TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL – A PROBLEMATIZAÇÃO DO SEXO

Filme de Tatjana Turanskyj segue a tendência recente da problematização do sexo e, ao contrário de excitante, termina por se tornar uma produção amarga

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (2014), de

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (2014), de Tatjana Turanskyj

Não deixa de ser curioso como o sexo vem sendo mostrado nos cinemas atualmente. Deixando de ser elemento de satisfação e libertação dos anos 1960-80, os novos filmes estão cada vez mais problematizando o sexo, mostrando-o como algo pouco ou nada excitante, além de questionar de maneira moralizante ou de um ponto de vista quase doentio a tara de certos personagens. A comparação ou citação de Cinquenta Tons de Cinza (2015) não é em vão, nesse caso, já que ele pode ser incluído facilmente nessa classificação.

Em Top Girl ou a Deformação Profissional (2014), de Tatjana Turanskyj, somos apresentados a Helena (Julia Hummer), uma garota de programa de 29 anos que já fez relativo sucesso como atriz de televisão quando adolescente. Agora, para manter a própria vida e a da filha de 11 anos, ela recorre ao submundo do sexo pago.

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL

Seu maior cliente é um homem que até tem vontade de manter uma relação mais próxima com ela, mas Helena prefere manter distância. Nesse caso, há algo em comum com outro filme abordando esse universo, Bruna Surfistinha (2011), de Marcus Baldini, que é um trabalho bem mais palatável que este filme de Tatjana Turanskyj, o segundo de uma prometida trilogia sobre a mulher e o trabalho e o único a chegar em circuito comercial no Brasil.

A primeira cena de Top Girl é até bastante animadora: a imagem de quatro mulheres nuas correndo pela floresta. A cena bucólica também pode ser uma promessa de algo mais sombrio, levando em consideração o tom e o andamento do filme, que se mostra amargo como a protagonista. As cenas de sexo são poucas e relativamente discretas. Uma delas, porém, foi capaz de expulsar da sala duas senhoras. A tal cena mostra a protagonista com uma cinta com dildo acoplado prestes a penetrar um de seus clientes fiéis.

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL

Cena de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL

No mais, há muita cena que é um verdadeiro banho de água fria para quem espera algo mais excitante do filme, como os momentos da protagonista se exercitando ou conversando com a mãe, as cenas envolvendo as aulas de piano com a mãe, a conversa com as colegas de trabalho ou com os clientes, em um registro pouco envolvente, ainda que deixe espaço para reflexão.

Principalmente a sequência final, que retoma à promessa da cena inicial, apenas para apresentar os homens como criaturas doentias e sádicas. Seja entre o sadismo ou o masoquismo, Helena está disposta a entrar no jogo, ainda que isso a frustre ou cause dor física. Mas nada é mais incômodo do que o vazio espiritual que fica explícito em seu olhar.

Pôster de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (Top Girl oder la déformation professionnelle, 2014), de Tatjana Turanskyj

Pôster de TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (Top Girl oder la déformation professionnelle, 2014), de Tatjana Turanskyj

Título: Top Girl ou a Deformação Profissional (Top Girl oder La déformation professionnelle)

Estreia: 04/06/2015

Gênero: Drama

Duração: 95 min.

Origem: Alemanha

Direção: Tatjana Turanskyj

Roteiro: Tatjana Turanskyj

Distribuidor: Supo Mungam Films

Classificação: 18 anos

Ano: 2014

 

 

 

Veja o trailer de Top Girl ou a Deformação Profissional:

Semana 33 – STRAIGHT OUTTA COMPTON

Pela sexta vez neste ano, a Universal Pictures emplaca mais um filme na liderança das bilheterias norte-americanas e quebra recordes de arrecadação. Segunda estreia da semana, O Agente da U.N.C.L.E. não emplacou

Banner internacional de STRAIGHT OUTTA COMPTON (2015), de F. Gary Gray

Banner internacional de STRAIGHT OUTTA COMPTON (2015), de F. Gary Gray

Drama biográfico sobre o grupo de hip-hop N.W.A., o filme Straight Outta Compton fez um sucesso simplesmente arrasador em sua estreia no mercado norte-americano e se tornou o campeão disparado do ranking de bilheteria deste final de semana. Lançado em 2.757 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá na última sexta, 14, o longa de F. Gary Gray (Uma Saída de Mestre) faturou até domingo nada menos que US$ 56,10 milhões, quantia que equivale a mais que o dobro das projeções dos executivos da Universal (US$ 25 milhões) e que transforma a produção na maior abertura de uma biografia musical de todos os tempos (superando os US$ 22,34 milhões de Johnny & June), bem como na sexta melhor estreia do mês de agosto da história. Tínhamos esperança que esse filme tivesse uma boa repercussão entre o público, e ele teve, mas também repercutiu bastante nas bilheterias, disse o chefe de distribuição da Universal, Nick Carpou, ao Washington Post sobre a performance de Straight Outta Compton, performance esta que, vale mencionar, já cobriu com folga os custos de produção do longa, estimados em US$ 29 milhões. No Brasil, o filme não possui uma data de estreia definida.

Assim, com o sucesso de Straight Outta Compton, 2015 vai se confirmando cada vez mais como um ano histórico para a Universal Pictures. Após faturar alto com Cinquenta Tons de Cinza (US$ 166,16 milhões), Velozes e Furiosos 7 (US$ 351,03 milhões), A Escolha Perfeita 2 (US$ 183,78 milhões), Jurassic World (US$ 637,93 milhões), Descompensada (US$ 97,91 milhões) e Minions (US$ 312,96 milhões), o estúdio conseguiu no sábado, 15, graças ao desempenho surpreendente da biografia musical estreante, chegar em tempo recorde à marca de US$ 2 bilhões nas bilheterias norte-americanas (o então campeão era a Warner Bros., que em 2009 alcançou o montante no dia 25 de dezembro). Nós sabíamos que 2015 seria um ano especial e estávamos esperançosos que nossa variedade de franquias, sequências e filmes originais iriam agradar o gosto diversificado do público. Esse marco representa uma vitória para toda a nossa indústria em um ano que continua a ver um crescimento saudável e está a caminho de se tornar o maior de todos os tempos, declarou Carpou, dessa vez ao The Wrap.

Tom Cruise em cena de MISSÃO: IMPOSSÍVEL - NAÇÃO SECRETA

Tom Cruise em cena de MISSÃO: IMPOSSÍVEL – NAÇÃO SECRETA

No segundo lugar do ranking aparece a aventura Missão: Impossível – Nação Secreta, que mais uma vez apresentou uma ótima sustentação (a queda do filme foi de 39%) e arrecadou US$ 17,30 milhões no fim de semana. Ao todo, o quinto filme do espião Ethan Hunt acumula uma renda de US$ 138,43 milhões, o que já o coloca entre os dez filmes de maior bilheteria da carreira do ator Tom Cruise.

Banner internacional de O AGENTE DA U.N.C.L.E. (2015), de Guy Ritchie

Banner internacional de O AGENTE DA U.N.C.L.E. (2015), de Guy Ritchie

A medalha de bronze ficou com a segunda novidade da semana, a comédia de espionagem O Agente da U.N.C.L.E. (The Man from U.N.C.L.E.), que falhou ao chamar a atenção do público jovem (86% da platéia do filme tinha mais de 25 anos) e encerrou seus três primeiros dias em cartaz com uma arrecadação de US$ 13,53 milhões, resultado bem abaixo dos US$ 17 milhões esperados pelo pessoal da Warner Bros. O filme não conquistou do público jovem e nós sabíamos que isso seria um desafio. O contexto dos anos 60 e da Guerra Fria é um pouco estranho para os jovens. Nós esperamos poder atingir uma audiência mais ampla à medida que o filme seguir em exibição, falou ao Los Angeles Times Jeff Goldstein, o vice-presidente da Warner. Por aqui, O Agente da U.N.C.L.E. chega aos cinemas no dia 3 de setembro.

Na esquerda, cena de QUARTETO FANTÁSTICO e na direita cena de THE GIFT

Na esquerda, cena de QUARTETO FANTÁSTICO e na direita cena de THE GIFT

A quarta posição coube ao fiasco Quarteto Fantástico, que após uma abertura vergonhosa na semana passada, registrou uma perda expressiva de 69% em sua renda e de sexta a domingo faturou US$ 8 milhões. Também lançado na semana passada, o thriller The Gift, por sua vez, conseguiu se sustentar bem (caiu 45%) e fez US$ 6,50 milhões, garantindo então o quinto lugar. Em dez dias, Quarteto Fantástico soma US$ 41,96 milhões em bilheteria, enquanto que The Gift contabiliza no mesmo período US$ 23,57 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

05

Veja o trailer de Straight Outta Compton:

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 20 – A ESCOLHA PERFEITA 2

A projeção inicial dos analistas era de que nesse final de semana veríamos uma disputa acirrada entre a comédia musical A Escolha Perfeita 2 e o longa de ação Mad Max: Estrada da Fúria pela liderança das bilheterias norte-americanas, mas, no final, as Bellas deixaram o guerreiro solitário de George Miller comendo poeira do deserto e garantiram com folga o primeiro lugar

Banner internacional de A ESCOLHA PERFEITA 2 (2015), de Elizabeth Banks

Banner internacional de A ESCOLHA PERFEITA 2 (2015), de Elizabeth Banks

Não há como negar que 2015 está sendo um ano excelente para a Universal Pictures. Primeiro, foi o romance erótico Cinquenta Tons de Cinza, que se deu muito bem no mercado doméstico e faturou US$ 166,16 milhões (mundialmente, o valor chega a US$ 569,65 milhões), sendo seguido posteriormente pelo arrasador Velozes e Furiosos 7, que detém até o momento uma arrecadação de US$ 343,80 milhões, com um total global de espetaculares que US$ 1,47 bilhão. Agora, o estúdio acaba de emplacar mais um sucesso de bilheteria, a comédia musical A Escolha Perfeita 2 (Pitch Perfect 2), que registrou uma abertura simplesmente excelente nas telonas norte-americanas.

Lançado em 3.473 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá na última sexta-feira, 15, A Escolha Perfeita 2 fez a alegria do público feminino neste fim de semana (75% da plateia do filme era de mulheres, sendo 62% abaixo dos 25 anos) e terminou por surpreender ao faturar nos seus três primeiros dias em cartaz US$ 70,30 milhões, resultado que supera bastante as expectativas de mercado (que apontavam para uma arrecadação de US$ 40 milhões) e que equivale a mais que o dobro do orçamento da produção, que foi estimado em US$ 29 milhões. E para se ter uma noção ainda melhor do sucesso, vale destacar que a abertura de A Escolha Perfeita 2 ainda foi maior que a renda total do primeiro filme no mercado norte-americano (US$ 65 milhões). Nós estávamos confiantes que, uma vez que as pessoas fossem ao cinema, elas iriam gostar do filme e ele seria um sucesso, mas não havia como prevermos esse resultado, declarou ao The Wrap o presidente de distribuição da Universal, Nick Carpou, sobre o desempenho do novo A Escolha Perfeita, desempenho este que por sinal já fez com que o pessoal do estúdio oficializasse um terceiro filme da série.

Banner internacional de MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (2015), de George Miller

Banner internacional de MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (2015), de George Miller

Na segunda posição do ranking aparece o outro estreante de peso da semana, o excelente longa de ação Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road), que embora tenha sido atropelado pelas Bellas, ficou longe de decepcionar ao arrecadar de sexta a domingo sólidos US$ 44,44 milhões, quantia que vai de encontro com as projeções da Warner Bros. e que representa a maior abertura da carreira do diretor George Miller. Contudo, ao contrário de A Escolha Perfeita 2, o novo Mad Max ainda tem um caminho um pouco extenso até gerar lucro, uma vez que seus custos de produção somaram elevados US$ 150 milhões.

03

Vilão Ultron em cena de OS VINGADORES: ERA DE ULTRON

Assim, com A Escolha Perfeita e Mad Max chegando com tudo nas telonas, quem acabou perdendo espaço foi Os Vingadores: Era de Ultron, que acabou escorregando para o terceiro lugar, com uma queda de 50% e US$ 38,83 milhões arrecadados. No total, o segundo filme da superequipe de heróis da Marvel acumula US$ 372 milhões no mercado norte-americano, valor que, incluindo a renda obtida mundo afora, sobe para US$ 1,14 bilhão.

Na esquerda, cena de BELAS E PERSEGUIDAS e na direita cena de SEGURANÇA DE SHOPPING 2

Na esquerda, cena de BELAS E PERSEGUIDAS e na direita cena de SEGURANÇA DE SHOPPING 2

Na quarta e quinta posições ficaram as comédias Belas e Perseguidas e Segurança de Shopping 2, que renderam respectivamente US$ 5,78 milhões e US$ 3,60 milhões. No total de dez dias, Belas e Perseguidas soma uma bilheteria não muito empolgante de US$ 23,50 milhões, enquanto que Segurança de Shopping 2 contabiliza em cinco semanas US$ 62,92 milhões.

Banner internacional de Longe Deste Insensato Mundo (2015), de Thomas Vinterberg

Banner internacional de LONGE DESTE INSENSATO MUNDO (2015), de Thomas Vinterberg

Por fim, a última novidade do ranking é o drama Longe Deste Insensato Mundo (Far from the Madding Crowd), que ficou na lanterninha dos mais rentáveis ao arrecadar US$ 1,30 milhão, que foi resultado da expansão de seu circuito para 289 salas. Em exibição há três semanas, o filme acumula uma bilheteria de US$ 2,63 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

06

Assista ao trailer de A Escolha Perfeita 2:

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – VELOZES E FURIOSOS 7 estreia em primeiro

Mais um filme de 2015 estreou na liderança dos três rankings cobertos pelo Cinema & Artes. Velozes e Furiosos 7, como era de se esperar, aproveitou o sucesso da série que marcou gerações no Brasil e se deu bem em sua estreia no país, terminando o último fim de semana na primeira colocação, completamente isolado. Cinderela, como no ranking internacional, sustentou-se e continua à frente dos já em cartaz, na segunda colocação. A ficção Insurgente, apesar de uma queda considerável, também se manteve atrás de Cinderela, terminando o fim de semana em terceiro lugar. O mesmo ocorreu com Golpe Duplo e Para Sempre Alice, que fecharam o top cinco na quarta e quinta colocações, respectivamente

Paul Walker e Vin Diesel, em cenda de VELOZES & FURIOSOS 7.

Paul Walker e Vin Diesel em cenda de VELOZES & FURIOSOS 7

Na primeira colocação e isolado no ranking, Velozes e Furiosos 7 confirmou o sucesso definitivo, estreando na primeira colocação dos rankings Brasil, EUA e Internacional. Já tendo obtido a nona melhor renda de estreia da história dos Estados Unidos, o esperado filme de ação mostra-se a caminho do posto de melhor filme da franquia. Foram quase R$ 37 milhões arrecadados por Velozes e Furiosos 7 no Brasil. Cinemas do país inteiro lotaram devido aos cerca de 2,3 milhões de espectadores que assistiram ao filme em seu fim de semana de estreia, o dobro do público de estreia do sexto filme da franquia e cerca de 15 vezes o público do primeiro.

Cena de CINDERELA.

Lily James em cena de CINDERELA

Com uma queda de cerca de 14%, Cinderela perdeu a liderança para o estreante Velozes e Furiosos 7, mas manteve-se à frente dos filmes que já estavam em cartaz nas semanas anteriores. A adaptação do conto de fadas arrecadou cerca de R$ 10,3 milhões no último fim de semana, terminando o domingo na segunda posição do ranking. Além de continuar com bons números na renda, Cinderela também não decepcionou no público do fim de semana, conseguindo cerca de 780 mil espectadores. No total, o filme acumula uma renda de R$ 25,8 milhões.

Shailene Woodley, em cena INSURGENTE.

Shailene Woodley em cena INSURGENTE

Insurgente manteve-se atrás de Cinderela, como no ranking da semana anterior, no entanto com uma queda maior, cerca de 33%, que levou o filme a arrecadar apenas R$ 4,7 milhões. Em sua terceira semana em cartaz, a ficção caiu novamente uma posição, terminando o fim de semana em terceiro lugar. Cerca de 326 mil espectadores assistiram ao filme, de quinta, 2, à domingo, 5. Esse acumula atualmente uma renda de R$ 30,8 milhões.

Will Smith, à esquerda, em cena de GOLPE DUPLO.

Will Smith, à esquerda, em cena de GOLPE DUPLO

O thriller criminal estrelado por Will Smith, Golpe Duplo, apesar de uma queda considerável, cerca de 40%, conseguiu se manter entre os cinco primeiros colocados, terminando o fim de semana na quarta posição, com uma renda de R$ 1,3 milhões. O filme encontra-se em sua quarta semana em cartaz no Brasil e já mostra uma queda significativa em seu desempenho, comparando-o com a estreia. Cerca de 94 mil espectadores assistiram Golpe Duplo nos cinemas no último fim de semana. Com o número, a renda acumulada do filme no país chega próximo de R$ 15 milhões.

Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE.

Julianne Moore em cena de PARA SEMPRE ALICE

Drama estrelado por Julianne Moore, Para Sempre Alice, obteve a segunda maior queda do fim de semana, juntamente com Cinquenta Tons de Cinza, caíram cerca de 62% em relação ao fim de semana anterior. Mesmo com a queda, Para Sempre Alice não caiu tanto na tabela, apenas uma posição, assim como Cinderela, Insurgente e Golpe Duplo, que também escorregaram uma colocação, devido a estreia de Velozes e Furiosos 7. O drama conseguiu apenas cerca de R$ 267 mil nesse último fim de semana, acumulando um total de R$ 5,5 milhões no país.

Confira a tabela com os dez melhores abaixo.

RBRA-14-2015

Veja o trailer de Velozes e Furiosos 7.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – CINDERELA estreia em primeiro

Cinderela estreou com sucesso no Brasil, terminando o domingo, 29, na primeira colocação do ranking nacional com quase um milhão de espectadores. Dessa forma, Insurgente não conseguiu sustentar o desempenho de sua abertura e escorregou para o segundo lugar, com uma renda bem inferior a obtida anteriormente. Thriller criminal estrelado por Will Smith, Golpe Duplo, continua entre os cinco primeiros, tendo caído pouco em relação ao fim de semana anterior. Para Sempre Alice e o estreante O Garoto da Casa ao Lado ficaram na quarta e quinta colocação do ranking, respectivamente.

Cena de CINDERELA.

Cena de CINDERELA

Exibido em mais de 900 salas, Cinderela estreou no Brasil com bastante sucesso, como era de se esperar. A nova adaptação do famoso conto de fadas conquistou públicos de todas as idades, levando cerca de 920 mil espectadores aos cinemas do país no fim de semana e faturando com isso R$ 11,6 milhões em bilheteria. Cinderela também registrou uma ótima média de público, a maior da semana, cerca de mil espectadores por sala.

Shailene Woodley, à direita, em cena de INSURGENTE.

Shailene Woodley, à direita, em cena de INSURGENTE

Em sua segunda semana em cartaz, Insurgente mostrou-se com dificuldades em sustentar a renda anterior, de sua estreia, na presença de Cinderela, caindo bastante, cerca de 50%. Com a queda, a ficção arrecadou cerca de R$ 7 milhões ficando com em uma distante a segunda posição. No total, a renda do filme no país já chega a R$ 23,9 milhões, enquanto o público acumulado é 1664 mil espectadores.

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO.

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO

Golpe Duplo caiu para a terceira colocação, mesmo obtendo a menor queda do fim de semana, cerca de 15%. Em sua terceira semana em cartaz, a ação estrelada por Will Smith fez R$ 2,1 milhões, cerca de R$ 400 mil a menos que na semana passada. Golpe Duplo acumula uma renda de R$ 13 milhões no país e um público pouco maior que um milhão de espectadores.

Kristen Stewart, à esquerda, e Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE.

Kristen Stewart, à esquerda, e Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE

Diferente de O Sétimo Filho, também estrelado por Julianne Moore, que caiu para a sétima colocação do ranking com uma queda de 70%, Para Sempre Alice conseguiu se manter entre os cinco primeiros, terminando o fim de semana na quarta posição, com R$ 685 mil. O drama acumula atualmente uma renda de R$ 5,1 milhões no país, com um público de aproximadamente 343 mil espectadores.

Jennifer Lopez, em cena de O GAROTO DA CASA AO LADO.

Jennifer Lopez, em cena de O GAROTO DA CASA AO LADO

Mal aceito pela crítica e público no próprio país, o suspense estrelado por Jennifer Lopez, O Garoto da Casa ao Lado, enfrentou dificuldades em sua estreia no Brasil, tendo por fim registrado uma abertura de R$ 590 mil. Mesmo com uma baixa arrecadação, o thriller conseguiu ficar entre os cinco primeiros do ranking, aproveitando a avalanche de quedas, que inclui também o sexto colocado, Cinquenta Tons de Cinza, além de Kingsman, Bob Esponja e Sniper Americano, respectivamente na oitava, nona e décima posição. Cerca de 43 mil espectadores foram ao cinema assistir O Garoto da Casa ao Lado, que espera melhorar o seu desempenho nas próximas semanas, estando com uma das menores médias de público por sala.

Confira abaixo a tabela com os dez primeiros.

RBRA-13-2015

Veja o trailer de O Garoto da Casa ao Lado.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING INTERNACIONAL – CINDERELA volta ao topo

O conto de fadas Cinderela sustentou a renda obtida anteriormente e, aproveitando a queda de Insurgente, subiu para a primeira colocação do ranking. Com a perda na arrecadação, a sci-fi juvenil terminou em segundo lugar. Enquanto isso, Kingsman: Serviço Secreto estreou com sucesso na China e voltou a figurar entre os cinco primeiros colocados. Cada Um na Sua Casa também obteve um melhor desempenho nesse último fim de semana, mas não foi o suficiente para impedir a sua queda para a quarta posição. Na sequênica, Golpe Duplo fechou o top cinco com uma melhora relativamente pequena

Cena de CINDERELA.

Cena de CINDERELA

Cinderela retomou a primeira colocação do ranking internacional após obter uma das menores quedas dentre os dez primeiros colocados, menos que 5%. O conto de fadas obteve uma renda de US$ 38,7 milhões nesse último fim de semana, cerca de US$ 2,7 milhões menor que o resultado anterior. Os melhores desempenhos dentre os últimos países em que o filme estreou foram no Reino Unido, cerca de US$ 5,5 milhões, e na Espanha, US$ 2,8 milhões, tendo terminado o fim de semana na primeira colocação do ranking local de ambos países. Cinderela acumula um total de US$ 186 milhões nas bilheterias internacionais.

Cena de INSURGENTE.

Cena de INSURGENTE

Apenas na sua segunda semana em exibição, Insurgente já perdeu a liderança nos rankings Internacional, Brasil e Estados Unidos, mostrando não ser tão forte quanto Cinquenta Tons de Cinza, que se sustentou no topo dos mais rentáveis por várias semanas. A sci-fi juvenil caiu cerca de 40% em relação ao fim de semana anterior, encerrando esse último na segunda colocação com um faturamento de cerca de US$ 30 milhões. O melhor desempenho individual do filme foi na França, onde já acumula cerca de US$ 10 milhões, do total de US$ 93,7 milhões obtidos nas bilheterias de todo o mundo.

Colin Firth, em cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO.

Colin Firth em cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Kingsman: Serviço Secreto recuperou uma posição confortável entre os cinco primeiros colocados do ranking, tendo ocupado o terceiro lugar com uma renda de US$ 25,4 milhões. O filme obteve sucesso em sua estreia na China, onde fez mais de US$ 20 milhões, cerca de 80% da renda obtida no fim de semana nas bilheterias internacionais. Com a melhora, Kingsman chega a uma renda total de US$ 209 milhões no mercado internacional.

Cena de CADA UM NA SUA CASA.

Cena de CADA UM NA SUA CASA

Cada Um na Sua Casa estreou em mais de 50 países no último fim de semana, obtendo um saldo positivo de cerca de 30% em relação a renda anterior. A animação foi primeira colocada no ranking local de cerca de 15 países, dentre esses México, Filipinas e Suécia, tendo acumulado cerca de US$ 24 milhões nesse fim de semana, suficientes para a quarta colocação do ranking internacional. No total obtido ao redor do planeta, a receita de Cada Um na Sua Casa chega a cerca de US$ 48,2 milhões.

Cena de GOLPE DUPLO.

Cena de GOLPE DUPLO

Por último, fechando o top cinco, ficou o thriller criminal Golpe Duplo, estrelado por Will Smith, que acumulou uma arrecadação de US$ 8,2 milhões nesse último fim de semana, valor que representa uma melhora de cerca de US$ 300 mil em relação a renda anterior. Assim como Cinderela, Golpe Duplo também estreou no Reino Unido, onde obteve US$ 2,1 milhões, e na Espanha, cerca de US$ 1,4 milhões. No total, o filme soma US$ 82,4 milhões nas bilheterias internacionais.

Veja abaixo a tabela com os dez primeiros colocados do ranking internacional de 27 a 29 de março.

INT-13-2015

Confira o trailer de Cinderela:

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – INSURGENTE estreia no topo

A ficção juvenil Insurgente estreou no Brasil e repetiu o feito de Cinquenta Tons de Cinza, ficando em sua estreia na liderança do ranking americano, internacional e brasileiro. O filme foi assistido por quase um milhão de espectadores que somaram uma ótima renda para esse. Enquanto isso, todos na segunda semana em cartaz, Golpe Duplo, O Sétimo Filho e Para Sempre Alice terminaram o último fim de semana na segunda, terceira e quarta colocações, respectivamente. Cinquenta Tons de Cinza, em sua sexta semana, fechou o Top cinco.

ff

Shailene Woodley, em cena de INSURGENTE

Além da liderança no ranking internacional e americano, a sci-fi juvenil Insurgente, continuação de Divergente, estreou no Brasil também em primeiro. Devido a quantidade significativa de fãs no país, o filme não teve dificuldade em disparar na liderança das bilheterias brasileiras, conseguindo uma renda de R$ 13,2 milhões. Cerca de 840 mil espectadores assistiram ao filme no fim de semana. Somando com o público de segunda e terça, o número chega próximo de um milhão, cerca de 987 mil espectadores, para uma renda acumulada de R$ 14,7 milhões.

ff

Cena de GOLPE DUPLO

Mesmo distante do primeiro colocado, Golpe Duplo manteve-se bem na segunda colocação dos mais rentáveis, tendo terminado o fim de semana com uma renda próxima de R$ 2,5 milhões. O valor obtido de quinta a domingo representa apenas cerca de 50% do obtido no fim de semana passado, uma queda significativa para um filme em sua segunda semana em cartaz no país. Cerca de 755 mil pessoas já conferiram o thriller criminal estrelado por Will Smith no Brasil, acumulando para o filme uma arrecadação total de R$ 9,9 milhões.

ff

Julianne Moore, em cena de O SÉTIMO FILHO

A aventura O Sétimo Filho, também em sua segunda semana em cartaz no Brasil, garantiu o terceiro lugar, com um faturamento de R$ 1,7 milhão. A quantia obtida representa uma queda de cerca de 45% em relação a do fim de semana passado, pondo o filme numa situação semelhante a de Golpe Duplo. O Sétimo Filho já foi assistido por cerca de 382 mil espectadores no país, acumulando atualmente uma renda de R$ 5,7 milhões desde sua estreia.

ff

Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE

Estrelado por Julianne Moore, Para Sempre Alice foi o terceiro estreante do fim de semana passado a se manter entre os cinco primeiros, tendo continuado na mesma ordem da classificação anterior. O drama arrecadou cerca de R$ 1,4 milhões de quinta a sexta, ficando na quarta colocação do ranking. Apesar da baixa arrecadação, comparando com Golpe Duplo e O Sétimo Filho, Para Sempre Alice foi quem obteve a menor queda dos que estão na segunda semana em cartaz, cerca de 18%, mostrando o bom desempenho do filme, exibido em apenas 169 salas no país. Cerca de 270 mil espectadores foram aos cinemas ver o drama, que soma atualmente uma renda de R$ 4,1 milhões.

Cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

Cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

Em sua sexta semana em cartaz, o romance Cinquenta Tons de Cinza continua a cair depois de todo o seu sucesso em suas primeiras semanas no país. Uma queda de cerca de 50% levou o filme a obter apenas R$ 1,3 milhões nesse último fim de semana, terminando na quinta colocação do ranking. O público acumulado já ultrapassa os 6,5 milhões, enquanto a renda chega a R$ 86,2 milhões.

Confira a tabela do ranking com os dez melhores.

BRASIL-12-2015

Veja o trailer de Insurgente.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – GOLPE DUPLO estreia na liderança

Nesse último fim de semana nos cinemas brasileiros, três estreantes figuraram entre os cinco primeiros da lista dos mais rentáveis. Golpe Duplo, estrelado por Will Smith, obteve um ótimo desempenho e assegurou a primeira colocação do ranking, enquanto que a aventura O Sétimo Filho e o drama Para Sempre Alice foram as outras duas novidades que também se deram muito bem, ficando em segundo e quinto lugar, respectivamente. Cinquenta Tons de Cinza e Kingsman: Serviço Secreto completam o restante do Top 5

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO

Pelo visto, o mais novo filme de Will Smith agradou bastante o público brasileiro. O thriller criminal Golpe Duplo chegou aos cinemas do país com tudo, terminando o domingo na primeira colocação do ranking das bilheterias nacionais, à frente dos seus concorrentes estreantes, O Sétimo Filho e Para Sempre Alice, e do quase que imbatível Cinquenta Tons de Cinza. Atualmente o filme presente em maior número de salas no país, 625, Golpe Duplo levou cerca de 360 mil espectadores aos cinemas, obtendo uma renda de R$ 5,1 milhões, ótimo desempenho que o deixou isolado na liderança dos mais rentáveis por aqui.

