SEMANA 39 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

Uma semana pouco usual e que conta com alguns títulos bem diversificados entre as estreias. Os destaques são o drama O Fantasma da Sicília (2017), de  Fabio Grassadonia e Antonio Piazza; o documentário Exodus – De Onde Eu Vim Não Existe Mais (2017), de Hank Levine; e a aventura Kingsman – O Círculo Dourado (2017), de Matthew Vaughn. Correndo por fora, o horror Sono Mortal (2016), de Phillip Guzman; a comédia Duas de Mim (2017), de Cininha de Paula; e a animação LEGO Ninjago – O Filme (2017), de Charlie Bean, Paul Fisher e Bob Logan

Cena de O FANTASMA DA SICÍLIA (2017), de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza

Cena de O FANTASMA DA SICÍLIA (2017), de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza

Há sempre a esperança de que o cinema italiano renasça, com novos nomes na direção. O Fantasma da Sicília pode ser uma chance. O filme abriu a Semana da Crítica do Festival de Cannes deste ano, ganhou um prêmio de roteiro no Festival de Sundance e tem recebido vários elogios por onde passou. Na trama, Giuseppe (Gaetano Fernandez) é um corajoso garoto de 13 anos de idade, que desapareceu nas mediações de uma misteriosa floresta localizada na pequena aldeia em que vivia. A única pessoa que parece não se conformar com o sumiço dele é a pequena Luna (Julia Jedlikowska), que está disposta a enfrentar todos os perigos para resgatar seu amigo.  Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O FANTASMA DA SICÍLIA (Sicilian Ghost Story, Itália/França/Suíça, 2017), de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza. Com Julia Jedlikowska, Gaetano Fernandez, Corinne Musallari, Andrea Falzone, Federico Finocchiaro. 122 min. Pandora. 14 anos.

Cena de EXODUS - DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS (2017), de Hank Levine

Cena de EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS (2017), de Hank Levine

Uma boa chance de ver um documentário bem ambicioso produzido aqui mesmo no Brasil e que se passa em diversas partes do mundo. O filme acompanha as jornadas de seis refugiados, Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow. Exodus é uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, visto que cada vez mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas. O documentário conta com a voz do politizado e talentoso Wagner Moura, na narração. Em cartaz no Cinema do Dragão e no Cinema de Arte (Cinépolis RioMar).

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS (Brasil/Alemanha, 2017), de Hank Levine. Documentário. 105 min. O2 Play/Paris. 14 anos.

Cena de KINGSMAN - O CÍRCULO DOURADO (2017), de Matthew Vaughn

Cena de KINGSMAN – O CÍRCULO DOURADO (2017), de Matthew Vaughn

O primeiro filme, Kingsman – Serviço Secreto (2014), foi um sucesso. Agora, o mesmo diretor, o sempre competente Matthew Vaughn, se reúne ao elenco original e a novos nomes para uma aventura nos Estados Unidos. Na trama, um súbito e grandioso ataque de mísseis praticamente elimina o Kingsman, que conta apenas com Eggsy (Taron Egerton) e Merlin (Mark Strong) como remanescentes. Em busca de ajuda, eles partem para os Estados Unidos à procura da Statesman, uma organização secreta de espionagem onde trabalham outros agentes. A intenção é unir forças contra a grande inimiga: Poppy (Julianne Moore), a maior traficante de drogas da atualidade. Em cartaz em grande circuito, inclusive na sala IMAX.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

KINGSMAN – O CÍRCULO DOURADO (Kingsman – The Golden Circle, Reino Unido/EUA, 2017), de Matthew Vaughn. Com Taron Egerton, Colin Firth, Mark Strong, Hanna Alström, Julianne Moore. 141 min. Fox. 16 anos.

