto egípcio, acaba se tornando a caça de perigosas criaturas. Denis O’Hare (série American Horror Story), James Buckley (Conquistas Perigosas), Ashley Hinshaw (Poder Sem Limites) e Christa Nicola (série Home and Away) compõem o elenco.

Reese Witherspoon em cena de LIVRE (2014), de Jean-Marc Vallée

Reese Witherspoon em cena de LIVRE (2014), de Jean-Marc Vallée

Por fim, não há como deixar de mencionar a performance do drama Livre (Wild), que foi o destaque da semana no circuito limitado ao estrear em 21 salas de cinema e registrar uma abertura de US$ 630 mil, quantia que lhe garantiu uma ótima média de arrecadação por sala de US$ 30 mil e a 15ª posição do ranking. Apontado como um dos favoritos ao Oscar 2015, o filme acompanha a história real de Cheryl Strayed (Reese Witherspoon), uma mulher que, na busca do autoconhecimento, decide percorrer a pé a Pacific Crest Trail, uma trilha de 1.770 quilômetros que se estende da fronteira dos Estados Unidos com o México até a fronteira com o Canadá. Livre tem lançamento no Brasil agendado para o dia 15 de janeiro.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

Ranking

Veja o trailer de Livre:

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 49 – As estreias desta quinta-feira em Fortaleza

As últimas semanas estão sendo intensas para os cinéfilos que vivem em Fortaleza. Depois do Cine Ceará, veio o For Rainbow e agora já está havendo outro festival desde o dia 01.12, a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, que em Fortaleza acontece na Casa Amarela Eusélio Oliveira. Para mais detalhes, visite a página da mostra. Outro evento especial acontecerá no dia 09.12 no Cinema do Dragão, com a exibição única do documentário Aqui Deste Lugar (2014), de Sérgio Machado e Fernando Coimbra. Quanto ao circuito, ele também está fervendo com oito estreias e duas pré-estreias. Há os dramas Homens, Mulheres e Filhos (2014), de Jason Reitman, Castanha (2014), de Davi Pretto, Saint Laurent (2014), de Bertrand Bonello, e Tudo Acontece em Nova York (2013), de Ruben Amar e Lola Bessis. O espaço para a comédia está garantido com Quero Matar Meu Chefe 2 (2014), de Sean Anders, e As Aventuras de Paddington (2014), de Paul King. O cinema de horror marca presença com Uma Noite de Terror – Anarquia (2014), de James DeMonaco, e o de suspense com Caçada Mortal (2014), de Scott Frank. As duas pré-estreias são o épico de fantasia O Hobbit – a Batalha dos Cinco Exércitos (2014), de Peter Jackson, e o horror Ouija – o Jogo dos Espíritos (2014), de Stiles White. Depois de semanas fracas ou com poucas opções boas no circuito, esta, ao que parece, está entre as mais animadoras do ano

Kaitlyn Dever e Ansel Elgort em HOMENS, MULHERES E FILHOS (2014), de Jason Reitman

Kaitlyn Dever e Ansel Elgort em HOMENS, MULHERES E FILHOS (2014), de Jason Reitman

Os filmes de Jason Reitman costumam em geral tratar de questões bastante relevantes à sociedade, como a questão do fumo em Obrigado por Fumar (2005), a gravidez e a maternidade em Juno (2007), a solidão na vida executiva em Amor sem Escalas (2009), a necessidade de autoafirmação e o sentimento de ser um perdedor em Jovens Adultos (2011). Desta vez, em Homens, Mulheres e Filhos, o tema escolhido foi o de como os relacionamentos humanos foram afetados pela internet nos dias de hoje. Com um elenco muito atraente e um assunto do interesse de muitos, espera-se que o diretor consiga fazer um bom retrato de nossa sociedade, que dialogue com o público e provoque as emoções que um bom filme é capaz.