Cena de O SÉTIMO FILHO

Cena de O SÉTIMO FILHO

Mesmo bastante mal aceita pelo público e pela crítica estrangeira, a aventura estrelada por Jeff Bridges e Julianne Moore, O Sétimo Filho, conseguiu a segunda colocação do ranking em sua abertura no Brasil. Cerca de 185 mil pessoas assistiram ao filme nesse fim de semana, gerando uma receita de aproximadamente R$ 3 milhões. Apesar do valor, o filme foi exibido em apenas 299 salas, o que lhe garantiu a melhor média de público, 619 pessoas por sala.

Cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

Cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

Enquanto os estreantes se deram bem, o antigo dono da primeira colocação, Cinquenta Tons de Cinza, que passou bastante tempo nessa, obteve uma queda significativa (cerca de 53%), terminando o domingo com um valor arrecadado de R$ 2,5 milhões e no terceiro lugar do ranking. O filme obteve uma performance bem inferior ao do estreante O Sétimo Filho, considerando que foi exibido em cerca de 240 salas a mais que esse. Com a bilheterias desse fim de semana, a renda acumulada do romance chega agora aos R$ 84 milhões.

Cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Na quarta posição ficou a comédia de ação estrelada pelo ator vencedor do Oscar, Colin Firth, Kingsman: Serviço Secreto, que registrou uma queda de 50% em relação ao fim de semana passado e de que quinta a domingo fez cerca de R$ 2,4 milhões, resultado que, somado a renda obtida desde a sua estreia no Brasil, chega a um acumulado de R$ 8,8 milhões.

Vencedora do Oscar, Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE

Vencedora do Oscar, Julianne Moore, em cena de PARA SEMPRE ALICE

Para Sempre Alice, drama estrelado pela também vencedora do Oscar, Julianne Moore, foi a terceira melhor estreia da semana no Brasil. O filme uma abertura de R$ 1,6 milhão, quantia que, somada aos resultados das pré-estreias, chega aos R$ 2,3 milhões. Para Sempre Alice foi muito bem aceito pela crítica internacional, tendo recebido nota máxima em muitas famosas revistas e jornais como o The Telegraph, o Time Out New York e o New York Observer, mesmo assim, encontra-se em exibição em apenas 194 salas no país.

Confira abaixo a tabela do ranking Brasil com os dez melhores.

BRASIL-11-2015

Veja o trailer de Para Sempre Alice.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – CINQUENTA TONS DE CINZA mais uma vez na frente

Cinquenta Tons de Cinza caiu bastante em relação ao fim de semana passado, no entanto, a queda não foi suficiente para tirar o filme da liderança dos mais rentáveis, em que continuou seguro pela quarta semana consecutiva. Os estreantes Kingsman: Serviço Secreto, Simplesmente Acontece e Renascida no Inferno tiveram um bom desempenho no primeiro fim de semana em cartaz no país, terminando o domingo na segunda, quarta e quinta posições do ranking, respectivamente. Enquanto isso, Sniper Americano ficou com a medalha de bronze, tendo apresentado uma queda razoável

Dakota Johnson como Anastacia, em cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

Dakota Johnson como Anastacia, em cena de CINQUENTA TONS DE CINZA

O romance Cinquenta Tons de Cinza manteve-se novamente na liderança do ranking Brasil no último fim de semana, terminando o domingo com uma renda de R$ 5,4 milhões, cerca de 40% menor que a renda obtida no fim de semana anterior. Mesmo na sua quinta semana em cartaz no país, Cinquenta Tons de Cinza continua com um bom desempenho, tendo levado ao todo mais de 6 milhões de espectadores aos cinemas, que acumularam uma receita de aproximadamente R$ 79,5 milhões para o filme.

Michael Caine, em cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Michael Caine, em cena de KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

O novo filme do diretor Mathew Vaughn, Kingsman: Serviço Secreto, estreou finalmente no Brasil, ficando na segunda posição do ranking em seu primeiro fim de semana em cartaz no país ao arrecadar em quatro dias R$ 4,6 milhões. De quinta a domingo, cerca de 321 mil espectadores foram aos cinemas do país ver o filme, exibido em 433 salas, fazendo com que esse obtesse a maior média de público por sala do fim de semana, 743.

Bradley Cooper, em cena de SNIPER AMERICANO

Bradley Cooper, em cena de SNIPER AMERICANO

Na sua terceira semana em cartaz no país, Sniper Americano obteve uma queda razoável, de cerca de 30%, em relação ao fim de semana passado, mas os R$ 2,5 milhões faturados foram bons o suficiente para garantir a medalha de bronze. Quase um milhão de espectadores – cerca de 950 mil – já foram assistir ao novo filme de Clint Eastwood, que acumula atualmente uma bilheteria de R$ 13,6 milhões no país.

Cena de RENASCIDA NO INFERNO

Cena de RENASCIDA NO INFERNO

A comédia romântica Simplesmente Acontece foi bem em seu primeiro fim de semana no país. Estreou na quarta colocação do ranking após obter, de quinta a domingo, uma renda de aproximadamente R$ 2,3 milhões. Mesmo sendo exibida em poucos cinemas, 295, terminou o fim de semana com uma boa média de público por sala, cerca de 584, a quarta maior dentre os dez primeiros do ranking. Enquanto isso, o terror Renascida no Inferno obteve um desempenho semelhante ao da comédia romântica, terminando o fim de semana na quinta colocação do ranking com uma renda de R$ 2,2 milhões e uma média de público por sala de 586, a terceira maior.

Confira abaixo a tabela do ranking com os dez primeiros colocados.

BRASIL-10-2015

Veja o trailer de Kingsman: Serviço Secreto.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING INTERNACIONAL – O DESTINO DE JÚPITER volta a liderança

Cinquenta Tons de Cinza despencou da liderança do ranking internacional para a terceira posição, após três semanas consecutivas no topo. O Destino de Júpiter e Operação Big Hero aproveitaram o deslize do romance para garantir, respectivamente, no primeiro e segundo lugar. Golpe Duplo ficou em quarto, enquanto Kingsman: Serviço Secreto, ocupou com a quinta colocação

Mila Kunis, em cena de O DESTINO DE JÚPITER

Mila Kunis, em cena de O DESTINO DE JÚPITER

Após uma estreia de sucesso na China, onde obteve cerca de US$ 23,2 milhões no último fim de semana, O Destino de Júpiter retomou a liderança do ranking internacional, aproveitando a queda de Cinquenta Tons de Cinza. Na terra do dragão, a ficção dos Wachowskis fez bonito, tendo ocupado a primeira colocação do ranking nacional e sendo responsável por cerca de 35% da renda total obtida pelos filmes em cartaz por lá. O Destino de Júpiter terminou o fim de semana com uma renda de US$ 25,3 milhões nas bilheterias internacionais, acumulando um total de US$ 107 milhões.

Hiro e Baymax, em OPERAÇÃO BIG HERO

Hiro e Baymax, em OPERAÇÃO BIG HERO

Operação Big Hero continua a se sustentar com boas rendas após a estreia na China e encerrou o último fim de semana na vice-liderança do ranking internacional. A animação já soma US$ 40,8 milhões na China, de um total de US$ 383 milhões nas bilheterias internacionais. Operação Big Hero obteve US$ 19,6 milhões nesse último fim de semana, tornando-se agora, em menos de duas semanas, o filme da Disney/Pixar com segundo melhor desempenho nas bilheterias chinesas.

Cenas de CINQUENTA TONS DE CINZA

Cenas de CINQUENTA TONS DE CINZA

Após uma queda de mais de 50% em relação a renda obtida no fim de semana passado, Cinquenta Tons de Cinza despencou para o terceiro lugar, no entanto, a queda desse último fim de semana compensou o sucesso obtido nos fins de semanas anteriores, pois em apenas quatro semanas, o romance já acumulou cerca de US$ 371 milhões nas bilheterias internacionais. O filme faturou de sexta a domingo cerca de US$ 17,7 milhões, estando com bom desempenho em muitos países dos quase 60 em que está em cartaz, com destaque para a Irlanda e o Reino Unido, onde já acumula US$ 50,5 milhões desde a estreia.

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO

Will Smith, em cena de GOLPE DUPLO

Após estrear em mais 18 países, Golpe Duplo entrou para o top cinco do ranking, terminando o fim de semana com US$ 17,7 milhões. Ainda no seu segundo fim de semana em cartaz nas bilheterias internacionais, o filme estrelado por Will Smith não tem agradado muito o público geral, mesmo sendo exibido em cerca de 6200 salas de cinema. No total, Golpe Duplo acumula um renda de US$ 37 milhões no mercado internacional.

Colin Firth, em KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Colin Firth, em KINGSMAN: SERVIÇO SECRETO

Kingsman: Serviço Secreto ficou com a quinta colocação com uma renda de US$ 17 milhões, cerca de 30% menor que a obtida no fim de semana passado. Mesmo com uma queda no desempenho geral, o filme ainda sustenta a primeira colocação em muitos países, como na Coréia do Sul, em primeiro pela quarta semana consecutiva, tendo obtido US$ 4,5 milhões no último fim de semana. Kingsman é o filme da Fox com segundo melhor desempenho nas bilheterias sul-coreanas. No total, o filme já acumula US$ 151 milhões.

Confira abaixo a tabela com os dez melhores do ranking internacional.

INTERNACIONAL-09-2015

Veja o trailer de Golpe Duplo.

Imagem de Amostra do You Tube