Cena de SONO MORTAL (2016), de Phillip Guzman

Cena de SONO MORTAL (2016), de Phillip Guzman

Sono Mortal tem tudo para ser um desses filmes de terror bem genéricos que logo esquecemos. Mas é sempre bom poder descobrir boas surpresas de onde menos se espera, principalmente para quem é fã do gênero. Na trama oficial, Kate Bowman (Jocelin Donahue) é uma assistente social que está investigando uma série de casos em que pessoas morreram enquanto dormiam. Pouco antes das mortes, as vítimas relataram que uma força sobrenatural apareceu enquanto sofriam paralisia do sono. A medida que se aprofunda no caso, Kate abre espaço para a fúria da criatura, fazendo com que ela e sua família sofram com um antigo mal. Em cartaz no Centerplex Via Sul e Centerplex Messejana.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

SONO MORTAL (Dead Awake, EUA, 2016), de Phillip Guzman. Com Jocelin Donahue, Jesse Bradford, Jesse Borrego, Lori Petty, Brea Grant. 99 min. Europa. 14 anos.

Cena de DUAS DE MIM (2017), de Cininha de Paula

Cena de DUAS DE MIM (2017), de Cininha de Paula

Mais uma comédia popular com tiques de humor televisivo pinta nas telonas. Desta vez para contar a história de Suellen (Thalita Carauta, do programa humorístico Zorra), uma cozinheira que trabalha duro para manter sozinha o filho pequeno, a irmã mais nova e a mãe. Um dia, seus sonhos viram realidade: ela se divide em duas. Sua cópia, idêntica fisicamente, tem claras diferenças de personalidade, sendo muito mais extrovertida e corajosa. A ideia seria dividir as tarefas com a comparsa, mas logo Suellen percebe que sua sósia tem planos próprios. Duas de Mim marca a estreia na direção de longas da diretora Cininha De Paula, que já tem um longo currículo na televisão. Pode ser divertido, se a diretora e o elenco acertarem o tom. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

DUAS DE MIM (Brasil, 2017), de Cininha de Paula. Com Thalita Carauta, Luma Costa, Marcio Garcia, Maria Gladys, Letícia Lima. 83 min. Downtown/Paris. 12 anos.

Cena de LEGO NINJAGO - O FILME (2017), de Charlie Bean, Paul Fisher e Bob Logan

Cena de LEGO NINJAGO – O FILME (2017), de Charlie Bean, Paul Fisher e Bob Logan

Para quem gosta desses filmes baseados nos brinquedos LEGO, e que já rendeu três grandes produções para cinema, contando com este, LEGO Ninjago – O Filme pode ser uma boa diversão. Na trama, Nya, Cole, Jay, Zane, Kai e Lloyd são adolescentes comuns enfrentando os problemas na escola durante o dia. Mas à noite eles se tornam ninjas, defendendo a sua ilha natal, Ninjago. Quando Garmadon ataca a cidade com monstros, Lloyd descobre que seu adversário é ninguém menos que o próprio pai. Há a brincadeira em torno de Star Wars, mas deve haver outras inúmeras piadas internas, embora eu não veja muita graça no que o trailer mostra. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

LEGO NINJAGO – O FILME (The LEGO Ninjago Movie, Dinamarca/EUA, 2017), de Charlie Bean, Paul Fisher e Bob Logan. Com as vozes originais de Jackie Chan, Dave Franco, Fred Armisen. 101 min. Warner. Livre.

Saem de cartaz

A Torre Negra
Amytiville – O Despertar
Anabelle 2 – A Criação do Mal
Atômica
Carros 3
Como Nossos País
Esta É a Sua Morte – O Show
Meus 15 Anos
O Jantar
O Que Será de Nozes 2
O Sequestro

As estreias nacionais desta quinta-feira, 28, que não entram em cartaz em Fortaleza

A Ópera de Paris
Amor, Paris, Cinema

Veja o trailer de Amor, Paris, Cinema

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 38 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