HOMENS, MULHERES E FILHOS (Men, Women & Children, EUA, 2014), de Jason Reitman. Com Kaitlyn Dever, Ansel Elgort, Adam Sandler, Jennifer Garner, Rosemarie DeWitt, Judy Greer, Dean Norris, Emma Thompson, Timothée Chalamet. 119 min. Paramount. 16 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
João Carlos Castanha em CASTANHA (2014), de Davi Pretto

João Carlos Castanha em CASTANHA (2014), de Davi Pretto

Na estreia na direção em longas-metragens de Davi Pretto, acompanhamos a rotina de João Carlos Castanha, um sujeito que mora com a mãe, lida com um sobrinho viciado em crack e trabalha como transformista em um clube gay durante a madrugada. Castanha borra as divisões entre a ficção e o documentário nos apresentando a uma pessoa real interpretando ele mesmo. O trabalho de Davi Pretto em Castanha é tão admirável que parece o de um cineasta com muita experiência. Com uma estrutura fragmentada e uma dramaturgia que foge do convencional, Castanha é um dos mais interessantes filmes da nova safra. Desses que dá vontade de ver de novo.

CASTANHA (Brasil, 2014), de Davi Pretto. Com João Carlos Castanha, Celina Castanha, Zé Adão Barbosa, Francisco Jairo da Silva, Gabriel Nunes, Lauro Ramalho. 95 min. Vitrine Filmes. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Gaspar Uliel em SAINT LAURENT (2014), de Bertrand Bonello

Gaspar Uliel em SAINT LAURENT (2014), de Bertrand Bonello

Ao que parece, a onda das cinebiografias não está acontecendo só no Brasil, já que, no mesmo ano, o estilista Yves Saint Laurent ganhou dois filmes sobre sua vida. O primeiro, Yves Saint Laurent, de Jalil Lespert, foi lançado no Brasil em outubro. O segundo, Saint Laurent, do celebrado cineasta Bertrand Bonello, de filmes como O Pornógrafo (2001), Tirésia (2003) e L’Apollonide – Os Amores da Casa de Tolerância (2011), parece ter tudo para ser bem melhor, tendo em vista o respeitável histórico do diretor. O filme acompanha a vida do estilista de 1967 a 1976, quando estava no auge da carreira.

SAINT LAURENT (França/Bélgica, 2014), de Bertrand Bonello. Com Gaspar Ulliel, Jérémie Renier, Louis Garrel, Léa Seydoux, Amira Casar, Aymeline Valade, Helmut Berger, Valeria Bruni Tedeschi. 150 min. Imovision. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Charlie Day, Jason Sudeikis e Jason Bateman em QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (2014), de Sean Anders

Charlie Day, Jason Sudeikis e Jason Bateman em QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (2014), de Sean Anders

Depois do divertido Quero Matar Meu Chefe (2011), de Seth Gordon, a gangue do elenco principal novamente se reúne para novas presepadas. Mudou o diretor. Se Seth Gordon tinha um bom currículo de comédias, Sean Anders não fica atrás, tendo como trabalhos de destaque a direção de Sex Drive – Rumo ao Sexo (2008) e o roteiro de Família do Bagulho (2013). É esperar que em Quero Matar Meu Chefe 2 as piadas não estejam requentadas e que a criatividade impere. Tudo em prol da arte de fazer rir. Jennifer Aniston, pelo que dizem, volta tão tarada quanto no primeiro filme. Bom para o espectador.

QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (Horrible Bosses 2, EUA, 2014), de Sean Anders. Com Jason Sudeikis, Jason Bateman, Charlie Day, Jennifer Aniston, Kevin Spacey, Jamie Foxx, Chris Pine, Christoph Waltz, Jonathan Banks. 108 min. Warner. 14 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O horror fantasiado em NOITE DE CRIME - ANARQUIA (2014), de James DeMonaco

O horror fantasiado em UMA NOITE DE CRIME – ANARQUIA (2014), de James DeMonaco

Ao que parece, Uma Noite de Crime (2013), que deu origem à franquia de James DeMonaco, foi bem aceito, a ponto de não apenas gerar uma continuação, mas também um terceiro filme, que já está em pós-produção para lançamento em 2015. A ideia é bem interessante e é reaproveitada nesta sequência, que apresenta novos personagens em situações semelhantes às do primeiro filme, só que ampliando o universo. Uma Noite de Crime – Anarquia acompanha três grupos de pessoas que tentam sobreviver à noite de purificação, em que todo crime é permitido por lei, como uma forma de fazer com que os demais dias do ano sejam pacíficos. Torçamos por uma sequência tão boa ou melhor que o primeiro filme.

UMA NOITE DE CRIME – ANARQUIA (The Purge – Anarchy, EUA/França, 2014), de James DeMonaco. Com Frank Grillo, Carmen Ejogo, Zach Gilford, Kiele Sanchez, Zoë Soul, Justina Machado, John Beasley. 103 min. H2O. 14 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Liam Neeson em CAÇADA MORTAL (2014), de Scott Frank

Liam Neeson em CAÇADA MORTAL (2014), de Scott Frank

Liam Neeson tem se saído um action hero e tanto. Depois do sucesso que foi Busca Implacável (2008), ele tem feito um filme atrás do outro. Boa parte deles de ação e suspense. Sua parceria da vez é com Scott Frank, mais conhecido como roteirista de diversos filmes famosos (de Minority Report a Marley & Eu) e que assume a direção deste Caçada Mortal. No filme, Liam Neeson vive o detetive particular Matt Scudder, personagem do romancista Lawrence Block, que já foi vivido no cinema por Jeff Bridges em Morrer Mil Vezes (1986). Na trama, o detetive é contratado por um chefão das drogas para descobrir quem sequestrou e matou sua esposa.

CAÇADA MORTAL (A Walk among the Tombstones, EUA, 2014), de Scott Frank. Com Liam Neeson, Maurice Compte, Patrick McDade, Luciano Acuna Jr., Hans Marrero, Laura Birn, David Harbour. 114 min. Disney. 14 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O ursinho Paddington em AS AVENTURAS DE PADDINGTON (2014), de Paul King

O ursinho Paddington em AS AVENTURAS DE PADDINGTON (2014), de Paul King

Paddington é um ursinho falante de uma série de livros infantis do escritor britânico Michael Bond. O ursinho já foi personagem de séries animadas para a televisão nos anos 1970 e 1980 e agora está de volta, desta vez na gloriosa telona. Na trama, garoto inicia amizade com o ursinho Paddington (voz de Ben Wishaw), que ele conhece numa estação de trem em Londres. Assim como Ted (2012), de Seth MacFarlane, As Aventuras de Paddington é também um filme com atores de carne e osso contracenando com o urso feito digitalmente. Porém, trata-se de um filme mais família, embora tenha recebido algumas restrições no Reino Unido por causa de algumas cenas. Mas não deve ser nada de mais.

AS AVENTURAS DE PADDINGTON (Paddington, Reino Unido/França, 2014), de Paul King. Com Ben Wishaw, Nicole Kidman, Michael Gambon, Peter Capaldi, Sally Hawkins, Imelda Staunton, Jim Broadbent, Hugh Bonneville, Julie Walters. 98 min. Diamond. Livre.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Lola Bessis em TUDO ACONTECE EM NOVA YORK (2012), de Ruben Amar e Lola Bessis

Lola Bessis em TUDO ACONTECE EM NOVA YORK (2013), de Ruben Amar e Lola Bessis

Tudo Acontece em Nova York segue história singela de uma garota francesa (a codiretora Lola Bessis) que procura um lugar ao sol como artista plástica em Nova York, e encontra abrigo na casa de um sujeito simpático (Dustin Guy Defa) que não consegue ter uma vida pragmática e se recusa a usar os seus talentos de músico para ganhar dinheiro em comerciais de televisão, como quer a esposa. É um filme sobre vida, arte e princípios.

