Semana 47 – JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – O FINAL

De longe um dos filmes mais esperados do ano, o último Jogos Vorazes faturou alto, mas não se saiu tão bem quanto os outros filmes da franquia. Outras novidades da semana, a comédia Sexo, Drogas e Jingle Bells e o drama Olhos da Justiça não tiveram resultados muito empolgantes

Banner internacional de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA - O FINAL (2015), de Francis Lawrence

Banner internacional de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – O FINAL (2015), de Francis Lawrence

Conforme o esperado, a aventura Jogos Vorazes: A Esperança – O Final (The Hunger Games: Mockingjay – Part 2) faturou alto em seu fim de semana e estreia no mercado norte-americano e se tornou a campeã absoluta das bilheterias no período, mas apesar disso, pode-se afirmar que a produção não conseguiu encerrar com chave de ouro a franquia baseada na obra de Suzanne Collins.

Lançado em 2012, Jogos Vorazes quebrou vários recordes de bilheteria ao registrar uma abertura de espetaculares US$ 152,53 milhões, feito que também foi realizado por Jogos Vorazes: Em Chamas, que obteve US$ 158,07 milhões no ano seguinte. Em 2014, porém, Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 estreou com US$ 121,89 milhões, mostrando que a franquia havia perdido um pouco do fôlego, uma tendência que continuou com A Esperança – O Final, que em três dias faturou somente US$ 101,02 milhões, valor que representa a pior abertura da série e que ficou bem abaixo das expectativas de mercado, que inicialmente apontavam para uma arrecadação de US$ 125 milhões.

Contudo, mesmo com esse resultado menor do que o esperado, o pessoal da Lionsgate não tem realmente motivos para reclamar, uma vez que a renda alcançada por A Esperança – O Final equivale a quinta maior abertura de 2015, sem falar que cobre 2/3 do orçamento da produção, estimado em US$ 150 milhões. É um feito e tanto toda vez que você tem um filme que alcança uma abertura acima de US$ 100 milhões, algo que só aconteceu 34 vezes neste ramo. Nós temos uma fantástica trajetória à nossa frente, disse ao Hollywood Reporter o chefe de distribuição da Lionsgate, David Spitz. No Brasil, Jogos Vorazes: A Esperança – O Final já está em exibição nos cinemas.

Na esquerda, cena de 007 CONTRA SPECTRE e na direta cena de SNOOPY & CHARLIE BROWN

Na esquerda, cena de 007 CONTRA SPECTRE e na direta cena de SNOOPY & CHARLIE BROWN

Na sequência do ranking aparecem os campeões da semana passada, 007 Contra Spectre e Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, O Filme, que faturaram respectivamente US$ 14,60 milhões e US$ 12,80 milhões. Em três semana, o novo filme do espião James Bond acumula uma bilheteria de US$ 153,70 milhões, enquanto que o longa do cãozinho Snoopy soma US$ 98,94 milhões.

Cena de SEXO, DROGAS E JINGLE BELLS (2015), de Jonathan Levine

Cena de SEXO, DROGAS E JINGLE BELLS (2015), de Jonathan Levine

A quarta colocação ficou com a segunda maior novidade da semana, a comédia Sexo, Drogas e Jingle Bells (The Night Before), que fez US$ 10,10 milhões no seu primeiro fim de semana, performance que também ficou abaixo das expectativas dos analistas, que acreditavam em uma abertura de US$ 14 milhões. Nós gostaríamos que tivesse sido maior, mas este resultado juntamente com a boa receptividade do público nos dá uma boa perspectiva, porque este é realmente um filme muito engraçado e uma opção diferente durante os feriados, falou ao The Wrap Rory Bruer, chefe de distribuição da Sony. Sexo, Drogas e Jingle Bells ainda não tem data de estreia definida no país.

Banner internacional de OLHOS DA JUSTIÇA (2015), de Billy Ray

Banner internacional de OLHOS DA JUSTIÇA (2015), de Billy Ray

Encerrando a lista dos cinco primeiro colocados temos o drama estrente Olhos da Justiça (Secret in their Eyes), que não conquistou o público norte-americano e faturou fracos US$ 6,63 milhões, tornando-se então uma das piores aberturas da carreira da atriz Julia Roberts. Olhos da Justiça chega às telonas nacionais no dia 10 de dezembro.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

05

Assista ao trailer de Jogos Vorazes: A Esperança – O Final.

