Semana 16 – MOGLI: O MENINO LOBO

Novo filme da recente onda de readaptações dos clássicos de animação da Disney, Mogli: O Menino Lobo fez um sucesso estrondoso em sua estreia e liderou com folga as bilheterias norte-americanas

Banner internacional de MOGLI: O MENINO LOBO (2016), de Jon Favreau

Remake em live-action da clássica animação da Disney lançada no final da década de 60, a aventura Mogli: O Menino Lobo (The Jungle Book) chegou com tudo no mercado norte-americano e se tornou o líder disparado do ranking das bilheterias, conquistando no caminho alguns recordes, é claro.

Foram nada menos que US$ 103,56 milhões obtidos pelo filme de sexta a domingo, uma performance espetacular que superou bastante as expectativas dos executivos da Disney (que esperavam algo em torno de US$ 70 milhões) e que garantiu à produção os postos de segunda maior abertura do mês de abril de todos os tempos (perdendo apenas para Velozes e Furiosos 7, com US$ 147,18 milhões) e de terceira maior estreia de 2016 até o momento. O uso da tecnologia transformou o filme em uma experiência cinematográfica. Como em Avatar e As Aventuras de Pi, você tem que ver para acreditar. Nós conquistamos o interesse tanto do público familiar quanto do público adulto em geral, declarou ao Hollywood Reporter o presidente de distribuição da Disney, Dave Hollis. No Brasil, Mogli: O Menino Lobo já está em exibição nos cinemas.

Banner internacional de UM SALÃO DO BARULHO 3 (2016), de Malcolm D. Lee

A medalha de prata ficou com a segunda maior novidade da semana, a comédia Um Salão do Barulho 3 (Barbershop: The Next Cut), que fez US$ 20,21 milhões no fim de semana, resultado sólido e que, embora tenha ficado um pouco abaixo das expectativas de mercado (US$ 25 milhões), deixou os executivos da Warner muito satisfeitos. Dados os números enormes do primeiro colocado, nós nos saímos bem e alcançamos o nosso público, disse, também ao Hollywood Reporter, Jeff Goldstein, presidente de distribuição da Warner. Por enquanto, Um Salão do Barulho 3 não possui uma data de lançamento definida nos cinemas nacionais.

Na esquerda, cena de A CHEFA e na direita cena de BATMAN VS SUPERMAN

Na esquerda, cena de A CHEFA e na direita cena de BATMAN VS SUPERMAN

Campeã da semana passada, a comédia A Chefa registrou uma perda de 57% em sua arrecadação e obteve US$ 10,17 milhões, ficando com o terceiro lugar e novamente à frente de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que também perdeu bastante o fôlego (o filme caiu 61%) e faturou US$ 9,01 milhões, ocupando então a quinta posição. Em dez dias, A Chefa acumula uma renda de US$ 40,35 milhões, enquanto que Batman vs Superman soma em quatro semanas US$ 311,31 milhões.

Cena de ZOOTOPIA

Completando a lista dos cinco primeiros colocados está a animação Zootopia: Essa Cidade é o Bicho, que por conta da concorrência de Mogli apresentou a sua primeira queda mais expressiva (43%) e arrecadou US$ 8,23 milhões. No total, Zootopia detém uma bilheteria de ótimos US$ 307,47 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

0000

Assista ao trailer de Mogli: O Menino Lobo.

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 15 – A CHEFA

Em uma disputa acirradíssima pela liderança da lista dos mais rentáveis, a comédia A Chefa acabou levando a melhor, deixando Batman vs Superman apenas com o amargo sabor de mais uma queda expressiva em sua arrecadação

Banner internacional de A CHEFA (2016), de Ben Falcone

Banner internacional de A CHEFA (2016), de Ben Falcone

Nova parceira da atriz Melissa McCarthy com o diretor Ben Falcone (Tammy), a comédia A Chefa (The Boss) se saiu muito bem em sua estreia no mercado norte-americano e foi direto para o topo do ranking das bilheterias locais. Lançado na última sexta-feira em 3.480 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá, o filme faturou até domingo US$ 23,48 milhões, quantia sólida que não só superou as expectativas de mercado (US$ 21 milhões), como também já cobriu quase todo o orçamento da produção, estimado em US$ 29 milhões. Além disso, o bom resultado de A Chefa deixou ainda mais evidente o star power de McCarthy, tendo em vista que este é o quinto filme protagonizado por ela a registrar uma abertura acima de US$ 20 milhões e que nada menos que 79% do público de A Chefa apontou a atriz como a razão de ter assistido ao longa. Nós amamos o fato de que Melissa é uma genuína estrela de cinema, as pessoas amam as suas comédias e ela consegue estrear em primeiro lugar, declarou ao Hollywood Reporter o presidente de distribuição da Universal, Nicholas Carpou. No Brasil, A Chefa chega aos cinemas no dia 2 de junho.