TUDO ACONTECE EM NOVA YORK (Swim Little Fish Swim, EUA/França, 2013), de Ruben Amar e Lola Bessis. Com Lola Bessis, Dustin Guy Defa, Brooke Bloom, Anne Consigny, Olivia Costello, Myriam Ajar, Alec Betterley. 95 min. Pandora. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Pré-estreias

Martin Freeman em O HOBBIT - A BATALHA DOS CINCO EXÉRCITOS (2014), de Peter Jackson

Martin Freeman em O HOBBIT – A BATALHA DOS CINCO EXÉRCITOS (2014), de Peter Jackson

Terceira e última parte da adaptação de O Hobbit, de J.R.R. Tolkien. A história é um prelúdio de O Senhor dos Anéis e por mais que os filmes não sejam tão bons quanto a primeira trilogia, não deixa de ser admirável como Peter Jackson conseguiu transformar um livro pequeno em três bons filmes de longa duração e com um tom que se assemelham bastante ao de O Senhor dos Anéis, com participações especiais de alguns personagens da cinessérie original, além da participação ativa de Ian McKellen, como o mago Gandalf. Nesta conclusão, o principal inimigo é a ambição cega de Thorin (Richard Armitage), líder dos anões, diante do tesouro roubado pelo dragão Smaug.

O HOBBIT – A BATALHA DOS CINCO EXÉRCITOS (The Hobbit – The Battle of the Five Armies, EUA/Nova Zelândia, 2014), de Peter Jackson. Com Martin Freeman, Richard Armitage, Ian McKellen, Lee Pace, Benedict Cumberbatch, Evangeline Lilly, Luke Evans, Cate Blanchett, Orlando Bloom, Hugo Weaving. 144 min. Warner. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Olivia Cooke em OUIJA - O JOGO DOS ESPÍRITOS (2014), de Stiles White

Olivia Cooke em OUIJA – O JOGO DOS ESPÍRITOS (2014), de Stiles White

Filmes sobre invocação de espíritos, especialmente os malignos, continuam a encantar multidões de espectadores, em especial os fãs do cinema de horror. Ouija – O Jogo dos Espíritos é a estreia na direção de Stiles White, que tem um bom currículo como coordenador de efeitos visuais de diversas superproduções de Hollywood. Na trama, um grupo de amigos precisa confrontar os seus próprios medos, depois de mexerem com forças sombrias através de um antigo tabuleiro ouija. Encabeça o elenco Olivia Cooke, a doce Emma, da série Bates Motel, que também esteve presente no recente e interessante A Marca do Medo (2014), de John Pogue.

OUIJA – O JOGO DOS ESPÍRITOS (Ouija, EUA, 2014), de Stiles White. Com Olivia Cooke, Ana Coto, Daren Kagasoff, Bianca A. Santos, Douglas Smith, Shelley Hanning, Sierra Heuermann. 89 min. H2O. Classificação a definir.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Saem de cartaz

Boyhood (com sessão despedida no sábado, às 17 hs)
Drácula – A História Nunca Contada
Made in China
Uma Nova Chance para Amar
Ventos de Agosto

Estreias nacionais desta quinta-feira, 04, que não entram em cartaz em Fortaleza

À Procura, de Atom Egoyan
Brincante, de Walter Carvalho
Michael Kohlhaas – Justiça e Honra, de Arnaud des Pallières
Sopro, de Marcos Pimentel

Veja o trailer de Michael Kohllaas – Justiça e Honra

Imagem de Amostra do You Tube

 

 