Mais uma semana interessante de estreias, com destaque para o horror Mãe! (2017), de Darren Aronofsky, e o drama Pendular (2017), de Júlia Murat. Há também a comédia Divórcio (2017), de Pedro Amorim; e os thrillers O Assassino – O Primeiro Alvo (2017), de Michael Cuesta, O Sequestro (2017), de Luis Prieto, e Esta É a Sua Morte – O Show (2017), de Giancarlo Esposito. Vale destacar também o retorno em cartaz do drama Bingo – O Rei das Manhãs (2017), de Daniel Rezende, em virtude de sua escolha para o Oscar

Jennifer Lawrence em MÃE! (2017), de Darren Aronofsky

Jennifer Lawrence em MÃE! (2017), de Darren Aronofsky

Um dos filmes mais controversos do ano dirigido por um cineasta também famoso por polêmicas e divisões. Vaiado no Festival de Veneza, onde foi apresentado pela primeira vez, Mãe! ainda assim é dessas obras que tem recebido comentários bem contraditórios e por isso mesmo chama a atenção para si, que ainda por cima tem gente como Jennifer Lawrence, Javier Bardem e Michelle Pfeiffer no elenco. Na trama, um casal tem o relacionamento testado quando pessoas não convidadas surgem em sua residência acabando com a tranquilidade reinante. O filme declarou ter se inspirado em O Bebê de Rosemary, de Roman Polanski. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

MÃE! (Mother!, EUA, 2017), de Darren Aronofsky. Com Jennifer Lawrence, Javier Bardem, Ed Harris, Michelle Pfeiffer, Brian Gleeson. 121 min. Paramount. 16 anos.

Cena de PENDULAR (2017), de Júlia Murat

Cena de PENDULAR (2017), de Júlia Murat

Os espectadores do ainda em andamento Festival de Brasília puderam ver em première brasileira Pendular, o novo filme de Júlia Murat, que ganhou o prêmio FIPRESCI da Mostra Panorama do Festival de Berlim. Na trama oficial, em um galpão abandonado, um casal de artistas contemporâneos observa a arte, a performance e sua intimidade se misturarem. A partir de contradições, eles vão aos poucos perdendo sua capacidade de distinguir o que faz parte dos seus projetos artísticos e o que nada mais é que a relação amorosa, criando até mesmo um conflito com seu passado. A performance de Raquel Karro vem sendo muito elogiada e para os espectadores de Fortaleza é a chance de ter um filme da diretora em circuito. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

PENDULAR (Brasil/Argentina/França, 2017), de Júlia Murat. Com Raquel Karro, Rodrigo Bolzan, Valeria Barretta, Renato Linhares, Neto Machado. Vitrine. Classificação a definir.

Cena de DIVÓRCIO (2017), de Pedro Amorim

Cena de DIVÓRCIO (2017), de Pedro Amorim

Terceiro longa-metragem de Pedro Amorim, depois de Mato sem Cachorro (2013) e Superpai (2015), Divórcio é mais um exemplar de comédia que se espera que seja acima da média. Também não parece pedir mais do que isso. Na trama de Divórcio, O casal Noeli (Camila Morgado) e Júlio (Murilo Benício) leva uma vida humilde, até que os dois ficam ricos depois de criar um molho de tomate que virou sucesso nacional. Com o passar dos anos os dois vão se distanciando e um incidente é a gota d’água para a separação. Enquanto vão em busca do melhor advogado para defender o patrimônio, os dois se envolvem num processo de divórcio complicado. Interessante notar que Camila Morgado tem ficado bem à vontade em comédias. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

DIVÓRCIO (Brasil, 2017), de Pedro Amorim. Com Murilo Benício, Camila Morgado, André Mattos, Luciana Paes, Márcia Cabritta. 104 min. Warner. 12 anos.