Imagem de Amostra do You Tube

EM TRANSLAÇÃO – Mike Nichols, aos 83 anos

Dois dos mais importantes sites de cinema dos EUA, o Hollywood Reporter e o Indiewire, acabam de noticiar o falecimento do cineasta, produtor e diretor de teatro e televisão Mike Nichols, uma das mais ilustres personalidades de Hollywood, tendo conquistado ao longo de 48 anos de carreira, prêmios como o Oscar, o Tony, o Emmy e o Grammy. Ele fez, entre outros filmes memoráveis, A Primeira Noite de um Homem e Ânsia de Amar

Mike Nichols (1931-2014)

Mike Nichols (1931-2014)

A morte de Mike Nichols, de parada cardíaca, foi anunciada por James Goldston, presidente da ABC News, uma das principais redes dos EUA. “Ele era um verdadeiro visionário, vencedor das mais altas honras nas artes por seu trabalho como diretor, escritor, produtor e comediante, e foi um dos poucos a ganhar menção no EGOT – a seleta lista (Barbra Streisand, Rita Moreno, Liza Minelli, John Gielgud, Audrey Hepburn, Whoopi Goldberg e Mel Brooks, entre outos) dos que ganharam um Emmy, um Grammy, um Oscar e um Tony”, disse Goldston. “Mike tinha uma inteligência e uma mente brilhantes. Amado por muitos no cinema, televisão e Broadway, não havia maior alegria em sua vida do que a família, e, claro, a nossa própria Diane Sawyer Diane, com quem teve uma verdadeira e bela história de amor – Mike e Diane foram casados ao longo de 26 anos. Ele deixa três filhos – Daisy, Max e Jenny – e quatro netos maravilhosos”, concluiu.

Michael Igor Peschkowsky ganhou o nome de Mike Nicols ao chegar aos 7 anos aos EUA com os pais fugitivos da Alemanha nazista. Estudou em Nova York e se formou na Universidade de Chicago, como médico, mas acabou mudando de rumo ao integrar-se ao  grupo Comprass Players, que incluía Elaine May, Paul Sills, Byrne Piven, Joyce Hiller Piven e Edward Asner. Eles alavancaram a sua carreira para Hollywood.

Nichols estreou no Cinema em 1966 dirigindo a adaptação da peça Quem Tem Medo de Virginia Wolf? (Who’s Afraid of Virginia thWoolf?), de Edward Albee, com Richard Burton e Elizabeth Taylor , tendo feito em seguida o icônico A Primeira Noite de um Homem (The Graduete, 1967), com Dustin Hoffman e Anne Bancroft, Ardil 22 (Catch 22, 1970), com Alan Arkin e Richard Benjamin, e Ânsia de Amar (Carnal Knowledge, 1971), com Jack Nicholson, Candice Bergen e Ann-Margrett, obra que descortinaria a sexualidade da nova década.

Diane Sawyer e Mike Nichols em foto de 2012 Foto Dave Allocca/Starpix

Diane Sawyer e Mike Nichols em foto de 2012 Foto Dave Allocca/Starpix

Nichols manteria a sua notoriedade em filmes como O Dia do Golfinho (The Day of the Dolphin, 1973), Silkwood – Retrato de uma Coragem (Silkwood, 1983), Uma Secretária de Futuro (Working Girl, 1988), até iniciar uma fase de decadência de filmes apenas medianos como Lembranças de Hollywood (Postcards fromm the Edge, 1990), Uma Segunda Chance (Regarding Henry, 1991), Lobo (Wolf, 1994), A Gaiola das Loucas (The Birdcage, 1996), Segredos do Poder (Primary Collors, 1998) e De que Planeta Você Veio? (What Planeta are you From?, 2000, um fracasso que ficou inédito no Brasil). Em 2001, fez um comovente drama para a TV, Uma Lição de Vida (Wit), com Emma Thompson e Christopher Lloyd, e, em seguida, dirigiu os 2 primeiros episódios da série Angels in America (2003), tendo retornado ao cinema com Closer – Perto Demais (Closer, 2004) e encerrado a carreira com Jogos de Poder (Charlie Wilson’s War, 2008), com Tom Hanks, Julia Roberts e Phillip Seymour Hoffman.

Nada menos de 17 atores, sob a sua direção, foram indicados ao Oscar: Elizabeth Taylor, Richard Burton, Sandy Dennis, George Segal, Dustin Hoffman, Anne Bancroft, Katharine Ross, Ann-Margret, Meryl Streep, Cher, Melanie Griffith, Sigourney Weaver, Joan Cusack, Kathy Bates, Natalie Portman, Clive Owen e Philip Seymour Hoffman. Taylor e Dennis ganharam Oscars por suas performances em Quem Tem Medo de Virginia Woolf?

Casado desde abril de 1988 com a apresentadora de jornalísticos da ABC News, Diane Sawyer, deixa 3 filhos (todos de seus 3 casamentos anteriores) e quatro netos.