SEMANA 48 – NOVOS FILMES EM CARTAZ NESTA QUINTA-FEIRA

Depois do efeito bombástico da estreia de Jogos Vorazes: a Esperança – Parte 1, que ocupou cerca de 50% das salas de todo o país na semana passada, o circuito começa a respirar um pouco mais. Embora essa não seja uma boa safra, é sempre possível que boas surpresas surjam de onde menos se espera. A semana é marcada pela presença curiosa de filmes gays ou com personagens gays, já que de 28.11 a 04.12 o Cinema do Dragão sedia o 8º For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual, com a exibição de longas e curtas metragens abordando o tema por diferentes perspectivas. Veja a programação no site oficial. Quanto ao circuito, três filmes trazem personagens homossexuais: os brasileiros Trinta (2014), de Paulo Machiline, e O Casamento de Gorete (2013), de Paulo Vespúcio, e, em pré-estreia, Saint Laurent (2014), de Bertrand Bonello. A semana também é marcada por histórias de amor, como as contadas em Boa Sorte (2014), de Carolina Jabor, Elsa & Fred (2014), de Michael Radford, e Uma Nova Chance para Amar (2013), de Arie Posin. Correndo por fora, o thriller de ação De Volta ao Jogo (2014), de Chad Stahelski e David Leitch, e a comédia Quero Matar Meu Chefe 2 (2014), de Sean Anders, este em sessões de pré-estreia. Como se vê, não faltam filmes nos cinemas para os cinéfilos em Fortaleza

Matheus Nachtergaele em TRINTA, de Paulo Machline

Matheus Nachtergaele em TRINTA (2014), de Paulo Machline

Já estamos perdendo a conta da quantidade de cinebiografias que foram produzidas nos últimos anos só no Brasil. Só este ano tivemos filmes sobre Getúlio Vargas, Paulo Coelho, Tim Maia e Irmã Dulce. Junta-se ao coro esta história do mestre do carnaval carioca Joãozinho Trinta, chamada apenas Trinta. Matheus Nachtergaele incorpora o carnavalesco numa performance bastante elogiada pela crítica. O enredo acompanha a trajetória de Joãozinho desde a partida de sua cidade natal (São Luís-MA) em busca de sucesso no Rio de Janeiro, onde começou como bailarino. Depois ele seria convidado para produzir o seu primeiro desfile carnavalesco, na Acadêmicos do Salgueiro, há 40 anos. O elenco de apoio do filme é também digno de nota.

TRINTA (Brasil, 2014), de Paulo Machile. Com Matheus Nachtergaele, Paulo Tiefenthaler, Paolla Oliveira, Milhem Cortaz, Fabrício Boliveira, Mariana Nunes, Ernani Moraes, Vinicius de Oliveira, Marco Ricca. 96 min. Fox. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
Keanu Reeves em DE VOLTA AO JOGO (2014), de Chad Stahelski e David Leitch

Keanu Reeves em DE VOLTA AO JOGO (2014), de Chad Stahelski e David Leitch

Um estranho no ninho entre as estreias, mas ao mesmo tempo o mais atraente dos filmes, De Volta ao Jogo é mais uma história de um assassino de aluguel aposentado que tem que voltar ao trabalho por causa de algo que perturba sua paz. Já vimos algo parecido em O Protetor, com Denzel Washington, mas ao que parece existe apenas este ponto em comum. A intenção dos diretores do filme é emular tanto animes e filmes de ação de Hong Kong, quanto westerns spaghetti. Com tanta homenagem boa e um sempre simpático Keanu Reeves à frente do elenco, De Volta ao Jogo parece animador.