Cena de O ASSASSINO - O PRIMEIRO ALVO (2017), de Michael Cuesta

Cena de O ASSASSINO – O PRIMEIRO ALVO (2017), de Michael Cuesta

Sempre bom quando filmes de ação também procuram ser um bom combustível para mostrar situações dramáticas. Pode ser o caso deste O Assassino – O Primeiro Alvo, a julgar pela sinopse oficial: Stan Hurley (Michael Keaton), veterano da Guerra Fria, recebe sua tarefa mais complexa enquanto agente de treinamento da CIA quando o seu superior ordena que Hurley treine um ex-soldado das forças especiais cujo estado psicológico está devastado após a morte de sua noiva. O filme chama atenção pela presença de Michael Keaton, que tem se mostrado cada vez melhor à medida que envelhece – ele quase salvou o bobo e novo filme do Homem-Aranha, inclusive. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O ASSASSINO – O PRIMEIRO ALVO (American Assassin, EUA, 2017), de Michael Cuesta. Com Dylan O’Brien, Michael Keaton, Sanaa Lathan, Charlotte Vega, Jeff Davis. 112 min. Paris. 16 anos.

Cena de O SEQUESTRO (2017), de Luis Prieto

Cena de O SEQUESTRO (2017), de Luis Prieto

Já faz um bom tempo que Halle Berry ganhou seu Oscar com a ótima performance de A Última Ceia (2001), de Marc Forster. Desde então, porém, a carreira da atriz não andou muito boa. Talvez apenas, dentre os filmes que ela protagonizou, Coisas Que Perdemos pelo Caminho (2007), de Suzanne Bier, seja um título de destaque. Agora que O Sequestro está chegando aos cinemas, é possível lembrar de outro suspense similar feito em 2013 com ela, Chamada de Urgência. Na trama de O Sequestro, ela é uma mãe que vive um pesadelo: seu filho pequeno é sequestrado e ela resolve não agir passivamente esperando pela polícia e passa a ir em busca dos bandidos. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O SEQUESTRO (Kidnap, EUA, 2017), de Luis Prieto. Com Halle Berry, Sage Correa, Chris McGinn, Lew Temple, Jason George. 95 min. H2O. 14 anos.

Cena de ESTA É A SUA MORTE - O SHOW (2017), de Giancarlo Esposito

Cena de ESTA É A SUA MORTE – O SHOW (2017), de Giancarlo Esposito

Giancarlo Esposito não é muito famoso como diretor. Ele deve ser mais conhecido pelas novas gerações por seu marcante papel de chefe das drogas em Breaking Bad, embora tenha já uma carreira de ator com quase 200 títulos. Esta É a Sua Morte – O Show é o seu segundo filme como diretor. Na trama, Adam Rogers (Josh Duhamel) é um apresentador de TV que tem um novo e ousado programa, em que as pessoas são pagas para se matarem ao vivo. Tal iniciativa macabra gera muitos protestos mas também faz bastante sucesso, graças ao fascínio do público em acompanhar a degradação de outras pessoas. Pena que o filme só será exibido na cidade em cópias dubladas. Em cartaz no Centerplex Via Sul e Centerplex Messejana.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

ESTA É A SUA MORTE – O SHOW (This Is Your Death, EUA, 2017), de Giancarlo Esposito. Com James Franco, Famke Janssen, Josh Duhamel, Sarah Wayne Callies, Giancarlo Esposito. 104 min. Cineart. 18 anos.

Cena de RODIN (2017), de Jacques Doillon

Cena de RODIN (2017), de Jacques Doillon

Um filme que só tem duas horas mas parece ter três este Rodin, de Jacques Doillon. Impressionantemente desinteressante, mesmo com um ator da força de um Vincent Lindon à frente do personagem. Tentam dar um ar “de arte”, com uns fade outs e uns hiatos temporais e tal, mas não tem jeito. De ponto positivo, as modelos e, claro, o trabalho impressionante do artista. No caso, o problema nem é o filme ser quadrado. Se fosse, quem sabe até descesse melhor. Na trama, o escultor Auguste Rodin (Vincent Lindon) já é bastante conhecido, mas nunca conseguiu nenhuma encomenda do Estado. Esta oportunidade chega aos 40 anos de idade, com a escultura “La Porte de l’Enfer”. Em cartaz no Pátio Dom Luís.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

RODIN (França/Bélgica/EUA, 2017), de Jacques Doillon. Com Vincent Lindon, Izïa Higelin, Séverine Caneele, Bernard Verley, Anders Danielsen Lie. 119 min. Mares. Classificação a definir.