Cena de BATMAN VS SUPERMAN

Em segundo lugar aparece a aventura Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que em seu terceiro final de semana em cartaz registrou outra queda expressiva (54%) e acabou perdendo por muito pouco a primeira colocação ao arrecadar US$ 23,43 milhões. No total, Batman vs Superman acumula uma bilheteria de US$ 296,68 milhões, valor que supera o faturamento total de O Homem de Aço (US$ 291,04 milhões) e transforma a produção no terceiro filme mais rentável da DC Comics, perdendo apenas para Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (US$ 448,13 milhões) e Batman: O Cavaleiro das Trevas (US$ 533,34 milhões). Levando em conta os números deste fim de semana, as projeções dos analistas agora apontam que Batman vs Superman deve encerrar sua trajetória na América do Norte com uma arrecadação de US$ 340 milhões.

Na esquerda, cena de ZOOTOPIA e na direita cena de CASAMENTO GREGO 2

Na esquerda, cena de ZOOTOPIA e na direita cena de CASAMENTO GREGO 2

Na sequência do ranking, perdendo uma posição cada, estão a animação Zootopia: Essa Cidade é o Bicho e a comédia Casamento Grego 2, que fizeram respectivamente US$ 14,35 milhões e US$ 6,42 milhões. Ao todo, Zootopia soma US$ 296,01 milhões em bilheteria, ao passo que Casamento Grego 2 detém uma renda de US$ 46,75 milhões.

Banner internacional de HARDCORE: MISSÃO EXTREMA (2015), de Ilya Naishuller

Por fim, temos o filme de ação Hardcore: Missão Extrema (Hardcore Henry), que não empolgou em sua estreia e fez somente US$ 5,09 milhões, performance que ficou abaixo dos US$ 8 milhões projetados inicialmente pelos analistas. Por aqui, Hardcore: Missão Extrema tem data de lançamento agendada para o dia 21 de abril.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

000000

Assista ao trailer de A Chefa:

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 14 – BATMAN VS SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA

Em sua segunda semana, o filme dos heróis da DC continuou líder disparado das bilheterias norte-americanas, ainda que tenha registrado uma queda expressiva. Única novidade de destaque, Deus Não Está Morto 2 não alcançou a abertura do filme original

Cena de BATMAN VS SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA

Se por uma lado a abertura espetacular de Batman vs Superman: A Origem da Justiça não foi uma surpresa para ninguém, o mesmo pode ser dito do resultado do filme em seu segundo final de semana, onde foi registrada uma queda expressiva em sua arrecadação.

Diante de várias críticas negativas e de uma recepção não muito entusiasta do público, muitos analistas acreditavam que, de sexta a domingo, Batman vs Superman cairia em torno de 60% nas bilheterias, e foi justamente isso que ocorreu. No total, foram US$ 52,38 milhões obtidos pelo filme em seu segundo final de semana, valor que, é claro, garantiu com folga a liderança do ranking dos mais rentáveis pela segunda vez consecutiva, mas que representa uma queda de 68% em relação à sua abertura.

Vale ressaltar, porém, que quedas nessa faixa são comuns em filmes muitos esperados e voltados essencialmente para um público composto por fãs. Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 e Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, por exemplo, caíram respectivamente 72% e 61% no segundo final de semana. No caso de Batman vs Superman, ficou uma certa sensação de decepção apenas porque, devido a ausência de concorrentes, as projeções iniciais apontavam para um faturamento de US$ 60 milhões…

Ainda assim, o pessoal da Warner não tem realmente do que reclamar, uma vez que em somente dez dias Batman vs Superman já acumula no mercado norte-americano uma renda de impressionantes US$ 261,45 milhões. Nós não estamos preocupados com a queda. Não importa o tamanho da perda, conseguir US$ 52 milhões em qualquer final de semana é uma grande realização. Nós estamos mais focados na arrecadação total, declarou ao Hollywood Reporter o vice-presidente de distribuição da Warner, Jeff Goldstein.

Na esquerda, cena de ZOOTOPIA e na direita cena de CASAMENTO GREGO 2

Na esquerda, cena de ZOOTOPIA e na direita cena de CASAMENTO GREGO 2

A sequência do pódio também permaneceu inalterada. Em sua quinta semana em cartaz, Zootopia: Essa Cidade é o Bicho faturou US$ 20 milhões e manteve-se na segunda posição, enquanto que Casamento Grego 2 fez US$ 11,13 milhões e garantiu novamente a medalha de bronze. Ao todo, Zootopia soma um faturamento de US$ 275,93 milhões, ao passo que Casamento Grego 2 contabiliza US$ 36,49 milhões.

Banner internacional de DEUS NÃO ESTÁ MORTO 2 (2016), de Harold Cronk

Na quarta colocação ficou a principal estreia da semana, o drama cristão Deus Não Está Morto 2 (God’s Not Dead 2), que em seus três primeiros dias de exibição arrecadou US$ 8,10 milhões, resultado um pouco abaixo da abertura do filme original (que estreou com US$ 9,21 milhões), mas que ficou dentro das expectativas do pessoal da Pure Flix. No Brasil, Deus Não Está Morto 2 chega aos cinemas no dia 7 de abril.

Cena de MILAGRES DO PARAÍSO

Completando a lista dos cinco mais rentáveis está outro drama cristão, Milagres do Paraíso, que continuou se sustentando muito bem (sua queda neste final de semana foi de 22%) e obteve US$ 7,55 milhões. Em três semanas, o filme acumula uma bilheteria de US$ 46,82 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

0

Assista ao trailer de Deus Não Está Morto 2:

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 13 – BATMAN VS SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA

Sem surpresa alguma, o esperado encontro nas telonas de Batman e Superman rendeu uma espetacular e recordista bilheteria para a Warner Bros. Enquanto isso, a comédia Casamento Grego 2 funcionou muitíssimo bem como opção alternativa para o público que não quis ver o embate dos heróis da DC

Banner internacional de BATMAN VS SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA (2016), de Zack Snyder

Banner internacional de BATMAN VS SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA (2016), de Zack Snyder

Não apenas um filme, mas um verdadeiro evento cinematográfico, a aventura Batman vs Superman: A Origem da Justiça (Batman v Superman: Dawn of Justice) finalmente chegou às telonas norte-americanas e fez justamente o que se espera de uma produção dessa magnitude: arrastou multidões aos cinemas e faturou altíssimo nas bilheterias.

Lançado em 4.242 salas dos Estados Unidos e Canadá na última sexta, 25, o longa de Zack Snyder (O Homem de Aço) arrecadou até domingo nada mais, nada menos que US$ 170,10 milhões, valor simplesmente espetacular que não só superou bastante as expectativas de mercado (US$ 150 milhões) como, é claro, também garantiu à produção um lugar no livro dos recordes, sendo esta a maior abertura do mês de março da história, maior abertura já registrada por um filme da Warner Bros., maior abertura de uma adaptação da DC Comics e a sexta maior abertura de todos os tempos. Ter alcançado esse resultado extraordinário é gratificante. Nós estamos muito orgulhosos do filme, declarou ao Los Angeles Times o vice-presidente de distribuição da Warner, Jeff Goldstein. Batman vs Superman: A Origem da Justiça já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Cena de ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO

Cena de ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO

Na segunda colocação do ranking aparece a animação Zootopia: Essa Cidade é o Bicho, que mesmo com a concorrência de Batman vs Superman continuou apresentando uma boa sustentação (sua queda foi de 38%) e rendeu mais US$ 23,13 milhões no fim de semana. Ao todo, o longa da Disney Animation acumula uma renda de ótimos US$ 240,54 milhões.

Banner internacional de CASAMENTO GREGO 2 (2016), de Kirk Jones

Banner internacional de CASAMENTO GREGO 2 (2016), de Kirk Jones

A medalha de bronze coube a segunda novidade da semana, a comédia Casamento Grego 2 (My Big Fat Greek Wedding 2), que mesmo chegando às telonas 14 anos após o filme original, mostrou que a família Portokalos tem um lugar no coração do público norte-americano ao arrecadar sólidos US$ 18,12 milhões de sexta a domingo, resultado que equivale a quase o dobro das projeções iniciais dos analistas (US$ 10 milhões) e que empata com o orçamento da produção, estimado em US$ 18 milhões. No Brasil, Casamento Grego 2 tem estreia agendada para a próxima quinta-feira, 31.

Na esquerda, cena de MILAGRES DO PARAÍSO e na direita cena de A SÉRIE DIVERGENTE: CONVERGENTE

Na esquerda, cena de MILAGRES DO PARAÍSO e na direita cena de A SÉRIE DIVERGENTE: CONVERGENTE

Logo atrás de Casamento Grego 2 está o drama cristão Milagres do Paraíso, que pegando carona no clima da Páscoa, registrou uma queda de apenas 36% (a menor do Top 10) em relação à sua abertura e faturou US$ 9,50 milhões, elevando assim a sua arrecadação total para ótimos US$ 34,12 milhões. Outro lançamento da semana passada, a sci-fi juvenil A Série Divergente: Convergente não conseguiu se sair tão bem e viu o seu desempenho cair estrondosos 67%, encerrando o final de semana com também US$ 9,50 milhões. No acumulado, o terceiro capítulo da franquia cinematográfica baseada nos livros de Veronica Roth detém uma bilheteria de decepcionantes US$ 46,60 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

05

Assista ao trailer de Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 12 – ZOOTOPIA

Ao contrário do que muitos esperavam, a sci-fi juvenil A Série Divergente: Convergente não conseguiu manter o fôlego dos filmes anteriores da franquia e acabou sendo ultrapassada pela animação Zootopia, que assegurou mais um fim de semana no topo das bilheterias. Enquanto isso, o drama cristão Milagres do Paraíso fez bonito em sua estreia e já está garantindo lucro

Cena de ZOOTOPIA

Cena de ZOOTOPIA

Para a alegria dos executivos da Disney, a divertida animação Zootopia continuou se saindo muitíssimo bem nas telonas norte-americanas e conseguiu, pela terceira vez consecutiva, liderar o ranking dos mais rentáveis por lá. Ao todo, foram mais US$ 38,04 milhões obtidos pelo filme de sexta a domingo, quantia que representa uma queda de apenas 26% em relação ao fim de semana anterior. No acumulado, Zootopia soma um faturamento de ótimos US$ 201,80 milhões, se tornando com isso a terceira maior bilheteria da Disney Animation e ficando a um passo de ultrapassar a segunda colocada, a animação Big Hero 6 (US$ 222,52 milhões).

Banner internacional de A SÉRIE DIVERGENTE: CONVERGENTE (2016), de Robert Schwentke

Banner internacional de A SÉRIE DIVERGENTE: CONVERGENTE (2016), de Robert Schwentke

Principal estreia da semana e grande favorita ao topo do ranking, a sci-fi juvenil A Série Divergente: Convergente (The Divergent Series: Allegiant) terminou por mostrar que a franquia cinematográfica baseada nos livros de Veronica Roth não está mais tão badalada como antigamente ao ocupar a segunda colocação com US$ 29,05 milhões obtidos nos seus três primeiros dias em cartaz, resultado que se torna decepcionante tendo em vista que as expectativas de mercado apontavam para uma arrecadação de US$ 40 milhões e que tanto Divergente quanto Insurgente registraram aberturas superiores a US$ 50 milhões. Sendo assim, as projeções dos analistas agora apontam que o faturamento total de Convergente no mercado norte-americano deverá alcançar a marca de apenas US$ 75 milhões, o que faria com que o filme se tornasse a primeira da franquia a não superar o seu orçamento apenas com a renda doméstica. Vale ressaltar que os custos de produção do longa somaram US$ 110 milhões. A Série Divergente: Convergente já está em exibição no Brasil.

Banner internacional de MILAGRES DO PARAÍSO (2016), de Patricia Riggen

Banner internacional de MILAGRES DO PARAÍSO (2016), de Patricia Riggen

Em terceiro lugar ficou outra novidade, o drama cristão Milagres do Paraíso (Miracles from Heaven), que se tornou um dos destaques do fim de semana ao arrecadar US$ 15 milhões, valor que equivale a quase do dobro das projeções dos executivos da Sony Pictures (US$ 8 milhões) e que, de quebra, já cobre todo o orçamento da produção, estimado em US$ 13 milhões. Levando em conta a renda obtida desde a sua estreia, na quarta-feira, 16, o filme acumula uma bilheteria de US$ 18,55 milhões. Milagres do Paraíso chega aos cinemas nacionais no dia 21 de abril.

Na esquerda, cena de RUA CLOVERFIELD, 10 e na direita cena de DEADPOOL

Na esquerda, cena de RUA CLOVERFIELD, 10 e na direita cena de DEADPOOL

Completando a lista dos cinco primeiros colocados estão o thriller Rua Cloverfield, 10 e a aventura de ação Deadpool, que faturaram respectivamente US$ 12,50 milhões e US$ 8 milhões. Em dez dias, Rua Cloverfield, 10 soma uma bilheteria de elogiáveis US$ 45,17 milhões, enquanto que Deadpool acumula em seis semanas excelentes US$ 340,94 milhões, o que lhe garante o posto de oitava maior renda de um filme baseados em quadrinhos de todos os tempos.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

05

Assista ao trailer de A Série Divergente: Convergente.

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 10 – ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO

Nova produção da Disney Animation, Zootopia fez bonito em sua estreia e pôs fim a reinado de três semanas de Deadpool

Banner internacional de ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO (2016), de Byron Howard, Rich Moore e Jared Bush

Banner internacional de ZOOTOPIA: ESSA CIDADE É O BICHO (2016), de Byron Howard, Rich Moore e Jared Bush

Sucesso total entre a crítica norte-americana (tendo obtido um raro índice de aprovação de 98% no RottenTomatoes), a animação Zootopia: Essa Cidade é o Bicho (Zootopia) também se tornou uma verdadeira sensação junto ao público, o que, é claro, terminou fazendo com que o filme alcançasse uma abertura simplesmente arrasadora.

Lançado na última sexta-feira em 3.827 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá, Zootopia rendeu nada menos que US$ 73,70 milhões nos seus três primeiros dias em cartaz, quantia para lá de empolgante que, além de superar com bastante folga as expectativas de mercado (US$ 60 milhões), garantiu ao longa vários recordes, dentre eles o de melhor abertura da Disney Animation (ultrapassando os US$ 67,39 milhões de Frozen: Uma Aventura Congelante), quarta melhor abertura do mês de março de todos os tempos e nona maior abertura de um filme de animação da história. E para completar ainda mais a alegria dos executivos da Disney, não há nenhum filme-família programado para chegar aos cinemas até abril, o que praticamente assegura à Zootopia uma boa sustentação durante as próximas semanas. Há uma ausência de concorrência. Então nós teremos uma ótima performance, declarou à Variety o presidente de distribuição da Disney, Dave Hollis. Zootopia: Essa Cidade é o Bicho estreia nos cinemas nacionais no dia 17 de março.

Banner internacional de INVASÃO A LONDRES (2016), de Babak Najafi

Banner internacional de INVASÃO A LONDRES (2016), de Babak Najafi

Na segunda posição aparece outro estreante, Invasão a Londres (London Has Fallen), que após ter seu lançamento adiado duas vezes, finalmente chegou às telonas e mostrou que o ator Gerard Butler ainda agrada como herói de ação, uma vez que o filme registrou uma abertura de sólidos US$ 21,71 milhões. Nós estamos muito satisfeitos com essa abertura e acreditamos que teremos uma boa trajetória nos cinemas a partir daqui, disse à Variety o presidente de distribuição da Focus Features, Jim Orr. No Brasil, Invasão a Londres chega aos cinemas no dia 07 de abril.

Cena de DEADPOOL

Cena de DEADPOOL

A medalha de bronze ficou com a aventura de ação Deadpool, que obteve uma queda de 47% e fez mais US$ 16,40 milhões. Em quatro semanas, o badalado filme do mercenário falastrão da Marvel já rendeu excelentes US$ 311,15 milhões, posicionando-se assim como a décima maior bilheteria de um longa baseado em um personagem da Casa das Idéias.

Banner internacional de UMA REPÓRTER EM APUROS (2016), de Glenn Ficarra e John Requa

Banner internacional de UMA REPÓRTER EM APUROS (2016), de Glenn Ficarra e John Requa

A quarta colocação coube à terceira novidade da semana, a comédia dramática Uma Repórter em Apuros (Whiskey Tango Foxtrot), que foi a única que não conseguiu atingir as expectativas de mercado, tendo arrecadado somente US$ 7,60 milhões no seu primeiro fim de semana, contra US$ 10 milhões projetados inicialmente pelos analistas. Mas apesar do desempenho pouco empolgante, o pessoal da Paramount ainda acredita que a produção não será um fracasso de bilheteria. Nós esperávamos mais, contudo o último filme de Tina Fey apresentou uma boa sustentação e nós tivemos uma boa renda do sábado, então nós ainda temos a chance de alcançar um resultado razoável, falou Rob Moore, vice-presidente da Paramount, à Variety. Por aqui, Uma Repórter em Apuros tem estreia agendada para o dia 05 de maio.

Nikolaj Coster-Waldau em cena de DEUSES DO EGITO

Nikolaj Coster-Waldau em cena de DEUSES DO EGITO

Completando a lista dos cinco primeiros colocados está o épico Deuses do Egito, que após uma abertura decepcionante na semana passada, registrou uma queda expressiva de 65% e faturou míseros US$ 5 milhões. Em dez dias, o longa de Alex Proyas (Eu, Robô) detém uma renda de fracos US$ 22,84 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

06

Assista ao trailer de Zootopia: Essa Cidade é o Bicho.

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 09 – DEADPOOL

Em um fim de semana onde as estreia ficaram bem longe de impressionar, Deadpool garantiu novamente a liderança isolada do ranking das bilheterias

Cena de DEADPOOL

Cena de DEADPOOL

Pela terceira vez consecutiva, a aventura de ação Deadpool foi a grande campeã do ranking das bilheterias norte-americanas do fim de semana. Ajudado pelo pouco interesse do público pelas estreias da semana, o longa do mercenário falastrão da Marvel conseguiu facilmente se sustentar no topo da lista dos mais rentáveis, agora com uma arrecadação de US$ 31,50 milhões, que representa uma queda de 44% em relação à semana passada. Dessa forma, Deadpool passa a acumular atualmente uma bilheteria de empolgantes US$ 285,63 milhões, valor que lhe garante o posto de décimo maior faturamento de um filme baseado em um personagem da Marvel Comics e, conforme o esperado, o transforma na terceira maior arrecadação de um longa classificação R-Rated de todos os tempos, ficando atrás apenas de Sniper Americano (US$ 350,12 milhões) e A Paixão de Cristo (US$ 370,78 milhões).

Banner internacional de DEUSES DO EGITO (2016), de Alex Proyas

Banner internacional de DEUSES DO EGITO (2016), de Alex Proyas

Na vice-liderança aparece o épico Deuses do Egito (Gods of Egypt), que confirmou as prognósticos dos analistas e acabou decepcionando ao obter somente US$ 14 milhões no seu primeiro fim de semana, resultado que já garante à produção um lugar na lista de maiores fracassos de 2016, tendo em vista que seu orçamento somou elevados US$ 140 milhões. Nós estamos desapontados com esse resultado. Ele certamente ficou abaixo da nossas expectativas, declarou ao Hollywood Reporter o presidente de distribuição da Lionsgate, David Spitz, sobre o desempenho de Deuses do Egito, que, vale ressaltar, foi originalmente planejado como o início de uma franquia, um plano que, a essa altura, deve estar morto e enterrado. Deuses do Egito já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Na esquerda, cena de KUNG FU PANDA 3 e na direita cena de RESSURREIÇÃO

Na esquerda, cena de KUNG FU PANDA 3 e na direita cena de RESSURREIÇÃO

Abaixo de Deuses do Egito, perdendo uma posição cada, estão a animação Kung Fu Panda 3 e o épico bíblico Ressurreição, que ocuparam o terceiro e quarto lugar ao renderem respectivamente US$ 9 milhões e US$ 7 milhões. Em cinco semana, o longa animado da DreamWorks soma uma bilheteria de US$ 128,45 milhões, enquanto que a produção da Sony Pictures contabiliza em dez dias US$ 22,70 milhões.

Acima, os cartazes de VOANDO ALTO (2016), de  Dexter Fletcher, e TRIPLO 9 (2016), de John Hillcoat

Acima, os cartazes de VOANDO ALTO (2016), de Dexter Fletcher, e TRIPLO 9 (2016), de John Hillcoat

Demais lançamentos da semana, a comédia Voando Alto (Eddie the Eagle) e o thriller Triplo 9 (Triple 9) também não conseguiram empolgar os cinéfilos norte-americanos e terminaram disputando a quinta colocação do ranking, sendo que Voando Alto levou a melhor ao faturar US$ 6,30 milhões, contra US$ 6,10 milhões de Triplo 9. No mais, cabe mencionar que, embora não tenho obtido aberturas muito animadoras, ambos os filmes têm a seu favor um orçamento modesto (respectivamente US$ 23 milhões e US$ 20 milhões), o que dificulta grandes prejuízos. No Brasil, tanto Voando Alto quanto Triplo 9 chegam aos cinemas no dia 31 de março.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

05

Assista ao trailer de Deuses do Egito:

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 08 – DEADPOOL

Em sua segunda semana em cartaz, Deadpool continuou fazendo bonito nas bilheterias e permaneceu isolado na liderança do ranking dos mais rentáveis. Dentre os lançamentos, o melhor resultado foi o do épico bíblico Ressurreição, sendo seguido pelo terror A Bruxa. O drama esportivo Race, por sua vez, não empolgou

Cena de DEADPOOL

Cena de DEADPOOL

Após registrar uma abertura simplesmente arrasadora e que deixou muita gente boquiaberta, a aventura de ação Deadpool continuou bombando nas telonas norte-americanas e novamente faturou alto no fim de semana, algo que, dessa vez, não surpreendeu ninguém. Ao todo, foram mais US$ 55 milhões arrecadados pelo longa de sexta a domingo, resultado que representa uma queda de 58% em relação ao final de semana passado e que elevou o total acumulado da produção para excelentes US$ 235,39 milhões. Deadpool é um personagem que faz parte da cultura. Se você não assistiu ao filme, vai sentir como se tivesse que vê-lo, então não vai perder a oportunidade, disse ao Deadline o presidente de distribuição da Fox, Chris Aronson, sobre Deadpool, que por sinal já é a sexta maior bilheteria de um filme classificação R-Rated de todos os tempos, sendo que a expectativa é de que logo, logo o filme suba para a terceira colocação dessa lista.

Cena de KUNG FU PANDA 3

Cena de KUNG FU PANDA 3

Em segundo lugar, também mantendo a sua colocação, está a animação Kung Fu Panda 3, que mais uma vez conseguiu se sustentar bem (sua queda foi de 37%, a menor do Top 10) e faturou US$ 12,50 milhões. Em quatro semanas, a animação da DreamWorks soma uma bilheteria de US$ 117,10 milhões e com isso a projeção dos analistas é de que a produção encerre sua trajetória nas telonas norte-americanas com um acumulado de US$ 140 milhões.

Banner internacional de RESSURREIÇÃO (2016), de Kevin Reynolds

Banner internacional de RESSURREIÇÃO (2016), de Kevin Reynolds

A terceira posição ficou com o épico bíblico Ressurreição (Risen), que, conforme o esperado, se tornou a estreia mais bem-sucedida da semana, tendo arrecadado US$ 11,80 milhões nos seus três primeiros dias em cartaz, performance que por sinal conseguiu superar um pouco as expectativas do pessoal da Sony Pictures, que acreditava em uma abertura de US$ 10 milhões. Nós estamos muito, muito felizes com esse resultado. Esses filmes de temática cristã são certamente um gênero que nós acolhemos e que agora faz parte do nosso DNA, disse ao Los Angeles Times o presidente de distribuição da Sony, Rory Bruer. No Brasil, Ressurreição tem lançamento agendado para o dia 17 de março.

Banner internacional de A BRUXA (2015), Robert Eggers

Banner internacional de A BRUXA (2015), Robert Eggers

O quarto lugar coube a outra novidade, o terror A Bruxa (The Witch), que arrecadou US$ 8,68 milhões no fim de semana, quantia que fez a alegria dos executivos da A24, tendo em vista que as suas projeções eram de que o filme rendesse apenas US$ 4 milhões de sexta a domingo. A Bruxa chega aos cinemas nacionais no dia 03 de março.

Rebel Wilson e Dakota Johnson em cena de COMO SER SOLTEIRA

Rebel Wilson e Dakota Johnson em cena de COMO SER SOLTEIRA

Escorregando duas posições, a comédia Como Ser Solteira ficou em quinto lugar com um faturamento de US$ 8,22 milhões. Em dez dias, o longa estrelado por Rebel Wilson (A Escolha Perfeita) e Dakota Johnson (Cinquenta Tons de Cinza) acumula uma bilheteria de US$ 31,76 milhões, o que faz os analistas acreditarem que a produção deverá arrecadar ao todo cerca de US$ 50 milhões no mercado norte-americano.

Banner internacional de RACE (2016), de Stephen Hopkins

Banner internacional de RACE (2016), de Stephen Hopkins

Logo abaixo, na sexta colocação, aparece a terceira estreia da semana, o drama esportivo Race, que não empolgou tanto o público e obteve US$ 7,27 milhões no seu primeiro fim de semana, resultado que ficou abaixo dos US$ 9 milhões esperados pelo pessoal da Focus Features. Por enquanto, Race não possui data de estreia definida no Brasil.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

07

Assista ao trailer de Ressurreição:

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 07 – DEADPOOL

Após um longo caminho para chegar às telonas, Deadpool fez a espera valer a pena e conquistou uma arrecadação extraordinária no seu fim de semana de estreia. Quanto aos demais lançamentos, Como Ser Solteira obteve um desempenho satisfatório, enquanto Zoolander 2 decepcionou

Banner internacional de DEADPOLL (2016), de Tim Miller

Banner internacional de DEADPOOL (2016), de Tim Miller

Com os números das bilheterias norte-americanas deste fim de semana devidamente divulgados, podemos afirmar que 2016 já tem o seu primeiro grande sucesso: Deadpool. Lançado na última sexta-feira, 12, em 3.558 salas de cinemas dos Estados Unidos e Canadá, o filme do mercenário falastrão da Marvel fez um sucesso simplesmente arrasador junto ao público local e encerrou seus três primeiros dias em cartaz na liderança absoluta do ranking de bilheteria com uma renda de espetaculares US$ 135,05 milhões, resultado que equivale a mais que o dobro das projeções iniciais de mercado (que apontavam para um faturamento de US$ 65 milhões) e que garante à produção vários recordes, dentre eles o de maior abertura do mês de Fevereiro de todos os tempos, maior abertura de um filme R-Rated (probido para menores de 17 anos) de todos os tempos, maior abertura da franquia X-Men, maior abertura de uma produção da Fox e sétima melhor abertura de um filme baseado em quadrinhos. Além disso, vale mencionar que, como amanhã, 15, é feriado nos Estados Unidos (comemora-se o Dia do Presidente), a expectativa é que Deadpool alcance até lá a marca de US$ 150 milhões arrecadados, valor empolgante que supera com bastante folga o orçamento do longa, estimado em US$ 58 milhões. A essa altura, o pessoal da Fox deve estar em polvorosa com esses números… Deadpool já está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Cena de KUNG FU PANDA 3

Cena de KUNG FU PANDA 3

Em um distante segundo lugar aparece a campeã da semana passada, a animação Kung Fu Panda 3, que conseguiu se sustentar muito bem (sua queda foi de míseros 7%) e rendeu mais US$ 19,65 milhões, sendo que esta quantia deve subir para US$ 26 milhões com os resultados de segunda. Atualmente, o terceiro filme da franquia da DreamWorks acumula uma bilheteria de US$ 93,91 milhões.

Banner internacional de COMO SER SOLTEIRA (2016), de Christian Ditter

Banner internacional de COMO SER SOLTEIRA (2016), de Christian Ditter

A medalha de bronze ficou com a comédia romântica esteante Como Ser Solteira (How To Be Single), que de sexta a domingo faturou US$ 18,75 milhões, com projeções de US$ 21 milhões para o fim de semana prolongado, resultados que não chegam a ser muito animadores, mas que vão de encontro com as expectativas dos executivos da Warner Bros. No mais, cabe ressaltar que o orçamento da produção foi de apenas US$ 38 milhões, o que indica que dificilmente alguém ficará no prejuízo. Por aqui, Como Ser Solteira chega aos cinemas no dia 25 de fevereiro.

Banner internacional de ZOOLANDER 2 (2016), de Ben Stiller

Banner internacional de ZOOLANDER 2 (2016), de Ben Stiller

Na sequência do ranking aparece a comédia Zoolander 2, que não conseguiu conquistar nem a crítica, nem o público norte-americano e terminou por se tornar a decepção do fim de semana ao registrar uma abertura de US$ 15,65 milhões, valor que deve chegar a US$ 18 milhões até amanhã. Deadpool simplesmente superou todas as expectativas e isso foi devastador para os outros filmes em exibição, declarou à Variety a presidente de distribuição mundial da Paramount, Megan Colligan, sobre o performance de Zoolander 2, cujas projeções iniciais de arrecadação eram de US$ 25 milhões para os seus quatro primeiros dias em cartaz. No Brasil, Zoolander 2 tem lançamento agendado para o dia 03 de março.

Cena de O REGRESSO

Cena de O REGRESSO

Completando a lista dos cinco primeiros colocados está o drama O Regresso, que praticamente repetiu o desempenho da semana passada (sua queda foi de insignificantes 0,6%) e fez mais US$ 6,90 milhões. Ao todo, o longa estrelado por Leonardo DiCaprio detém uma bilheteria de ótimos US$ 159,16 milhões.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

06

Assista ao trailer de Deadpool.

Imagem de Amostra do You Tube

Semana 05 – KUNG FU PANDA 3

De longe o lançamento mais badalado da semana no mercado norte-americano, a animação Kung Fu Panda 3 fez bonito e conquistou a liderança isolada das bilheterias locais. O mesmo, porém, não pode ser dito das outras duas novidades da semana, a aventura Horas Decisivas e a paródia Cinquenta Tons de Preto, que apresentaram resultados decepcionantes

Banner internacional de KUNG FU PANDA 3 (2016), de Alessandro Carloni e Jennifer Yuh

Banner internacional de KUNG FU PANDA 3 (2016), de Alessandro Carloni e Jennifer Yuh

Ausente por longos cinco anos, o simpático urso panda Po voltou em grande estilo às telonas norte-americanas. Lançada na última sexta-feira em 3.955 salas de cinema dos Estados Unidos e Canadá, a animação Kung Fu Panda 3 fez o maior sucesso junto ao público e foi direto para o topo do ranking de bilheteria, com uma arrecadação de sólidos US$ 41 milhões, que por sinal representa a segunda maior abertura do mês de Janeiro de todos os tempos, perdendo por muito pouco para a Policial em Apuros (US$ 41,51 milhões). Foi uma abertura incrível. Kung Fu Panda é uma propriedade muito popular e Po é um personagem bastante amado. Eu acho que a DreamWorks fez um ótimo trabalho em manter essa franquia ressonante, declarou ao Los Angeles Times o presidente de distribuição da Fox, Chris Aronson. Kung Fu Panda 3 estreia nos cinemas brasileiros no dia 03 de março.

Na esquerda, cena de O REGRESSO e na direita cena de O DESPERTAR DA FORÇA

Na esquerda, cena de O REGRESSO e na direita cena de O DESPERTAR DA FORÇA

Abaixo de Kung Fu Panda 3 aparecem os campeões da semana passada, o drama O Regresso e a sci-fi Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força, que registraram as menores quedas do Top 10 e faturaram respectivamente US$ 12,40 milhões e US$ 10,78 milhões. Em seis semanas, O Regresso acumula uma bilheteria de US$ 138,17 milhões, posicionando-se assim como o sexto filme mais rentável da carreira do ator Leonardo DiCaprio, enquanto que O Despertar da Força soma em sete semanas estrondosos US$ 895,42 milhões.

Banner internacional de HORAS DECISIVAS (2016), de Craig Gillespie

Banner internacional de HORAS DECISIVAS (2016), de Craig Gillespie

A quarta posição ficou com a segunda maior novidade da semana, o filme Horas Decisivas (The Finest Hours), que assim como outra aventura marítima lançada recentemente nas telonas (No Coração do Mar), terminou por naufragar nas bilheterias, tendo arrecadado somente US$ 10,32 milhões nos seus três primeiros dias em cartaz, valor muito baixo frente ao seu orçamento de US$ 70 milhões. Estes são resultados mais fracos do que nós esperávamos. Mas estamos animados com a resposta positiva das pessoas que assistiram ao filme e isso é um bom sinal para a sua expansão internacional, declarou ao Hollywood Reporter o vice-presidente de distribuição da Disney, Dave Hollis. No Brasil, Horas Decisivas chega aos cinemas no dia 18 de fevereiro.

Cena de POLICIAL EM APUROS 2

Cena de POLICIAL EM APUROS 2

Completando a lista dos cinco primeiros colocados está a comédia Policial em Apuros 2, que caiu 33% e fez US$ 8,34 milhões, elevando dessa forma o seu total acumulado para US$ 70,77 milhões. Assim, as projeções dos analistas agora apontam que o faturamento total da produção deve chegar à marca de US$ 90 milhões, resultado sem dúvida muito bom para um filme cujo orçamento foi de US$ 40 milhões, mas que ainda assim fica muito aquém da performance do filme original, que arrecadou US$ 134,93 milhões.

Banner internacional de CINQUENTA TONS DE PRETO (2016), de Michael Tiddes

Banner internacional de CINQUENTA TONS DE PRETO (2016), de Michael Tiddes

Bem mais abaixo, na nona colocação do ranking, está a terceira estreia da semana, a paródia Cinquenta Tons de Preto (Fifty Shades of Black), que teve uma abertura decepcionante de US$ 6,18 milhões. Mas apesar da renda pífia, os executivos da IM Global não têm muito com o que se preocupar, uma vez que o orçamento da produção foi de apenas US$ 5 milhões. Por aqui, Cinquenta Tons de Preto tem estreia agendada para o dia 03 de março.

Confira abaixo o ranking completo com as dez maiores bilheterias deste final de semana na América do Norte:

06

Assista ao trailer de Kun Fu Panda 3:

Imagem de Amostra do You Tube