DE VOLTA AO JOGO (John Wick, EUA/Canadá/China, 2014), de Chad Stahelski e David Leitch. Com Keanu Reeves, Michael Nyqvist, Alfie Allen, Willem Dafoe, Dean Winters, Adrianne Palicki. 101 min. Imagem Filmes. 18 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
João Pedro Zappa e Deborah Secco em BOA SORTE (2014), de Carolina Jabor

João Pedro Zappa e Deborah Secco em BOA SORTE (2014), de Carolina Jabor

Depois de uma semana de pré-estreia com poucas sessões, Boa Sorte promete alcançar um público maior agora que entra em cartaz pra valer. Deborah Secco emagreceu 11 quilos para viver uma jovem soropositiva em estado grave em uma clínica psiquiátrica. Judite, sua personagem, foi internada por causa dos delírios e alucinações. O que ela não esperava é que, dentro da instituição psiquiátrica, encontraria um grande amor, na figura do jovem João (João Pedro Zappa). Adaptação de um conto de Jorge Furtado, Boa Sorte é a estreia na direção de Carolina Jabor, filha do cineasta, cronista e comentarista político Arnaldo Jabor. Na trama, como ela não tem muito tempo de vida, o máximo que eles podem fazer é aproveitar a oportunidade de ficarem juntos, nem que seja entre os muros da clínica.

BOA SORTE (Brasil, 2014), de Carolina Jabor. Com Deborah Secco, João Carlos Zappa, Gisele Froés, Felipe Camargo, Cássia Kis Magro, Edmilson Barros, Pablo Sanábio, Fernanda Montenegro. 89 min. Imagem Filmes. 16 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
Shirley MacLaine e Christopher Plummer em ELSA & FRED (2014), de Michael Radford

Shirley MacLaine e Christopher Plummer em ELSA & FRED (2014), de Michael Radford

Refilmagem do argentino Elsa e Fred (2005), de Marcos Carnevale, a versão americana traz um casal que já fez muito pelo cinema hollywoodiano no papel do casal de idosos que descobrem que ainda não é tarde para se apaixonar e voltar a estar de bem com a vida. Na história, os dois passam a ficar amigos e a partir da amizade surge o amor. É um tipo de enredo que depende muito de diálogos bem construídos e de boas interpretações, além de bom pulso do diretor. Aqui, temos Michael Radford, que conta com alguns ótimos e bem distintos filmes no currículo, como 1984 (1984) e O Carteiro e o Poeta (1994).

ELSA & FRED (EUA, 2014), de Michael Radford. Com Shirley MacLaine, Christopher Plummer, Marcia Gay Harden, Scott Bakula, Chris Noth, George Segal, James Brolin. 94 min. Diamond. 14 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
Annette Bening e Ed Harris em UMA NOVA CHANCE PARA AMAR (2013), de Arie Posin

Annette Bening e Ed Harris em UMA NOVA CHANCE PARA AMAR (2013), de Arie Posin

Um outro filme sobre uma outra história de amor entre pessoas mais maduras é o cartaz do Cinema de Arte, Uma Nova Chance para Amar, cujo enredo é bem interessante. Na trama, Annette Bening é uma viúva que sofre durante muitos anos com a perda do marido, que morreu afogado no mar. Sua vida vira de pernas para o ar quando ela descobre um homem idêntico a ele (Ed Harris) e passa a persegui-lo, a fim de iniciar um novo romance. O filme equilibra bem o lado romântico com o clima misterioso, com passagens que remetem ao clássico do suspense de Alfred Hitchcock Um Corpo Que Cai.

UMA NOVA CHANCE PARA AMAR (The Face of Love, EUA, 2013), de Arie Posin. Com Annette Bening, Ed Harris, Robin Williams, Jess Weixler, Linda Park, Jeffrey Vincent Parise, Amy Brenneman. 92 min. California. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
Leticia Spiller em O CASAMENTO DE GORETE (2012), de Paulo Vespúcio