Saem de cartaz

Corpo Elétrico
David Lynch – A Vida de um Artista
Dupla Explosiva
Homem-Aranha – De Volta ao Lar
Meu Malvado Favorito 3

A estreia nacional desta quinta-feira, 21, que não entra em cartaz em Fortaleza

A Garota do Armário

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 37 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

Depois de uma semana fraca de estreias, como foi a passada, temos uma que anima, principalmente pelos filmes independentes. Os destaques são os dramas Columbus (2017), de Kogonada, As Duas Irenes (2017), de Fabio Meira, Uma Mulher Fantástica (2017), de Sebastián Lelio, e O Jantar (2017), de Oren Moverman. No circuitão, há o thriller Feito na América (2017), de Doug Liman; o horror Amityville – O Despertar (2017), de Franck Khalfoun; o drama religioso Em Defesa de Cristo (2017), de Jon Gunn; e a animação O Que Será de Nozes 2 (2017), de Carl Brunker. Em pré-estreia, o suspense O Sequestro (2017), de Luis Prieto

Cena de COLUMBUS (2017), de Kogonada

Cena de COLUMBUS (2017), de Kogonada

Uma das estreias mais festejadas pela crítica e pelo público dos festivais independentes recentemente foi a do diretor Kogonada, e seu longa Columbus. Tem-se falado bastante dos detalhes arquitetônicos e do fascínio pelos espaços que se soma muito bem ao relacionamento dos dois protagonistas, vividos por John Cho e Haley Lu Richardson, em uma relação que tem sido comparada à da trilogia iniciada com Antes do Amanhecer, por Richard Linklater.  Na trama, Casey (Richardson) vive com sua mãe em uma cidade pouco conhecida e Jin (Cho) é um visitante do outro lado do mundo que visita seu pai que está quase falecendo. Sobrecarregados pelo peso do futuro, eles encontram refúgio um no outro e na arquitetura que os rodeia. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

COLUMBUS (EUA, 2017), de Kogonada. Com John Cho, Haley Lu Richardson, Parker Posey, Erin Allegretti, Rory Culkin. 100 min. Supo Mungam. Classificação a definir.

Cena de AS DUAS IRENES (2017), de Fabio Meira

Cena de AS DUAS IRENES (2017), de Fabio Meira

Exibido em Berlim e bastante premiado no recente Festival de Gramado, As Duas Irenes é o longa-metragem de estreia na direção de Fabio Meira, roteirista do ótimo De Menor (2013), de Caru Alves de Souza. Na trama oficial de As Duas Irenes, Irene (Priscila Bittencourt) é a filha do meio de uma família tradicional do interior, que um dia descobre que o pai (Marco Ricca) tem uma filha fora do casamento, também chamada Irene (Isabela Torres) e da mesma idade que ela. Revoltada com a descoberta, Irene passa a se aproximar de sua meio-irmã e da mãe dela, sem revelar sua identidade. É o início de uma cumplicidade entre elas, que passa também pela descoberta da sexualidade. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

AS DUAS IRENES (Brasil, 2017), de Fabio Meira. Com Priscila Bittencourt, Isabela Torres, Marco Ricca, Suzana Ribeiro, Inês Peixoto. 89 min. Vitrine. Classificação a definir.

