PREMIAÇÕES DE HOLLYWOOD/2015 – QUE HORAS ELA VOLTA? NO CRITICS CHOICE E FORA DO OSCAR

Que Horas Ela Volta? obteve, nesta semana, nos EUA, uma boa notícia e uma má notícia. A boa: no início da semana recebeu a indicação do Critics’ Choise Awards, a premiação da Broadcast Film Critics Association-BFCA, a qual reúne cerca de 250 analistas de filmes dos EUA e do Canadá, para concorrer ao Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro. A má notícia: na noite de ontem, a Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood o colocou fora da disputa ao Oscar da mesma categoria.  manhã desta feira 

Regina Casé em QUE HORAS ELA VOLTA?, de Ana Muylaert: indicado a melhor filme estrangeiro

Regina Casé em QUE HORAS ELA VOLTA?, de Ana Muylaert: indicado a melhor filme estrangeiro

Oscar, Globo de Ouro e César. Estas são, pela ordem, as mais importantes premiações do cinema internacional. O Critics Choise Awards vem em seguida. Para a seleção dos filmes à premiação, um Conselho dirige os trabalhos e chega a relação final. E acompanhando uma tendência internacional, Max Mad: Estrada da Fúria, de George Miller, lidera com indicações em 13 categorias. Revele-se que, nessa tendência mundial, o filme foi eleito o melhor do ano em vários países. Será que é filme para tudo isso? Avalio que não. Perdido em Marte, em termos de futurismo, é bem importante, mais cerebral, menos visionário. Ambos equilibram 2 temas fundamentais para o homem e a ciência: a conquista de Marte e a posse da água, seja aqui, seja nos planetas alhures. Mas, bem tudo, pois de qualquer forma a ficção-científica, no Cinema, está obtendo prêmios e destaques, deixando o preconceito para trás.

Mas, o que nos interessa, aqui, é a relação dos indicados a Melhor Filme Estrangeiro pela associação dos críticos dos EUA e do Canadá.

Confira os 9 candidatos que continuam na disputa ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro-2015. Dessa lista aí,  4 serão eliminados.  Todos os indicados serão anunciados em 14 de janeiro.

O Novíssimo Testamento (Le tout nouveau testament, Bélgica), de Jaco Van Dormael
O Abraço da Serpente (El abrazo de la serpiente, Colômbia), de Ciro Guerra
A War (Krtigen, Dinamarca), de Tobias Lindholm
O Esgrimista (Miekkailija, Finlândia), de Klaus Härö
5 Graças (Mustang, Turquia-França-Qatar-Alemanha), de Deniz Gamze Ergüven
Labirinto de Mentiras (Im Labyrinth des Schweigens, Alemanha), de Giulio Ricciarelli
Filho de Saul (Saul Fia, Hungria), de László Nemes – Hungria
Viva (Irlanda), de Paddy Breathnach
Theeb (Emirados Árabes-Qatar-Jordânia-Reino Unido), de Naji Abu Nowar

E, ainda, há novidades quanto aos indicados aos prêmios de interpretação masculina. Você imaginaria que 2 dos atores de Hollywood mais apedrejados pelos críticos, em sua maioria, um dia ganharam indicações entre os 5 melhores do ano? Pois é. Sylvester Stallone e Jason Statham, dois astros de filmes porreteiros ganharam indicações. O primeiro, Sylvester Stallone, indicado a ator coadjuvante por sua atuação, aliás, elogiadíssima pela crítica, por Creed: nascido Para Lutar. Aliás, há quem diga que o nome dele pode aparecer na lista do Oscar – e seria a segunda vez. E Jason Statham ganhou indicação, como melhor ator de comédia por A Espiã que Sabia Demais.

Na área da televisão, a série Fargo obteve 8 indicações, lembrando que a entrega será em 17 de janeiro, um domingo.

Charlize Theron, Riley Keough, Zoë Kravitz, Abbey Lee e Courtney Eaton em MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (2015), de George Miller: indicado a melhor filme

Charlize Theron, Riley Keough, Zoë Kravitz, Abbey Lee e Courtney Eaton em MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (2015), de George Miller: indicado a melhor filme

Confira todos os indicados de CINEMA.

MELHOR FILME
A Grande Aposta
Ponte dos Espiões
Brooklyn
Carol
Mad Max: estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
O Quarto de Jack
Sicario: terra de Ninguém
Spotlight: segredos Revelados

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Anomalisa
O Bom Dinossauro
Divertida Mente
Peanuts: o Filme
Shaun: o Carneiro

MELHOR FILME DE AÇÃO
Velozes e Furiosos 7
Jurassic World
Mad Max: estrada da Fúria
Missão Impossível – nação Secreta
Sicario

INDICADOS AO OSCAR-2015 DE FILME ESTRANGEIRO

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
A Assassina (Nie yin niang, China), de Hou Hsiao-Hsien
Boa Noite, Mamãe! (Ich seh, ich seh, Áustria), de Severin Fiala e Veronika Franz
5 Graças (Mustang, Turquia-França-Qatar-Alemanha), de Deniz Gamze Ergüven
O Filho de Saul (Saul Fia, Hungria), de László Nemes
Que Horas Ela Volta? (Brasil), de Ana Muylaert

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Amy
Cartel Land
Going Clear: scientology and the Prison of Belief
Malala
The Look of Silence
Where to Invade Next

MELHOR DIRETOR
Todd Haynes – Carol
Alejandro González Iñárritu – O Regresso
Tom McCarthy – Spotlight
George Miller – Mad Max: estrada da Fúria
Ridley Scott – Perdido em Marte
Steven Spielberg – Ponte dos Espiões

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Ponte dos Espiões
Ex Machina
Os 8 Odiados
Divertida Mente
Spotlight

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
A Grande Aposta
Brooklyn
Perdido em Marte
O Quarto de Jack
Steve Jobs

MELHOR ELENCO
A Grande Aposta
Os 8 Odiados
Spotlight
Straight Outta Compton
Trumbo: Lista Negra

MELHOR ATOR
Bryan Cranston – Trumbo: Lista Negra
Matt Damon – Perdido em Marte
Johnny Depp – Aliança do Crime
Leonardo DiCaprio – O Regresso
Michael Fassbender – Steve Jobs
Eddie Redmayne – A Garota Dinamarquesa

MELHOR ATRIZ
Cate Blanchett – Carol
Brie Larson – O Quarto de Jack
Jennifer Lawrence – Joy: o Nome do Sucesso
Charlotte Rampling – 45 Anos
Saoirse Ronan – Brooklyn
Charlize Theron – Mad Max: estrada da Fúria

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Paul Dano – Love & Mercy
Tom Hardy – O Regresso
Mark Ruffalo – Spotlight
Mark Rylance – Ponte dos Espiões
Michael Shannon – 99 Homes
Sylvester Stallone – Creed: nascido Para Lutar

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Jennifer Jason Leigh – Os 8 Odiados
Rooney Mara – Carol
Rachel McAdams – Spotlight
Helen Mirren – Trumbo: Lista Negra
Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa
Kate Winslet – Steve Jobs

MELHOR ATOR/ATRIZ JOVEM
Abraham Attah – Beasts of No Nation
RJ Cyler – Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer
Shameik Moore – Um Deslize Perigoso
Milo Parker – Mr. Holmes
Jacob Tremblay – O Quarto de Jack

MELHOR FOTOGRAFIA
Carol
Os 8 Odiados
Mad Max: estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Sicario

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Ponte dos Espiões
Brooklyn
Carol
A Garota Dinamarquesa
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte

MELHOR MONTAGEM
A Grande Aposta
Mad Max: estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Spotlight

MELHOR FIGURINO
Brooklyn
Carol
Cinderela
A Garota Dinamarquesa
Mad Max: estrada da Fúria

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
Aliança do Crime
Carol
A Garota Dinamarquesa
Os 8 Odiados
Mad Max: estrada da Fúria
O Regresso

MELHOR EFEITOS VISUAIS
Ex Machina
Jurassic World: o Mundo dos Dinossauros
Mad Max: estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
A Travessia

MELHOR ATOR EM FILME DE AÇÃO
Daniel Craig – 007 Contra Spectre
Tom Cruise – Missão Impossível – Nação Secreta
Tom Hardy – Mad Max: estrada da Fúria
Chris Pratt – Jurassic World
Paul Rudd – Homem-Formiga

MELHOR ATRIZ EM FILME DE AÇÃO
Emily Blunt – Sicario
Rebecca Ferguson – Missão Impossível – nação Secreta
Bryce Dallas Howard – Jurassic World
Jennifer Lawrence – Jogos Vorazes: a Esperança – o Final
Charlize Theron – Mad Max: estrada da Fúria

MELHOR COMÉDIA
A Grande Aposta
Divertida Mente
Joy: o Nome do Sucesso
Irmãs
A Espiã que Sabia Demais
Descompensada

MELHOR ATOR EM COMÉDIA
Christian Bale – A Grande Aposta
Steve Carell – A Grande Aposta
Robert De Niro – Um Senhor Estagiário
Bill Hader – Descompensada
Jason Statham – A Espiã que Sabia Demais

MELHOR ATRIZ DE COMÉDIA
Tina Fey – Sisters
Jennifer Lawrence – Joy: o Nome do Sucesso
Melissa McCarthy – A Espiã que Sabia Demais
Amy Schumer – Descompensada
Lily Tomlin – Grandma

MELHOR FILME DE FICÇÃO-CIENTÍFICA/TERROR
Ex Machina
Corrente do Mal
Jurassic World
Mad Max: estrada da Fúria
Perdido em Marte

MELHOR CANÇÃO
50 Tons de Cinza – Love Me Like You Do
Velozes e Furiosos 7 – See You Again
The Hunting Ground – Til It Happens To You
Love & Mercy – One Kind of Love
007 Contra Spectre – Writing’s on the Wall
Youth – Simple Song #3

MELHOR TRILHA SONORA
Carol
Os 8 Odiados
O Regresso
Sicario
Spotlight

TELEVISÃO

MELHOR ATOR EM COMÉDIA
Anthony Anderson – Black-ish
Aziz Ansari – Master of None
Will Forte – The Last Man on Earth
Randall Park – Fresh Off the Boat
Fred Savage – The Grinder
Jeffrey Tambor – Transparent

MELHOR ATOR EM DRAMA
Hugh Dancy – Hannibal
Rami Malek – Mr. Robot
Clive Owen – The Knick
Liev Schreiber – Ray Donovan
Justin Theroux – The Leftovers
Aden Young – Rectify

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
Wes Bentley – American Horror Story: Hotel
Martin Clunes – Arthur & George
Idris Elba – Luther
Oscar Isaac – Show Me a Hero
Vincent Kartheiser – Saints & Strangers
Patrick Wilson – Fargo

MELHOR ATRIZ EM COMÉDIA
Rachel Bloom – Crazy Ex-Girlfriend
Aya Cash – You’re the Worst
Wendi McLendon-Covey – The Goldbergs
Gina Rodriguez – Jane the Virgin
Tracee Ellis Ross – Black-ish
Constance Wu – Fresh Off the Boat

MELHOR ATRIZ EM DRAMA
Shiri Appleby – UnREAL
Carrie Coon – The Leftovers
Viola Davis – How to Get Away With Murder
Eva Green – Penny Dreadful
Taraji P. Henson – Empire
Krysten Ritter – Jessica Jones

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
Kathy Bates – American Horror Story: Hotel
Kirsten Dunst – Fargo
Sarah Hay – Flesh and Bone
Alyvia Alyn Lind – Dolly Parton’s Coat of Many Colors
Rachel McAdams – True Detective
Shanice Williams – The Wiz Live!

MELHOR COMÉDIA
Black-ish
Catastrophe
Jane the Virgin
Master of None
The Last Man on Earth
Transparent
You’re the Worst

MELHOR DRAMA
Empire
Mr. Robot
Penny Dreadful
Rectify
The Knick
The Leftovers
UnREAL

MELHOR ATRIZ/ATOR CONVIDADO EM COMÉDIA
Ellen Burstyn – Mom
Anjelica Huston – Transparent
Cherry Jones – Transparent
Jenifer Lewis – Black-ish
Timothy Olyphant – The Grinder
John Slattery – Wet Hot American Summer: First Day of Camp

MELHOR ATOR/ATRIZ CONVIDADO EM DRAMA
Richard Armitage – Hannibal
Justin Kirk – Manhattan
Patti LuPone – Penny Dreadful
Margo Martindale – The Good Wife
Marisa Tomei – Empire
B.D. Wong – Mr. Robot

MELHOR MINISSÉRIE OU TELEFILME
Childhood’s End
Fargo
Luther
Saints & Strangers
Show Me a Hero
The Wiz Live!

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM COMÉDIA
Andre Braugher – Brooklyn Nine-Nine
Jaime Camil – Jane the Virgin
Jay Duplass – Transparent
Neil Flynn – The Middle
Keegan-Michael Key – Playing House
Mel Rodriguez – Getting On

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM DRAMA
Clayne Crawford – Rectify
Christopher Eccleston – The Leftovers
Andre Holland – The Knick
Jonathan Jackson – Nashville
Rufus Sewell – The Man in the High Castle
Christian Slater – Mr. Robot

MELHOR ATORE COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
David Alan Grier – The Wiz Live!
Ne-Yo – The Wiz Live!
Nick Offerman – Fargo
Jesse Plemons – Fargo
Raoul Trujillo – Saints & Strangers
Bokeem Woodbine – Fargo

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM COMÉDIA
Mayim Bialik – The Big Bang Theory
Kether Donohue – You’re the Worst
Allison Janney – Mom
Judith Light – Transparent
Niecy Nash – Getting On
Eden Sher – The Middle

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM DRAMA
Ann Dowd – The Leftovers
Regina King – The Leftovers
Helen McCrory – Penny Dreadful
Hayden Panettiere – Nashville
Maura Tierney – The Affair
Constance Zimmer – UnREAL

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU TELEFILME
Mary J. Blige – The Wiz Live!
Laura Haddock – Luther
Cristin Milioti – Fargo
Sarah Paulson – American Horror Story: Hotel
Winona Ryder – Show Me a Hero
Jean Smart – Fargo

MELHOR SÉRIE ANIMADA
Bob’s Burgers
BoJack Horseman
South Park
Star Wars Rebels
The Simpsons

Confira o trailer de 5 Graças.

 

RANKING BRASIL – JOGOS VORAZES mantém liderança

O quinto filme da franquia Jogos Vorazes manteve a liderança do ranking Brasil em sua terceira semana em cartaz no país, ainda sustentando uma boa renda que lhe assegura a posição com folga. No Coração do Mar estreou com uma boa recepção de público, terminando o fim de semana na segunda posição. Também em seu fim de semana de estreia, a comédia brasileira Bem Casados ficou em terceiro lugar. Fechando o Top 5, Victor Frankenstein e 007 Contra Spectre terminaram o fim de semana na quarta e quinta posição, respectivamente.

Jennifer Lawrence em cena de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA - FINAL.

Jennifer Lawrence em cena de JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – FINAL

Estrelado por Jennifer Lawrence, Jogos Vorazes: A Esperança – Final continua a dominar o ranking Brasil. Em sua terceira semana em cartaz, a aventura acumulou ainda uma boa renda no fim de semana, aproximadamente R$ 6,2 milhões, que lhe garantiu com segurança a primeira posição. Ainda exibido em cerca de 900 salas no país, A Esperança levou pouco menos de 400 mil espectadores aos cinemas no período, ficando com a segunda melhor média de público por sala do fim de semana, de 429. O filme acumula cerca de R$ 50,5 milhões em receita no país.

Chris Hermsworth em cena de NO CORAÇÃO DO MAR.

Chris Hermsworth em cena de NO CORAÇÃO DO MAR

Em segundo lugar ficou No Coração do Mar, que mesmo com uma má recepção da crítica americana, conseguiu levar muitos aos cinemas em seu fim de semana de estreia no Brasil, terminando o domingo na segunda posição do ranking com uma renda próxima de R$ 5,0 milhões. A nova aventura dirigida por Ron Howard foi exibida em pouco mais de 600 salas no país em seu primeiro fim de semana em exibição, tendo levado cerca de 290 mil espectadores aos cinemas no período, que lhe garantiu a melhor média de público por sala da semana, de 455.

Alexandre Borges e Letícia Lima em cena de BEM CASADOS.

Alexandre Borges e Letícia Lima em cena de BEM CASADOS

A comédia brasileira Bem Casados também se deu bem, terminando o fim de semana de estreia na terceira posição do ranking com uma renda de aproximadamente R$ 2,0 milhões. Exibido em pouco mais de 400 salas no país, a comédia foi assistida por cerca de 140 mil espectadores no período, terminando o domingo com uma média de público por sala de 313, a quarta melhor dentre os 10 primeiro colocados do ranking. Com a arrecadação de segunda, Bem Casados passou acumular cerca de R$ 3,1 milhões no país.

Daniel Radcliffe e James McAvoy nos bastidores de VICTOR FRANKENSTEIN.

Daniel Radcliffe e James McAvoy nos bastidores de VICTOR FRANKENSTEIN

Estrelado por Daniel Radcliffe, o terror Victor Frankenstein também agradou o público de forma razoável, como o brasileiro Bem Casados, tendo terminado o fim de semana na quarta posição do ranking, com uma renda acumulada próxima de R$ 1,7 milhão. Em sua segunda semana em cartaz, o filme esteve em exibição em pouco mais de 400 salas no país, tendo levado cerca de 120 mil espectadores aos cinemas brasileiros no período, ficando com uma média de público por sala de 287. Com o resultado, Victor Frankenstein passou a acumular cerca de R$ 5,5 milhões em receita no país.

Daniel Craig em cena de 007 CONTRA SPECTRE

Daniel Craig em cena de 007 CONTRA SPECTRE

Enquanto isso, em sua quinta semana em cartaz no país, 007 Contra Spectre parece estar se despedindo do Top 5 do ranking Brasil, tendo terminado o último fim de semana na quinta posição com grande queda em relação o desempenho do fim de semana anterior, cerca de 60%. Exibido em cerca de 180 salas no país, 007 não levou mais de 50 mil espectadores aos cinemas no período, fazendo uma média de público baixa, de 261 espectadores por sala. A ação estrelada por Daniel Craig arrecadou cerca de R$ 830 mil no fim de semana, acumulando atualmente uma receita próxima de R$ 30,4 milhões no país.

Confira abaixo a tabela com os dez melhores do ranking Brasil no último fim de semana.

RBRA-49

Veja o trailer de Bem Casados.

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING BRASIL – 007 estreia na liderança

007 Contra Spectre estreou no país no último fim de semana com um bom resultado, que lhe garantiu com segurança a primeira colocação do ranking. O Último Caçador de Bruxas caiu para a segunda posição com a chegada de 007, mas conseguiu manter a boa renda obtida no fim de semana anterior. Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma terminou o período na terceira posição, com uma queda considerável, próximo da comédia brasileira S.O.S. Mulheres ao Mar 2, que também caiu de forma significativa e terminou o fim de semana na quarta colocação. Vai que Cola caiu bastante e ficou em quinto lugar

Daniel Craig em cena de 007 CONTRA SPECTRE.

Daniel Craig em cena de 007 CONTRA SPECTRE

Na primeira colocação do ranking ficou o novo capítulo da famosa franquia 007, 007 Contra Spectre, estrelado por Daniel Craig, que obteve uma renda próxima de R$ 10,7 milhões em seu fim de semana de estreia no país. O filme entrou em cartaz em pouco menos de mil salas no país na quinta-feira, dia 5, tendo levado cerca de 690 mil espectadores aos cinemas até domingo. Além do melhor resultado na renda, a ação ficou com a melhor média de público por sala, de 702, com uma diferença de mais de 100 para o segundo melhor.

Vin Diesel em cena de O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS.

Vin Diesel em cena de O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS

Estrelado por Vin Diesel, O Último Caçador de Bruxas terminou o seu segundo fim de semana no país com uma boa renda, cerca de R$ 6,0 milhões, mantendo-se próximo do resultado obtido no fim de semana anterior. Mesmo com o bom desempenho, o filme perdeu a liderança para 007 Contra Spectre que arrecadou mais de R$ 4,0 milhões a mais, e com isso terminou o domingo na segunda posição do ranking. Com o resultado, O Último Caçador de Bruxas passou a acumular cerca de R$ 20,3 milhões no mercado nacional.

Cena de ATIVIDADE PARANORMAL 5: DIMENSÃO FANTASMA.

Cena de ATIVIDADE PARANORMAL: DIMENSÃO FANTASMA.

Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma caiu uma posição no ranking em relação ao fim de semana anterior, tendo obtido uma queda de aproximadamente 35% na renda. Em seu terceiro fim de semana em cartaz, o terror arrecadou apenas R$ 2,6 milhões, encerrando o período na terceira posição do ranking. Exibido ainda em pouco mais de 500 salas, levou cerca de 160 mil espectadores aos cinemas, ficando com uma média de público por sala de 307, oitava melhor dentre os vinte primeiro colocados no ranking. Ao término do fim de semana, Dimensão Fantasma passou a acumular uma renda de R$ 17,8 milhões no país.

Giovanna Antonelli e Reynaldo Gianecchini em S.O.S MULHERES AO MAR 2.

Giovanna Antonelli e Reynaldo Gianecchini em S.O.S MULHERES AO MAR 2

Em sua terceira semana em cartaz, a comédia brasileira S.O.S. Mulheres ao Mar 2 arrecadou cerca de R$ 2,3 milhões, valor que representa uma queda próxima de 30% em relação ao fim de semana anterior. Com o resultado, terminou o fim de semana na quarta colocação do ranking, caindo uma posição. Exibida em pouco mais de 430 salas, a comédia levou cerca de 160 mil espectadores aos cinemas no período, ficando com a terceira melhor média de público por sala, 381. Ao término do domingo, S.O.S. Mulheres ao Mar 2 acumulava uma renda próxima de R$ 13,7 milhões no país.

Cena de VAI QUE COLA.

Cena de VAI QUE COLA.

A comédia brasileira Vai que Cola arrecadou apenas R$ 995 mil no fim de semana, valor que representa uma queda de cerca de 50% em relação a renda obtida no fim de semana anterior. Mesmo com a queda, Vai que Cola manteve entre os cinco primeiros do ranking, tendo terminado o domingo na quinta posição, após obter esse resultado. Exibido em mais de 250 salas em sua sexta semana em cartaz, a comédia levou cerca de 70 mil espectadores aos cinemas no fim de semana, ficando com uma média fraca de público por sala, 284. No total, Vai que Cola acumulava cerca de R$ 40,7 milhões ao término do domingo.

Confira a tabela com os dez melhores do ranking.

RBRA-45-2015

Veja o trailer de 007 Contra Spectre.

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 45 – 007 CONTRA SPECTRE

Principais lançamentos da semana, 007 Contra Spectre e Peanuts, O Filme, se deram muito bem nas bilheterias norte-americanas, que finalmente voltaram a apresentar números animadores depois de duas semanas com arrecadações baixíssimas

Banner internacional de 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Banner internacional de 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Três anos após quebrar recordes de bilheteria com o excelente 007: Operação Skyfall, o icônico espião James Bond está de volta e mais uma vez chegou às telonas norte-americanas faturando alto. Presente desde a última sexta, 06, em 3.929 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá, o filme 007 Contra Spectre (Spectre) não teve dificuldade nenhuma em conquistar a preferência do público e foi direto para o topo do ranking dos mais rentáveis do fim de semana com um faturamento de US$ 73 milhões, resultado empolgante que, embora tenha ficado um pouco abaixo das expectativas de mercado (US$ 80 milhões), representa a sétima maior abertura de 2015 e a segunda melhor estreia da franquia 007, perdendo apenas para Operação Skyfall (US$ 88,36 milhões). Nós estamos satisfeitos, principalmente quando você olha para os números internacionais e percebe que nós teremos um futuro brilhante com este filme, disse ao The Wrap o chefe de distribuição da Sony, Rory Bruer, sobre o desempenho de 007 Contra Spectre, que, vale mencionar, já acumula US$ 226 milhões nas bilheterias internacionais. Por aqui, 007 Contra Spectre já está em exibição nos cinemas.

Banner internacional de SNOOPY & CHARLIE BROWN: PEANUTS, O FILME (2015), de Steve Martino

Banner internacional de SNOOPY & CHARLIE BROWN: PEANUTS, O FILME (2015), de Steve Martino

A segunda posição ficou com a segunda maior estreia da semana, a animação Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, O Filme (The Peanuts Movie), que fez o maior sucesso junto ao público familiar e encerrou o seu primeiro final de semana com ótimos US$ 45 milhões, desempenho que corresponde ao que era esperado pelos executivos da Fox. Devido aos bons resultados nas pesquisas de satisfação e ao fato do filme ter sido capaz de atingir todos os seguimentos de público, eu acredito que nós lançamos uma nova franquia para os jovens e a revigoramos para aqueles que cresceram com a turma de Peanuts, declarou ao Hollywood Reporter o chefe de distribuição da Fox, Chris Aronson. No Brasil, Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, O Filme só chega aos cinemas no dia 14 de janeiro.

Cena de PERDIDO EM MARTE, GOOSEBUMPS e PONTE DOS ESPIÕES

Acima, cena de PERDIDO EM MARTE, GOOSEBUMPS e PONTE DOS ESPIÕES

Na sequência do ranking, completando a lista dos cinco primeiros colocados, estão os campeões da semana passada, a sci-fi Perdido em Marte, a comédia de terror Goosebumps: Monstros e Arrepios e o thriller Ponte dos Espiões, que renderam US$ 9,30 milhões, US$ 6,96 milhões e US$ 6,08 milhões, respectivamente. Ao todo, Perdido em Marte soma uma bilheteria de excelentes US$ 197,06 milhões, enquanto que Goosebumps contabiliza US$ 66,44 milhões. Pontes dos Espiões, por sua vez, detém uma bilheteria acumulada de US$ 54,97 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

04

Assista ao trailer de 007 Contra Spectre:

Imagem de Amostra do You Tube

RANKING INTERNACIONAL – 007 estreia na liderança

O novo filme da famosa franquia 007 estreou no mercado internacional com um ótimo resultado no último fim de semana, garantindo com folga a liderança do ranking. A animação Hotel Transilvânia 2 estreou na China e melhorou consideravelmente seu desempenho, mantendo a segunda posição com um aumento na renda. O Último Caçador de Bruxas estreou em mais de 20 países no último fim de semana e subiu para a terceira posição. Perdido em Marte e Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma caíram para a quarta e quinta posição, respectivamente

Daniel Craig como James Bond em cena de 007 CONTRA SPECTRE.

Daniel Craig como James Bond em cena de 007 CONTRA SPECTRE

007 Contra Spectre terminou o seu fim de semana de estreia na liderança do ranking internacional com uma renda de US$ 80,4 milhões, resultado espetacular que, vale destacar, foi obtido com o filme entrando em cartaz em apenas 6 países. No Reino Unido, bateu o recorde de Batman: O Cavaleiro das Trevas na média de renda por salas IMAX, cerca de US$ 110 mil, US$ 10 mil a mais que o filme do herói. Estados Unidos e China são alguns dos grandes do mercado onde filme estreia nas próximas duas semanas.

Cena de HOTEL TRANSILVÂNIA 2.

Cena de HOTEL TRANSILVÂNIA 2

Em sua sexta semana em cartaz no mercado internacional, Hotel Transilvânia 2 estreou na China, terminando o fim de semana com uma arrecadação de US$ 33,6 milhões. No mercado chinês a animação arrecadou cerca de US$ 12,4 milhões, quase 50% da arrecadação total obtida nos 82 países em que está em cartaz. Com o resultado, Hotel Transilvânia 2 passou a acumular uma receita próxima de US$ 217 milhões no mercado internacional.

Vin Diesel em cena de O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS.

Vin Diesel em cena de O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS

O Último Caçador de Bruxas estreou em novas 24 localidades no último fim de semana, conseguindo uma melhora de cerca de 30% em relação a renda obtida no fim de semana anterior. O filme acumulou US$ 18,6 milhões no período e conseguiu subir da quinta para a terceira posição do ranking, ultrapassando Perdido em Marte e Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma. Com o resultado, O Último Caçador de Bruxas passou a acumular cerca de US$ 38,4 milhões em seu segundo fim de semana em cartaz.

Matt Damon em cena de PERDIDO EM MARTE.

Matt Damon em cena de PERDIDO EM MARTE

Perdido em Marte caiu bastante na renda, cerca de 50% em relação ao fim de semana anterior, tendo terminado o último com uma arrecadação de US$ 17,0 milhões na quarta colocação do ranking. No entanto, mesmo com a queda, a ficção vem acumulando bons resultados, tendo, por exemplo, se tornado o filme da Fox com a terceira melhor arrecadação na Coréia do Sul, onde já soma mais de US$ 30 milhões, atrás apenas de Avatar e Kingsman: Serviço Secreto. Ao término do fim de semana, Perdido em Marte acumulava um total de US$ 245 milhões, estando em sua quinta semana em cartaz no mercado internacional.

Cena de ATIVIDADE PARANORMAL 5: DIMENSÃO FANTASMA.

Cena de ATIVIDADE PARANORMAL: DIMENSÃO FANTASMA.

Fechando o Top 5, Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma também foi outro que caiu na renda, cerca de 20%, perdendo assim uma colocação em relação o fim de semana anterior. No último fim de semana, estreou em novos 13 países, tendo terminado o período na primeira colocação do ranking local em 5 desses. O terror obteve uma estreia melhor que todos os filmes da franquia em 8 dos 13 em que estreou no período. Em sua segunda semana em cartaz no mercado internacional, Dimensão Fantasma acumula US$ 37,8 milhões.

Confira a tabela com os dez melhores do fim de semana.

RINT-44-2015

Veja o trailer de 007 Contra Spectre.

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 45 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

E um dos filmes mais aguardados do ano finalmente aporta nos cinemas: o thriller de espionagem 007 contra Spectre (2015), de Sam Mendes. Como não há nenhum concorrente de peso, comercialmente falando, o circuito alternativo fica cheio de opções interessantes: os dramas Top Girl ou A Deformação Profissional (2014), de Tatjana Turanskyj; Beira-Mar (2015), de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon; Olmo e a Gaivota (2015), de Petra Costa e Lea Glob; Depois de Tudo (2015), de Johnny Araújo; e Ruth & Alex (2014), de Richard Locraine. Correndo por fora, o suspense A Floresta Que Se Move (2015), de Vinícius Coimbra, e o documentário Cidade de Deus – 10 Anos Depois (2013), de Cavi Borges e Luciano Vidigal

Daniel Craig em 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Daniel Craig em 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Pelo visto, Missão: Impossível – Nação Secreta, Kingsman – Serviço Secreto e O Agente da U.N.C.L.E., apesar de serem bons exemplares do cinema de espionagem, só serviram mesmo de aperitivo para o tão aguardado 007 contra Spectre, novamente dirigido por Sam Mendes, o homem responsável pelo excelente 007 – Operação Skyfall (2012). O que tem se notado nesses novos filmes de James Bond estrelados por Daniel Craig é uma preocupação maior na dramaticidade, o que tem trazido uma revitalização para a mais antiga franquia do cinema. Assim, ao mesmo tempo em que a série olha para o passado (Spectre é uma organização que aparece em vários filmes da cinessérie), há algo novo sendo criado para o agente, algo geralmente doloroso. As poucas críticas que têm surgido até o momento de 007 contra Spectre são animadoras. Em cartaz em grande circuito, inclusive na sala IMAX.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

007 CONTRA SPECTRE (Spectre, Reino Unido/EUA, 2015), de Sam Mendes. Com Daniel Craig, Christoph Waltz, Ralph Fiennes, Monica Bellucci, Léa Seydoux, Dave Bautista, Andrew Scott, Naomie Harris, Ben Wishaw, Stephanie Sigman. 148 min. Sony. 14 anos.

Julia Hummer em TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (2014), de Tatjana Turanskyj

Julia Hummer em TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (2014), de Tatjana Turanskyj

Segundo filme de uma trilogia que lida com a questão da mulher e o trabalho, sendo que o primeiro continua inédito no Brasil, Top Girl ou A Deformação Profissional nos apresenta ao interessante mundo da prostituição, à vida de uma mulher que tem como ganha-pão a satisfação sexual de alguns clientes bem especiais, bem como o fato de ela ter que lidar com uma atuação, como, na verdade, quase toda profissão requer. A diferença é que aqui a protagonista já foi atriz no passado. Há também a questão da difícil convivência com a mãe, que é quem cuida de sua filha. O filme apresenta cenas de sadomasoquismo, mas bem longe da estética perfumada de Cinquenta Tons de Cinza. É um trabalho que quer mesmo se despir de qualquer glamour e ainda discute uma questão bem atual: o direito da mulher sobre seu corpo. Em cartaz no Cinema de Arte (Cinépolis RioMar).

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

TOP GIRL OU A DEFORMAÇÃO PROFISSIONAL (Top Girl oder La Déformation Professionnelle, Alemanha, 2014), de Tatjana Turanskyj. Com Julia Hummer, Rolf Peter Kahl, Susanne Bredehöft, Katharina Bellena, Karim Cherif, Samia Dauenhauer, Stefan Mehren, Mario Pokatzky, Anna Schmidt. 95 min. Supomungam. 18 anos.

Cena de BEIRA-MAR (2015), de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon

Cena de BEIRA-MAR (2015), de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon

Vencedor do prêmio principal da mais recente edição do For Rainbow, acontecido em Fortaleza, Beira-Mar teve uma boa acolhida do público, seja ele formado por cinéfilos, gays ou simpatizantes. A história gira em torno da viagem de dois jovens amigos para uma pequena cidade litorânea do Rio Grande do Sul, a mando do pai de um deles. Há um cuidado todo especial com os enquadramentos, com a bela fotografia em scope, com o modo como os personagens são dispostos no quadro e na forma como eles vão despindo seus desejos e frustrações. A dupla de diretores gaúchos, depois de passar por vários curtas-metragens, debutou no longa em grande estilo e pode-se dizer que terão um brilhante futuro, se depender de sua sensibilidade artística. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

BEIRA-MAR (Brasil, 2015), de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon. Com Mateus Almada, Ariel Artur, Maurício Barcellos, Irene Brietzke, Elisa Brittes, Maitê Felistoffa, Francisco Gick, Fernando Hart, Danuta Zaguetto. 83 min. Vitrine. Classificação a definir.

Cena de OLMO E A GAIVOTA (2015), de Petra Costa e Lea Glob

Cena de OLMO E A GAIVOTA (2015), de Petra Costa e Lea Glob

Quando vimos Elena nos cinemas, pudemos notar a forte habilidade da diretora Petra Costa em lidar com temas fortes, como o suicídio da própria irmã mais velha em Nova York. Agora a cineasta brasileira se junta à dinamarquesa Lea Glob, que havia também feito um documentário bastante pessoal (sobre seu pai) e agora encenam um misto de ficção e documentário sobre os nove meses de gravidez de uma atriz, em que ela confronta seus demônios interiores. Inspirado no romance Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf, Olmo e a Gaivota é um filme sobre encenação, dor, medo de mudança e amor. O filme ganha com o fato de que o fator “acaso”, bastante comum em documentários, acaba contribuindo positivamente para o desenvolvimento da história. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

OLMO E A GAIVOTA (Olmo & the Seagull, Dinamarca/Brasil/França/Portugal/Suécia, 2015), de Petra Costa e Lea Glob. Com Olivia Corsini, Serge Nicolai, Pancho Garcia Aguirre, Shaghayegh Beheshti, Elena Bellei, Sébastien Brottet-Michel, Célio Catalifo, Marie Constant, Christian Dibie, Philippe Duquesne. 87 min. Pandora. Classificação a definir.

Maria Casadevall em cena de DEPOIS DE TUDO (2015), de Johnny Araújo

Maria Casadevall em cena de DEPOIS DE TUDO (2015), de Johnny Araújo

Para quem é simpatizante da chamada “geração Coca-Cola”, ou seja, a juventude brasileira dos anos 1980, não deixa de ser interessante ver este Depois de Tudo, que conta com a direção de Johnny Araújo (série (fdp), 2012) e é baseado na obra No Retrovisor, de Marcelo Rubens Paiva. O escritor, aliás, tem tido sorte em suas adaptações para cinema, que sempre dialogam com o público jovem, embora com o pé no público mais maduro. Em Depois de Tudo, dois grandes amigos que por algum motivo passaram 20 anos sem se verem, relembram os tempos da mocidade. Entre passado e presente o filme vai nos apresentando à história e ao drama desses personagens, vividos na idade madura por Otávio Müller e Marcelo Serrado, e à beleza de Maria Casadevall. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

DEPOIS DE TUDO (Brasil, 2015), de Johnny Araújo. Com Marcelo Serrado, Otávio Müller, Maria Casadevall, César Cardadeiro, Romulo Estrela, Clarice Niskier, Bárbara Paz, Edmilson Barros, Giselle Batista, Guida Viana. 103 min. Imagem. 14 anos.

Diane Keaton e Morgan Freeman em RUTH & ALEX (2014), de Richard Locraine

Diane Keaton e Morgan Freeman em RUTH & ALEX (2014), de Richard Locraine

De vez em quando tem surgido filmes sobre romances entre pessoas na terceira idade, o que é muito importante, não apenas porque há um público idoso que frequenta bastante os cinemas – mais do que aqueles que os casados há pouco tempo, que têm que cuidar de bebês – e também porque a expectativa de vida do público aumentou bastante. No caso de Ruth & Alex, conta o fato de que estamos diante de dois gigantes do cinema americano: Diane Keaton e Morgan Freeman. No filme, acompanhamos o casal do título e seu drama em vender a casa em que viveram por 20 anos para começar uma nova vida. O fato de ele ser negro e ela ser branca acaba sendo curioso por não ser algo típico nos Estados Unidos, especialmente entre pessoas maduras. Os flashbacks ajudam a nos apresentar ao início do relacionamento dos dois. Em cartaz no Pátio Dom Luís e no UCI Iguatemi.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

RUTH & ALEX (5 Flights Up, EUA, 2014), de Richard Locraine. Com Diane Keaton, Morgan Freeman, Cynthia Nixon, Carrie Preston, Alysia Reiner, Claire van der Boom, Sterling Jerins, Miriam Shor, Josh Pais, Maddie Corman. 92 min. Mares. Classificação a definir.

Ana Paula Arósio em A FLORESTA QUE SE MOVE (2015), de Vinícius Coimbra

Ana Paula Arósio em A FLORESTA QUE SE MOVE (2015), de Vinícius Coimbra

O filme de Vinícius de Oliveira que talvez fosse mais esperado chegar por aqui seria a nova versão de A Hora e a Vez de Augusto Matraga (2013), mas enquanto esse filme não chega (será que chega?), aproveitemos a chance de ver um filme nacional atípico (ou nem tanto, nesses dias em que a nossa cinematografia está mais diversificada). A Floresta Que Se Move é uma versão de Macbeth, de Shakespeare, transposta para os dias de hoje, mas sem abrir mão de imagens de castelos e planícies europeias. O filme marca também o retorno de Ana Paula Arósio às telas, encarnando uma intensa Lady Macbeth. Aliás, dizem que tudo no filme é intenso demais, e que isso seria um de seus problemas. Mas sabe que o que pode ser uma má impressão para alguém pode agradar outra pessoa? Em cartaz no UCI Parangaba.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

A FLORESTA QUE SE MOVE (Brasil, 2015), de Vinicius Coimbra. Com Gabriel Braga Nunes, Ana Paula Arósio, Fernando Alves Pinto, Ângelo Antônio, Nelson Xavier. 95 min. Europa. 16 anos.

Leandro Firmino em CIDADE DE DEUS - 10 ANOS DEPOIS (2013), de Cavi Borges e Luciano Vidigal

Leandro Firmino em CIDADE DE DEUS – 10 ANOS DEPOIS (2013), de Cavi Borges e Luciano Vidigal

Como Cidade de Deus foi lançado nos cinemas em 2002, há uns bons anos de atraso neste documentário comemorativo dos 10 anos de um filme que marcou época e mudou a vida de muita gente. Depois desse filme, a imagem do beijo de Alice Braga no cartaz do filme a levou para Hollywood, o diretor Fernando Meirelles foi indicado ao Oscar, e alguns atores conseguiram seu lugar ao sol no cinema ou na televisão, ainda que outros tivessem que esperar a vez ou trilhar caminhos não muito felizes. O documentário trata de mostrar principalmente a vida daquelas pessoas pobres que foram escaladas e transformadas em pequenos astros da noite para o dia, mesmo que tivessem que voltar para a favela depois. Em cartaz no UCI Parangaba, apenas em sessões nos dias 09, 10 e 11.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

CIDADE DE DEUS – 10 ANOS DEPOIS (Brasil, 2013), de Cavi Borges e Luciano Vidigal. Com Alice Braga, Darlan Cunha, Renato de Souza, Leandro Firmino, Michel Gomes, Jonathan Haagensen, Seu Jorge, Thiago Martins, Luís Otávio, Roberta Rodrigues. 75 min. Livres Filmes. 14 anos.

Saem de cartaz

Eu Estava Justamente Pensando em Você
Numa Escola de Havana
Operações Especiais
Sicario – Terra de Ninguém
Straight Outta Compton – A História do N.W.A.

As estreias nacionais desta quinta-feira, 5, que não entram em cartaz em Fortaleza

Dois Homens contra uma Cidade
Pasolini

Veja o trailer de Pasolini

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 44 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

A vida real dá o tom nesta semana de estreias animadoras. Há quatro filmes feitos a partir de histórias reais: o drama Straight Outta Compton – A História do N.W.A. (2015), de F. Gary Gray; o documentário Amy (2015), de Asif Kapadia; o drama Os 33 (2015), de Patricia Riggen; e o drama Grace de Mônaco (2014), de Olivier Dahan. No terreno da ficção pura, temos a comédia dramática Meu Verão na Provença (2014), de Rose Bosch, e a aventura de terror O Último Caçador de Bruxas (2015), de Breck Eisner. Há ainda pré-estreia do thriller de espionagem 007 contra Spectre (2015), de Sam Mendes, e exibição especial do horror Garota Sombria Caminha pela Noite (2014), de Ana Lily Amirpour. Além disso, acontece durante a semana o 14º Noia – Festival Brasileiro de Cinema Universitário. Dá pra notar que será uma semana bem movimentada, hein

Cena de STRAIGHT OUTTA COMPTON - A HISTÓRIA DO N.W.A. (2015), de F. Gary Gray

O elenco principal de STRAIGHT OUTTA COMPTON – A HISTÓRIA DO N.W.A. (2015), de F. Gary Gray

Lembram quando um cineasta afro-americano chamado F. Gary Gray era um nome quente em Hollywood e fez obras notáveis como Até as Últimas Consequências (1996), A Negociação (1998) e Uma Saída de Mestre (2003)? Pois bem, ele agora é um nome quente novamente. Além de ter sido escalado para ser o diretor de Velozes e Furiosos 8, este ano ele ganhou ótimas críticas com o seu Straight Outta Compton – A História do N.W.A., uma cinebiografia de um grupo de rapazes que revolucionou a cultura hip hop em meados dos anos 1980. Os nomes mais famosos são Ice Cube, Dr. Dre e Eazy-E, mas quem está a par da música dos caras pode conhecer os demais. O filme mostra o quanto a música e a atitude desses artistas revolucionários incomodou boa parte da sociedade americana. Em cartaz no Cinépolis Rio-Mar.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

STRAIGHT OUTTA COMPTON – A HISTÓRIA DO N.W.A. (Straight Outta Compton, EUA, 2015), de F. Gary Gray. Com O’Shea Jackson Jr., Corey Hawkins, Jason Mitchell, Neil Brown Jr., Aldis Hodge, Marlon Yates Jr., R. Marcos Taylor, Carra Patterson, Alexandra Shipp, Paul Giamatti.  147 min. Universal. 16 anos.

Amy Winehouse em AMY (2015), de Asif Kapadia

Amy Winehouse em AMY (2015), de Asif Kapadia

Coincidência ou não, outro artista importante ganhará espaço nos cinemas da cidade. Amy Winehouse, considerada a maior cantora do século XXI até o momento, e que infelizmente partiu cedo demais, aos 27 anos, tornou-se lenda em pouco tempo que passou por nosso mundo. Amy, o documentário, foi dirigido pelo mesmo Asif Kapadia que dirigiu Senna (2010) e cobre a história da cantora e compositora desde sua infância e adolescência até os momentos de glória artística e decadência física devido ao uso excessivo de drogas. Além de imagens de arquivo inéditas, inclusive de momentos de quando ela ainda não era famosa, há depoimentos de pessoas importantes que passaram pela vida de Amy e que, de alguma maneira, ajudam a contar a história dessa impressionante intérprete. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

AMY (Reino Unido/EUA, 2015), de Asif Kapadia. Com Amy Winehouse, Yasiin Bey, Tony Bennett, Mark Ronson, Pete Doherty, Mitch Winehouse, Tyler James, Salaam Remi, Monte Lipman, Blake Wood. 128 min. Universal Music. 14 anos.

Antonio Banderas em OS 33 (2015), de Patricia Riggen

Antonio Banderas em OS 33 (2015), de Patricia Riggen

Mais um da série “a vida é tão impressionante que daria um filme”. Os 33 conta a história de uma situação desesperadora que aconteceu em 2010, quando 33 mineiros ficaram soterrados durante várias semanas em uma região do Chile. Foi um caso que chamou a atenção de todo o mundo na época, principalmente, levando em consideração o número de dias que eles permaneceram tentando sobreviver naquele ambiente, com a impossibilidade de se comunicar com amigos, familiares ou quem quer que fosse e tendo que racionar a comida se quisessem sobreviver. O elenco é excepcional, trazendo nomes latinos como Banderas e Santoro, junto a outros nomes famosos do cinema de Hollywood e da Europa. O roteiro é de José Rivera (de Diários de Motocicleta) e o filme tem cara de que deve emocionar as plateias. Em cartaz no UCI Iguatemi e no Cinépolis RioMar.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

OS 33 (The 33/Los 33, EUA/Chile, 2015), de Patricia Riggen. Com Antonio Banderas, Rodrigo Santoro, Juliette Binoche, James Brolin, Lou Diamon Philips, Mario Casas, Adriana Barazza, Kate del Castillo, Cote de Pablo, Gabriel Byrne. 120 min. Fox. 12 anos.