Leticia Spiller em O CASAMENTO DE GORETE (2012), de Paulo Vespúcio

Ao que parece, pelo jeito que se vende no trailer, O Casamento de Gorete é uma dessas produções que remetem muito ao humor televisivo decadente estilo Zorra Total, com exageros no trato com os personagens homossexuais, em geral mostrados de maneira estereotipada e histriônica. Há críticos que já viram o filme em festival que dizem que se trata de uma obra até mesmo preconceituosa com o público gay, mas é preciso ver para confirmar se isso não é uma acusação infundada. Na trama, pai rejeita o filho por ele ser homossexual. Passados vários anos, quando o pai está à beira da morte e o filho já é uma mulher chamada Gorete (Rodrigo Sant’Anna), ela descobre que para receber a herança é preciso casar. Começa a corrida para encontrar um marido para Gorete. Letícia Spiller aparece no papel de uma drag queen.

O CASAMENTO DE GORETE (Brasil, 2013), de Paulo Vespúcio. Com Rodrigo Sant’Anna, Tadeu Mello, Ataíde Arcoverde, Antônio Firmino,  Carlos Bonow, José Victor Amorim, Leila Viany, Letícia Spiller, Maria Cristina Gatti, Nando Rodrigues, Pedro Novaes, Ricardo Blat, Tonico Pereira, Virginia Rodrigues. 93 min. Europa. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Pré-estreias

Gaspard Ulliel em SAINT LAURENT (2014), de Bertrand Bonello

Gaspard Ulliel em SAINT LAURENT (2014), de Bertrand Bonello

Ao que parece, a onda das cinebiografias não está acontecendo só no Brasil, já que, no mesmo ano, o estilista Yves Saint Laurent ganhou dois filmes sobre sua vida. O primeiro, Yves Saint Laurent, de Jalil Lespert, foi lançado no Brasil em outubro. O segundo, Saint Laurent, do celebrado cineasta Bertrand Bonello, de filmes como O Pornógrafo (2001), Tirésia (2003) e L’Apollonide – Os Amores da Casa de Tolerância (2011), parece ter tudo para ser bem melhor, tendo em vista o respeitável histórico do diretor. O filme acompanha a vida do estilista de 1967 a 1976, quando estava no auge da carreira.

SAINT LAURENT (França/Bélgica, 2014), de Bertrand Bonello. Com Gaspar Ulliel, Jérémie Renier, Louis Garrel, Léa Seydoux, Amira Casar, Aymeline Valade, Helmut Berger, Valeria Bruni Tedeschi. 150 min. Imovision. 12 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube
Jason Sudeikis, Jason Bateman, Charlie Day e Jennifer Aniston em QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (2014), de Sean Anders

Jason Sudeikis, Jason Bateman, Charlie Day e Jennifer Aniston em QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (2014), de Sean Anders

Depois do divertido Quero Matar Meu Chefe (2011), de Seth Gordon, a gangue do elenco principal novamente se reúne para novas presepadas. Mudou o diretor. Se Seth Gordon tinha um bom currículo de comédias, Sean Anders não fica atrás, tendo como trabalhos de destaque a direção de Sex Drive – Rumo ao Sexo (2008) e o roteiro de Família do Bagulho (2013). É esperar que em Quero Matar Meu Chefe 2 as piadas não estejam requentadas e que a criatividade impere. Tudo em prol da arte de fazer rir. Jennifer Aniston, pelo que dizem, volta tão tarada quanto no primeiro filme. Bom para o espectador.

QUERO MATAR MEU CHEFE 2 (Horrible Bosses 2, EUA, 2014), de Sean Anders. Com Jason Sudeikis, Jason Bateman, Charlie Day, Jennifer Aniston, Kevin Spacey, Jamie Foxx, Chris Pine, Christoph Waltz, Jonathan Banks. 108 min. Warner. 14 anos.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

Saem de cartaz

O Melhor de Mim
Questão de Escolha

Estreias nacionais desta quinta-feira, 27, que não entram em cartaz em Fortaleza

Os Amigos, de Lina Chamie
Sétimo, de Patxi Amezcua

Veja o trailer de Os Amigos

Imagem de Amostra do You Tube