Cena de UMA MULHER FANTÁSTICA (2017), de Sebastián Lelio

Cena de UMA MULHER FANTÁSTICA (2017), de Sebastián Lelio

Uma Mulher Fantástica, de Sebastián Lelio, diretor de Gloria (2013), é desses filmes que tem como principal mérito a capacidade de deixar o espectador muito interessado em acompanhar a história de Marina (Daniela Vega), uma mulher transexual, em seu calvário, após perder o amante/companheiro, vítima de um aneurisma. Como aquele homem que se foi representava para ela o mais próximo que conseguira chegar de uma aceitação como mulher pela sociedade, o que vem a seguir é uma série de situações de humilhação e agressão. O vigor de Uma Mulher Fantástica o destaca como uma obra que tende a alcançar um público até bem grande dentro do circuito alternativo. Em cartaz no Pátio Dom Luís.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

UMA MULHER FANTÁSTICA (Una Mujer Fantástica, Chile/Alemanha/Espanha/EUA, 2017), de Sebastián Lelio. Com Daniela Vega, Francisco Reyes, Luis Gnecco, Aline Küppenheim, Nicolás Saavedra. 104 min. Imovision. 14 anos.

Cena de O JANTAR (2017), de Oren Moverman

Cena de O JANTAR (2017), de Oren Moverman

O diretor Oren Moverman é possivelmente um nome a ser visto com mais atenção pelo público mais exigente. Como diretor, tem em seu currículo o elogiado O Mensageiro (2009) e outros dois outros filmes que passaram batido em nosso circuito. O anterior, O Encontro (2014), é também protagonizado por Richard Gere, um dos principais nomes de O Jantar. Na trama, dois casais se encontram em um elegante restaurante de Amsterdã. Enquanto a comida vai e vem, eles começam a conversar, passando por banalidades da vida até assuntos mais complicados. A discussão chega ao seu limite quando falam sobre seus filhos adolescentes, dois rapazes que estão envolvidos em uma complicada investigação policial. Em cartaz no Cinema de Arte (Cinépolis RioMar)

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O JANTAR (The Dinner, EUA, 2017), de Oren Moverman. Com Richard Gere, Rebecca Hall, Laura Linney, Steve Coogan, Chloë Sevigny. 120 min. California. 16 anos.

Cena de FEITO NA AMÉRICA (2017), de Doug Liman

Cena de FEITO NA AMÉRICA (2017), de Doug Liman

De vez em quando é bom ver Tom Cruise fazendo algo que não esteja entre suas já famosas e um pouco cansadas franquias. Em Feito na América, nova parceria com o cineasta Doug Liman, com quem fez o ótimo No Limite do Amanhã (2014), Tom Cruise é Barry Seal, um piloto que trafica drogas e armas para o mítico cartel de Medellín e, recrutado pela CIA, torna-se agente duplo. Resta saber se dá pra comprar as cenas de perigo com Cruise estando neste papel, levando em consideração que ele é sempre imbatível e nunca perde o rebolado. Porém, é possível que as várias críticas positivas no exterior sejam um bom sinal de que se trata de um belo e interessante filme. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

FEITO NA AMÉRICA (American Made, EUA, 2017), de Doug Liman. Com Tom Cruise, Domhnall Gleeson, Sarah Wright, Jesse Plemons, Caleb Landry Jones. 115 min. Universal. 14 anos.

Cena de AMITYVILLE - O DESPERTAR (2017), de Franck Khalfoun

Cena de AMITYVILLE – O DESPERTAR (2017), de Franck Khalfoun

Se colocarmos no Google a palavra Amityvillle seguido de IMDB vamos dar de cara com pelo menos nove títulos com o nome da cidade onde ocorreram os eventos tenebrosos e que foram para o cinema primeiramente em 1979 com Horror em Amityville, de Stuart Rosemberg. A partir daí vieram continuações, remakes e derivados que não param de surgir. Amityville – O Despertar é um dos novos títulos a engrossar as tentativas de capitalizar em cima dos sustos e medos da casa amaldiçoada. Na trama, uma jovem jornalista decide fazer uma reportagem para revelar todos os acontecimentos de Amityville, desde 1976. Ela chega ao local acompanhada de padres, outros jornalistas e de investigadores de atividades paranormais. No entanto, os fenômenos de antigamente voltam a acontecer. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

AMITYVILLE – O DESPERTAR (Amityville: The Awakening, EUA, 2017), de Franck Khalfoun. Com Jennifer Jason Leigh, Bella Thorne, Cameron Monaghan, Jennifer Morrison, Mckenna Grace. 85 min. Paris. 12 anos.

Cena de EM DEFESA DE CRISTO (2017), de Jon Gunn

Cena de EM DEFESA DE CRISTO (2017), de Jon Gunn

Na linha de filmes religiosos, chega ao Brasil este Em Defesa de Cristo, que conta com alguns nomes famosos no elenco, o que em geral é pouco comum em se tratando de produções baratas e que miram um público cristão. Na trama oficial, Lee Strobel é um jornalista durão que está exatamente onde queria na sua carreira: no topo. Após ganhar um prêmio por um relatório investigativo, ele foi promovido no Chicago Tribune. Em casa, a situação é diferente. Leslie, sua esposa, começou a ter fé em Cristo, indo contra suas crenças, já que é um ateu declarado. Para salvar seu casamento, Lee utiliza sua experiência jornalística e legal para iniciar uma busca a fim de contestar as reivindicações do Cristianismo. Em cartaz nos cinemas da rede Cinépolis.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

EM DEFESA DE CRISTO (The Case for Christ, EUA, 2017), de Jon Gunn. Com Mike Vogel, L. Scott Caldwell, Erika Christensen, Faye Dunaway, Robert Forster. 117 min. California. 12 anos.

Cena de O QUE SERÁ DE NOZES 2 (2017), de Carl Brunker

Cena de O QUE SERÁ DE NOZES 2 (2017), de Carl Brunker

O primeiro O Que Será de Nozes (2014) nos apresentou ao esquilo Surly, que foi expulso de um parque na cidade grande e precisou encontrar outras maneiras de sobreviver. O lugar dos seus sonhos estava muito perto dele: uma loja repleta de nozes, castanhas, amêndoas etc. e Surly reuniu os amigos para invadir o lugar. Na sequência da comédia de sucesso, Surly e seus amigos descobrem que o prefeito da cidade está planejando instalar em cima de seu lar um gigantesco parque de diversões. A ideia é procurar impedir que isso aconteça. O Que Será de Nozes 2 é uma animação da Universal Pictures. Os nomes na dublagem americana denunciam que se trata de uma animação classe A. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O QUE SERÁ DE NOZES 2 (The Nut Job 2: Nutty by Nature, Canadá/Coreia do Sul/EUA, 2017), de Carl Brunker. Com as vozes originais de Will Arnett, Katherine Heigl, Maya Rudolph, Bobby Cannavale. 91 min. Diamond. Livre.

Pré-estreia

Cena de O SEQUESTRO (2017), de Luis Prieto

Cena de O SEQUESTRO (2017), de Luis Prieto

Já faz um bom tempo que Halle Berry ganhou seu Oscar com a ótima performance de A Última Ceia (2001), de Marc Forster. Desde então, porém, a carreira da atriz não andou muito boa. Talvez apenas, dentre os filmes que ela protagonizou, Coisas Que Perdemos pelo Caminho (2007), de Suzanne Bier, seja um título de destaque. Agora que O Sequestro está chegando aos cinemas, é possível lembrar de outro suspense similar feito em 2013 com ela de título Chamada de Urgência. Na trama de O Sequestro, ela é uma mãe que vive um pesadelo: seu filho pequeno é sequestrado e ela resolve não agir passivamente esperando pela polícia e passa a ir em busca dos bandidos. Em pré-estreia no UCI Iguatemi e no UCI Parangaba.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

O SEQUESTRO (Kidnap, EUA, 2017), de Luis Prieto. Com Halle Berry, Sage Correa, Chris McGinn, Lew Temple, Jason George. 95 min. H2O. Classificação a definir.

Saem de cartaz

2:22 – Encontro Marcado
Afterimage

Bingo – O Rei das Manhãs
Doidas e Santas
Dupla Explosiva
Os Guardiões

Os Últimos Dias em Havana
Um Filme de Cinema

As estreias nacionais desta quinta-feira, 14, que não entram em cartaz em Fortaleza

A Gente
Deserto
Glory

Veja o trailer de A Gente

Imagem de Amostra do You Tube

SEMANA 36 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

Depois de uma semana de ótimas estreias, eis que chega uma semana fraca de estreias. Entre as opções, há o horror It – A Coisa (2017), de Andy Muschietti; a animação Lino – O Filme (2017), de Rafael Ribas; e os thrillers 2:22 – Encontro Marcado (2017), de Paul Currie, e Polícia Federal – A Lei É para Todos (2017), de Marcelo Antunez

Cena de IT - A COISA (2017), de Andy Muschietti

Cena de IT – A COISA (2017), de Andy Muschietti

Uma adaptação de It, de Stephen King, já havia sido feita para a televisão em uma produção que saiu em VHS um tempo atrás, no início dos anos 1990. O novo filme tem a vantagem de ser dirigido pelo cineasta argentino Andy Muschietti, o mesmo do controverso Mama (2013). Na trama oficial, quando as crianças começam a desaparecer na cidade de Derry, no Maine, os meninos do bairro se unem para atacar Pennywise, um palhaço malvado, cuja história de assassinato e violência remonta há séculos. O trailer já vem sendo exibido há algumas semanas nos cinema e promete ser um sucesso de público. A duração um pouco longa é meio atípica para um filme de horror, mas esperamos que o diretor consiga contornar este obstáculo. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

IT – A COISA (It, EUA, 2017), de Andy Muschietti. Com Bill Skarsgård, Finn Wolfhard, Sophia Lillis, Javier Botet, Jaeden Lieberher. 135 min. Warner. 14 anos.

Cena de LINO - O FILME (2017), de Rafael Ribas

Cena de LINO – O FILME (2017), de Rafael Ribas

Não é sempre que temos a oportunidade de ver uma animação brasileira estrelando com algum destaque em nossos cinemas. E como é um gênero muito complicado e difícil de fazer, é importante prestigiar. Na trama oficial, Lino é um animador de festas muito azarado que não aguenta mais seu emprego, pois precisa vestir todos os dias uma horrorosa fantasia de um gato gigante e aguentar sempre a mesma rotina de maus tratos das crianças. Cansado de tudo e tentando se livrar da falta de sorte que o persegue, ele resolve buscar a ajuda de Don Leon, um suposto “mago” não muito talentoso, que o transforma justamente no que ele mais queria se livrar: sua própria fantasia! Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

LINO – O FILME (Brasil, 2017), de Rafael Ribas. Com as vozes originais de Selton Mello, Paolla Oliveira, Dira Paes. 93 min. Fox. Livre.

Cena de 2:22 - ENCONTRO MARCADO (2017), de Paul Currie

Cena de 2:22 – ENCONTRO MARCADO (2017), de Paul Currie

O trailer não engana. Trata-se de um filme B um tanto vagabundo. Mas a trama mexe com com o tempo e as leis da física ou algo do tipo e até pode ser interessante, mesmo com o alto número de críticas ruins no Rotten Tomatooes. Na trama, Dylan Branson (Michiel Huisman) é um homem que tem a sua vida permanentemente mudada quando uma série de eventos se repete exatamente no mesmo horário todos os dias, às 2:22 da tarde. Quando Dylan se apaixona por Sarah (Teresa Palmer), uma jovem mulher que tem sua vida ameaçada pelos eventos ocorridos, ele deve resolver o mistério que o cerca para preservar o amor que a vida lhe ofereceu como uma segunda chance. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

2:22 – ENCONTRO MARCADO (2:22, EUA/Austrália, 2017), de Paul Currie. Com Teresa Palmer, Michiel Huisman, Sam Reid, Maeve Dermody, