BLOCKBUSTERS 2016 – OS “CANOS” DE HOLLYWOOD

O ano de 2016 chegou ao fim e começam a surgir as estatísticas de Hollywood com os recordes de bilheteria, os estúdios de sucesso, público e renda e, também os fracassos. O Cinema e Artes fez a sua pesquisa e aponta os campeões de fracasso nas bilheterias, os chamados, como dizemos por aqui, os “canos”  da temporada. Conheça-os

O cenário de caos de INDEPENDENCE DAY - O RESSURGIMENTO: os maiores fracassos de bilheteria de 2016

O cenário de caos de INDEPENDENCE DAY – O RESSURGIMENTO: os maiores fracassos de bilheteria de 2016

Qual terá sido o maior “cano” de 2016? “Cano”, é aquele “blockbster” que, com todos os milhões de orçamento, depois de percorrer os cinemas de diversos países, não devolveu os dólares de seu investimento. É importante salientar que, para apenas empatar o seu investimento, um filme deve obter exatamente três vezes o seu custo de produção. Sim, um filme que custa US$ 100 milhões, por exemplo, para começar a dar lucro ao seu estúdio, que começar a rentabilidade a partir de US$ 301 milhões.

Estimamos, aqui, a bilheteria mundial, que se compõe das arrecadações dos mercados EUA-Canadá e o restante do mundo, sintetizados como bilheteria mundial, ok? Partindo desse conjunto de arrecadação internacional,  confira os filmes que deram prejuízo aos seus estúdios.

A LENDA DE TARZAN
The Legend of Tarzan, EUA
Estúdio: Warner Bros
Direção: David Yates
CustoUS$ 180 milhões
Renda EUAUS$ 126,6 milhões
Renda Mundial – US$ 356,7 milhões

A SÉRIE DIVERGENTE: CONVERGENTE
Allegiant, EUA
Estúdios: Lionsgate, Summit e Red Wagon
Direção: Robert Schentke
Custo: US$ 179 milhões
Arrecadação Mundial: US$ $110 milhões

CAÇA-FANTASMAS
Ghostbusters, EUA-Austrália
Estúdios: Columbia, village Roadshow e mais 5 independentes
Direção: Paul Feig
Custo: US$ 114 milhões
Bilheteria Mundial: US$ 229 milhões

AS TARTARUGAS NINJA – FORA DAS SOMBRAS
Teenage Mutant Ninja Turtles: out of Shadows, EUA-Hong Kong
Estúdios: Paramount, China Movie Group, Nicklodeon e mais 4 independentes
Direção: Dave Green
Custo: US$ 135 milhões
Bilheteria Mundial: US$ 245 milhões

ALIADOS
Allied, EUA-Reino Unido
Estúdios: Paramount e mais 3 independentes
Direção: Robert Zemeckis
Custo: US$ 85,3 milhões
Renda acumulada até agora = EUA/Mundial: US$ 804 milhões

ALICE NO PAÍS DO ESPELHO
Alice through the Looking Glass, EUA-Reino Unido
Estúdios: Walt Disney, Tim Burton Productions e mais 3 independentes
Direção: James Bobin
CustoUS$ 170 milhões
Bilheteria EUAUS$ 77 milhões
Bilheteria InternacionalUS$ 299,4 milhões

ASSASSIN’S CREED
Assassin’s Crred, Reino Unido-França-Hong Kong-EUA
Estúdios: Regency Enterprises e mais 10 independentes:
Distribuição: Warner
Direção: Justin Kurzel
Custo – US$ 180 milhões
Bilheteria nos EUA – US$ 48,3 milhões
Ainda dependendo do mercado internacional

BEN HUR
Ben Hur, EUA
Estúdios: MGM e Paramount e mais 2 estúdios independentes
Direção: Timur Bekmambetov
Custo: US$ 120 milhões (incluindo marketing)
Renda Mundial: US$ 94,1 milhões

O BOM GIGANTE AMIGO
BFG, EUA
Estúdios: Amblin, Walt Disney e Walden Media
Direção: Steven Spielberg
Custo: US$ 140 milhões
Faturamento Mundial: US$ 178 milhões

DEUSES DO EGITO
Goods of Egypt, EUA-Austrália
Estúdios: Summit e mais 4 estúdios independentes
Direção: Alex Proyas
Custo: US$ 140 milhões
Arrecadação Mundial: US$ 150,6 milhões
Summit é o estúdio da série Jogos Vorazes.

HORAS DECISIVAS
The Finest Hours, EUA
Estúdios: Walt Disney e Whitaker Entertainment
Direção: Craig Gillespie
Custo: US$ 80 milhões
Arrecadação Mundial: US$ 52,1 milhões

INDEPENDENCE DAY – O RESSURGIMENTO
Independence Day: Ressurgence, EUA
Estúdio: Fox
Direção: Roland Emmerich
Orçamento – US$ 165 milhões
Renda EUA – US$ 103,1 milhões
Bilheteria Mundial Acumulada – US$ 389,6

INFERNO
Inferno, EUA
Estúdio: Sony/Columbia
Direção: Ron Howard
CustoUS$ 75 milhões
Bilheteria EUAUS$ 34,01 milhões
Bilheteria Total –  US$ 219, 3 milhões

HORIZONTE PROFUNDO: DESASTRE NO GOLFO
Deepwater Horizon, Hing Kong-EUA
Estudios: Summit e mais 3 independentes
Direção: Peter Berg
CustoUS$ 180,00 (incluindo publicidade)
BilheteriaUS$ 52,4 milhões

JACK REACHER – SEM RETORNO
Jack Reacher – Never go Back, EUA
Estúdio: Paramount
Direção: Edward Zwick
CustoUS$ 60 milhões
ArrecadaçãoUS$ 161,3 milhões

KUBO E AS CORDAS MÁGICAS
Kubo and the two Strings, EUA
Estúdio: Focus Features
Direção: Travis Knight
Orçamento  – US$ 60 milhões
Renda EUAUS$ 48,2 milhões
Bilheteria MundialUS$ 21,9 milhões

O CAÇADOR E A RAINHA DO GELO
The Huntsman: winter’s War, EUA
Estúdios: Universal e mais 2 independentes
Direção: Cedric Nicolas-Troyan
Custo US$ 115,00
RendaUS$ 164,6

OS 7 MAGNÍFICOS
The Magnificent Seven, EUA
Estúdios: MGM, Columbia e mais 3 independentes
Direção: Antoine Fuqua
CustoUS$ 90 milhões
BilheteriaUS$ 93,4 milhões

PASSAGEIROS
Passengers, EUA
Estúdio: Columbia
Direção: Mortedm Tyldum
CustoUS$ 110 milhões
Arrecadação parcialUS$ 51 milhões

STAR TREK – ALEM DA FRONTEIRA
Star Trek Beyond, EUA
Estúdio: Paramount
Direção: Justin Lin
OrçamentoUS$ 185 milhões
Renda EUAUS$ 158,8 milhões
Renda MundialUS$ 343,4 milhões

WARCRAFT
Warcraft, EUA
Estúdio: Universal
Direção: Duncan Jones
CustoUS$ 160 milhões
Renda EUAUS$ 47,2 milhões
Renda MundialUS$ 433 milhões

Vejam o trailer de Assassin’s Creed.

Semana 05 – KUNG FU PANDA 3

De longe o lançamento mais badalado da semana no mercado norte-americano, a animação Kung Fu Panda 3 fez bonito e conquistou a liderança isolada das bilheterias locais. O mesmo, porém, não pode ser dito das outras duas novidades da semana, a aventura Horas Decisivas e a paródia Cinquenta Tons de Preto, que apresentaram resultados decepcionantes

Banner internacional de KUNG FU PANDA 3 (2016), de Alessandro Carloni e Jennifer Yuh

Banner internacional de KUNG FU PANDA 3 (2016), de Alessandro Carloni e Jennifer Yuh

Ausente por longos cinco anos, o simpático urso panda Po voltou em grande estilo às telonas norte-americanas. Lançada na última sexta-feira em 3.955 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá, a animação Kung Fu Panda 3 fez o maior sucesso junto ao público e foi direto para o topo do ranking de bilheteria, com uma arrecadação de sólidos US$ 41 milhões, que por sinal representa a segunda maior abertura do mês de Janeiro de todos os tempos, perdendo por muito pouco para a Policial em Apuros (US$ 41,51 milhões). Foi uma abertura incrível. Kung Fu Panda é uma propriedade muito popular e Po é um personagem bastante amado. Eu acho que a DreamWorks fez um ótimo trabalho em manter essa franquia ressonante, declarou ao Los Angeles Times o presidente de distribuição da Fox, Chris Aronson. Kung Fu Panda 3 estreia nos cinemas brasileiros no dia 03 de março.

Na esquerda, cena de O REGRESSO e na direita cena de O DESPERTAR DA FORÇA

Na esquerda, cena de O REGRESSO e na direita cena de O DESPERTAR DA FORÇA

Abaixo de Kung Fu Panda 3 aparecem os campeões da semana passada, o drama O Regresso e a sci-fi Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força, que registraram as menores quedas do Top 10 e faturaram respectivamente US$ 12,40 milhões e US$ 10,78 milhões. Em seis semanas, O Regresso acumula uma bilheteria de US$ 138,17 milhões, posicionando-se assim como o sexto filme mais rentável da carreira do ator Leonardo DiCaprio, enquanto que O Despertar da Força soma em sete semanas estrondosos US$ 895,42 milhões.

Banner internacional de HORAS DECISIVAS (2016), de Craig Gillespie

Banner internacional de HORAS DECISIVAS (2016), de Craig Gillespie

A quarta posição ficou com a segunda maior novidade da semana, o filme Horas Decisivas (The Finest Hours), que assim como outra aventura marítima lançada recentemente nas telonas (No Coração do Mar), terminou por naufragar nas bilheterias, tendo arrecadado somente US$ 10,32 milhões nos seus três primeiros dias em cartaz, valor muito baixo frente ao seu orçamento de US$ 70 milhões. Estes são resultados mais fracos do que nós esperávamos. Mas estamos animados com a resposta positiva das pessoas que assistiram ao filme e isso é um bom sinal para a sua expansão internacional, declarou ao Hollywood Reporter o vice-presidente de distribuição da Disney, Dave Hollis. No Brasil, Horas Decisivas chega aos cinemas no dia 18 de fevereiro.

Cena de POLICIAL EM APUROS 2

Cena de POLICIAL EM APUROS 2

Completando a lista dos cinco primeiros colocados está a comédia Policial em Apuros 2, que caiu 33% e fez US$ 8,34 milhões, elevando dessa forma o seu total acumulado para US$ 70,77 milhões. Assim, as projeções dos analistas agora apontam que o faturamento total da produção deve chegar à marca de US$ 90 milhões, resultado sem dúvida muito bom para um filme cujo orçamento foi de US$ 40 milhões, mas que ainda assim fica muito aquém da performance do filme original, que arrecadou US$ 134,93 milhões.

Banner internacional de CINQUENTA TONS DE PRETO (2016), de Michael Tiddes

Banner internacional de CINQUENTA TONS DE PRETO (2016), de Michael Tiddes

Bem mais abaixo, na nona colocação do ranking, está a terceira estreia da semana, a paródia Cinquenta Tons de Preto (Fifty Shades of Black), que teve uma abertura decepcionante de US$ 6,18 milhões. Mas apesar da renda pífia, os executivos da IM Global não têm muito com o que se preocupar, uma vez que o orçamento da produção foi de apenas US$ 5 milhões. Por aqui, Cinquenta Tons de Preto tem estreia agendada para o dia 03 de março.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

06

Assista ao trailer de Kun Fu Panda 3:

Imagem de Amostra do You Tube