Nicole Kidman em GRACE DE MÔNACO (2014), de Olivier Dahan

Nicole Kidman em GRACE DE MÔNACO (2014), de Olivier Dahan

Interessante como Hollywood (e o cinema europeu também, no caso), por mais que queira contar a história de suas celebridades míticas, não consegue nem mesmo conseguir uma atriz tão bela quanto àquela homenageada. Foi assim com Michelle Williams representando Marilyn Monroe em Sete Dias com Marilyn, de Simon Curtis, e novamente isso se repete em Grace de Mônaco, em que Nicole Kidman tem a ingrata missão de personificar uma das mais belas mulheres dos anos dourados do cinema americano. Grace Kelly saiu de cena no auge, principalmente graças aos seus três trabalhos memoráveis com Alfred Hitchcock. Saiu para se tornar uma princesa. O filme, dirigido pelo mesmo Olivier Dahan de Piaf – Um Hino ao Amor (2007), acompanha um momento particularmente perturbador da vida da atriz/princesa: o de quando ela cogitava voltar a fazer filmes, mas encontrava obstáculos. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

GRACE DE MÔNACO (Grace of Monaco, França/EUA, Bélgica, Itália, Suíça, 2014), de Olivier Dahan. Com Nicole Kidman, Tim Roth, André Penvern, Frank Langella, Paz Vega, Parker Posey, Milo Ventimiglia, Geraldine Somerville, Nicholas Farrell, Robert Lindsay. 103 min. PlayArte. 12 anos.

Jean Reno e Lukas Pelissier em MEU VERÃO NA PROVENÇA (2014), de Rose Bosch

Jean Reno e Lukas Pelissier em MEU VERÃO NA PROVENÇA (2014), de Rose Bosch

Depois de quatro filmes baseados na vida real, vamos a uma história de ficção: a da viagem de dois irmãos adolescentes, Adrien e Léa, e seu irmãozinho pequeno Théo, que têm as suas férias estragadas (pelo menos inicialmente) quando descobrem que o pai pretende abandonar a família e que estão indo para a casa do avô ranzinza que eles nunca conheceram antes, interpretado por Jean Reno. O velho inicialmente não recebe muito bem a criançada e a surpresa indesejada, mas aos poucos vai se apegando a eles e o que era chato vai se tornando muito especial, tanto para os jovens quanto para aquele homem recluso. O filme valoriza os espaços grandes do belo lugar (a Provença) e aposta na construção dos relacionamentos dos personagens. Em cartaz no Cinema de Arte (Cinépolis RioMar).

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

MEU VERÃO NA PROVENÇA (Avis de Mistral, França, 2014), de Rose Bosch. Com Jean Reno, Ana Galiena, Chloé Jouannet, Hugo Dessioux, Aure Atika, Lukas Pelissier, Tom Leeb, Jean-Michel Noirey, Hugues Aufray, Charlotte de Turckheim. 105 min. Pandora. 16 anos.

Vin Diesel em O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS (2015), de Breck Eisner

Vin Diesel em O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS (2015), de Breck Eisner

Mais conhecido como o diretor do bom A Epidemia (2010), remake de Exército do Extermínio, de George Romero, Breck Eisner retorna aos holofotes com um filme que tem cara de ser uma baita de uma bomba. No mal sentido do termo. Pelo menos é essa a impressão que fica quando vemos o trailer de O Último Caçador de Bruxas. A presença de Vin Dielsel como herói de filme de ação e terror faz lembrar algumas produções vagabundas estreladas por Nicolas Cage. Esperemos, então, que eu esteja errado. Na trama, Vin Diesel é o último caçador de bruxas a ficar de pé contra as forças das mais terríveis bruxas da história. Curioso como a própria ideia do filme parece velha, datada, em tempos em que ser caçador de bruxas não é mais sinônimo de ser o mocinho da história. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS (The Last Witch Hunter, EUA, 2015), de Breck Eisner. Com Vin Diesel, Rose Leslie, Elijah Wood, Ólafur Darri Ólafsson, Rena Owen, Julie Engelbrecht, Michael Caine, Joseph Gilgun, Isaach De Bankolé, Michael Halsey. 106 min. Paris. 12 anos.

Pré-estreia

Daniel Craig em 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Daniel Craig em 007 CONTRA SPECTRE (2015), de Sam Mendes

Pelo visto, Missão: Impossível – Nação Secreta e O Agente da U.N.C.L.E., apesar de serem bons exemplares do cinema de espionagem, só serviram mesmo de aperitivo para o tão aguardado 007 contra Spectre, novamente dirigido por Sam Mendes, o homem responsável pelo excelente 007 – Operação Skyfall (2012). O que tem se notado nesses novos filmes de James Bond estrelados por Daniel Craig é uma preocupação maior na dramaticidade, o que tem trazido uma revitalização para a mais antiga franquia do cinema. Assim, ao mesmo tempo em que a série olha para o passado (Spectre é uma organização que aparece em vários filmes da cinessérie), há algo novo sendo criado para o agente, algo geralmente doloroso. As poucas críticas que têm surgido até o momento de 007 contra Spectre são animadoras. Portanto, é aproveitar quando o filme estrear, principalmente na gloriosa sala IMAX. Para os apressadinhos, a sessão de pré-estreia acontecerá na meia-noite de quarta para quinta-feira, 5, nos cinemas UCI Parangaba e Cinépolis RioMar.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

007 CONTRA SPECTRE (Spectre, Reino Unido/EUA, 2015), de Sam Mendes. Com Daniel Craig, Christoph Waltz, Ralph Fiennes, Monica Bellucci, Léa Seydoux, Dave Bautista, Andrew Scott, Naomie Harris, Ben Wishaw, Stephanie Sigman. 148 min. Sony. 14 anos.

Especiais

Cena de GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE (2014), de Ana Lily Amirpour

Cena de GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE (2014), de Ana Lily Amirpour

De vez em quando a programação de cinema nos prega belas surpresas. Afinal, quem diria que um dia poderíamos ver no circuito comercial um filme de vampiro falado em persa, dirigido por uma mulher iraniana e composto por um elenco quase todo iraniano? Tudo bem que o dinheiro para a produção é dos Estados Unidos, mas uma produção como essa num país tão conservador como o Irã seria impossível. Na trama, numa cidade chamada Bad City, os moradores não sabem que estão sendo seguidos por uma vampira solitária. O filme é fotografado em belíssimo preto e branco e há uma beleza toda própria que já pode ser percebida apenas olhando o trailer. Garota Sombria Caminha pela Noite será exibido no Cinema do Dragão no próximo domingo, às 17 hs, seguido de festa Halloween.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE (A Girl Walks Home Alone at Night, EUA, 2014), de Ana Lily Amirpour. Com Sheila Vand, Arash Marandi, Marshall Manesh, Mozhan Marnò, Dominic Rains, Rome Shandanloo, Milad Eghbali, Reza Sixo Safai, Ray Haratian, Ana Lily Amirpour. 101 min. Imovision. Classificação a definir.

Cartaz do 14º Noia - Festival Brasileiro de Cinema Universitário

Cartaz do 14º Noia – Festival Brasileiro de Cinema Universitário

Acontece entre os dias 2 a 6 de novembro o 14º Noia – Festival Brasileiro de Cinema Universitário, que mais uma vez será sediado na Casa Amarela Eusélio Oliveira. No primeiro dia, haverá uma homenagem ao cineasta Guto Parente, seguido de exibição de seu belo filme de horror A Misteriosa Morte de Pérola. Entre os dias 3 e 5 acontecem as mostras competitivas de curtas-metragens. A Mostra Nacional poderá ser vista a partir das 19 hs na Casa Amarela e a Mostra Cearense às 13 hs do dia 4 na Vila das Artes. No último dia, o festival homenageará o cineasta Petrus Cariry e poderemos conferir três de seus curtas-metragens, A Montanha Mágica (2009), Dos Restos e das Solidões (2006) e O Som do Tempo (2010), além da entrega da premiação e de coquetel de encerramento. Mais detalhes na página oficial do evento.

Veja o trailer de A Misteriosa Morte de Pérola

Imagem de Amostra do You Tube

Saem de cartaz

Entrando numa Roubada
La Sapienza
Música, Amigos e Festa
O Clube
O Lugar das Perdas
Um Amor em Cada Esquina

As estreias nacionais desta quinta-feira, 29, que não entram em cartaz em Fortaleza

45 Anos
Betinho – A Esperança Equilibrista
Dheepan – O Refúgio
Espírito de Lobo
Sem Filhos
O Último Poema

Veja o trailer de 45 Anos

Imagem de Amostra do You Tube

MERCADO DE CINEMA – Salas brasileiras desconhecem a crise econômica (I)

O mercado de cinema no Brasil está indo muito bem, apesar da crise econômica gerada pelo próprio governo. Segundo o jornal Valor Econômico, os cinemas estão faturando alto com números ainda mais expressivos do que os obtidos em 2013 e 2014. O Informe Filme B, de Paulo Sérgio Almeida, o melhor veículo de informação do setor, corrobora. Mas, se o mercado que depende do público vai bem, como está a situação dos filmes brasileiros? É o que veremos nessa matéria que estou dividindo em duas partes

Os cinemas do Brasil desconhece a crise com as salas lotadas: chegará aos R$ 2 bilhões em faturamento?

Os cinemas do Brasil desconhece a crise com as salas lotadas: chegará aos R$ 2 bilhões em faturamento?

Esta primeira parte é dedicada ao mercado exibidor de cinema e aos filmes estrangeiros. E quando se fala em filmes estrangeiros, você já sabe a origem: Hollywood. A segunda tratará do cinema brasileiro.

BRASIL: O MERCADO INTERNO

A despeito de um cenário de desaceleração do setor de serviços no país, as bilheterias dos cinemas brasileiros crescem a dois dígitos e devem manter o ritmo de expansão neste ano”, revela o diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), Manoel Rangel, ao repórter André Ramalho, autor da matéria “Salas de Cinema Passam ao Largo da Crise”, publicada no último dia 2 pelo jornal Valor Econômico. A informação é confirmada pelo Filme B, em matéria assinada por Thiago Stivaletti.

Vamos esmiuçar. O mercado exibidor nacional vem obtendo crescimento desde 2013. Em 2014, o crescimento foi de 11% a mais em relação a 2013; e agora, em 2015, até setembro, cresceu 18% em relação a 2014, cujo faturamento foi de R$ 1,95 bilhão. 2015 registra, até setembro, um faturamento de R$ 1,8 bilhão.

O MERCADO COM OS ESTRANGEIROS

Esse número potencial do mercado brasileiro o coloca entre os mais fortes do planeta. Está entre os 5 Mais no Ranking dos 10 mais poderosos mercados exibidores do mundo.

Grande parte desse sucesso de bilheteria do mercado exibidor nacional se deve, principalmente, as qualidades das salas de cinema. A Cinépolis, primeiro circuito a digitalizar todas as salas, é um exemplo de qualidade. como as salas DX e Macro XE. . A Cinemark, que não tem salas em Fortaleza, primeiro maior parque exibidor, não fica atrás. Aliás, todas as salas de cinema de Fortaleza estão 100% digitalizadas. A última fora as 12 salas do Kinoplex Iguatemi, uma delas IMAX.

Sala 4 DX da Cinépolis: exemplo de qualidade e de conforto

Sala DX da Cinépolis: exemplo de qualidade e conforto

Com isso, os filmes podem ser apreciados com as suas reais qualidades. Ficaram para trás duas questões: a acusação da ruim qualidade de som das salas de cinema brasileiras; e que o som dos filmes nacionais também era uma desgraça. Será que era? Não seria das salas de cinema? Bem, isso hoje não interessa.

O cinema estrangeiro, neste ano, está mais bem qualificado, seja em termos de “blockbuster” quanto a filmes de arte. E esses dois ramos da indústria e do mercado exibidor serão fundamentais para que o mercado de cinema no Brasil esteja ainda mais fortalecido ao final deste 2015. Os filmes de arte, sejam brasileiros ou estrangeiros, estão beneficiados porque a Cinépolis trouxe para si o Cinema de Arte e o transformou em um projeto nacional, o qual está inserindo essas obras desconhecidas do grande público em seus complexos de shopping. Depois de Fortaleza, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador e Manaus, abriu agora em São Paulo, no Cinépolis Iguatemi Alphaville. E a expansão continuará neste segundo semestre.

Com essa projeção, o ritmo de expansão deve continuar e os números de 2014 facilmente batidos. Quem aposta em 2 bilhões em arrecadação? Quem aposta em mais de 2 bilhões em faturamento? Está em dúvida? Então, atente para o que o Cinema vai colocar à sua disposição até o final de dezembro.

Joseph Gordon-Levitt em A TRAVESSIA (2015), de Robert Zemeckis: candidato a sucesso de público

Joseph Gordon-Levitt em A TRAVESSIA (2015), de Robert Zemeckis: candidato a sucesso de público

AS OFERTAS ESTRANGEIRAS

2015 terá o seu 1,95 bilhão de reais ultrapassado pelo conjunto “blockbusters” e comédias brasileiras. Disputa com um objetivo. Os “blockbusters” tiveram forte participação no período de férias e continuam liderando o Ranking Brasil de Bilheteria do Filme B neste segundo semestre.

Neste segundo semestre, a cartela de Hollywood está forte – e não apenas com os “blockbusters”. Já em cartaz, Perdido em Marte, baseado em um romance scifi de sucesso mais difícil de ser lido sem se passar várias páginas que tratam de aspectos técnicos (e os quais adoro) é um exemplo. E os que irão estrear neste mês de outubro não ficam para a trás.

Nesta próxima 5ª feira, dia 8, entram em circuito duas produções fortes: Peter Pan,(2015), de Joe Wright, e A Travessia, de Robert Zemeckis. O terror A Colina Escarlate, de Guillermo Del Toro, o thriller de espionagem Ponte dos Espiões, de Steven Spielberg, o thriller policial sobre traficantes de drogas Sicário – Terra de Ninguém, de Dennis Villeneuve, e a comédia de terror Goosebumps – Monstros e Arrepios, de Rob Letterman, estreiam, no dia 22, Encerram o mês, o drama Os 33, de Patricia Riggen, a aventura O Último Caçador de Bruxas, de Breck Eisner, no dia 29.

NO CORAÇÃO DO MAR (20150, de Ron Howard: atração em dezembro

NO CORAÇÃO DO MAR (2015), de Ron Howard: atração em dezembro

Em novembro: 007 Contra Spectre, de Sam Mendes, lançamento isolado, dia 4. Seguem-se: Como Sobreviver a um Ataque Zumbi, de Christopher Landon (dia 12); Jogos Vorazes – o Final, de Francis Lawrence (dia 18); e Viktor Frankenstein, de Paul McGuigan (dia 19).

E em dezembro, No Coração do Mar, de Ron Howard (dia 3); Christmas Movie, de Jonathan Levine (dia 11); Star Wars – Episódio VIII – o Despertar da Força, de JJ Abrams, e A Vingança Está na Moda, de Jocelyn Moorhouse (dia 17); Land Ho!, de Aaron Katz e Martha Stephens, e Alvin e os Esquilos 4, de Wall Becker (dia 24), entre outros.

Pela cartela de filmes atrativamente fortes, você duvida que a arrecadação não deve bater os 2 bilhões de reais?

Confira, abaixo, o Ranking Brasil-2015, do Filme B, com os filmes de maior bilheteria até agora. E observe que tem apenas uma produção nacional cercada de ‘pesos pesados”. Este solitário Loucas Para  Casar resistirá ao ataque dos “blocbusters” ou terá a presença de outros brasileiros ao  final do ano?

RANKING BRASIL-2015 do FILME B

RANKING BRASIL-2015 do FILME B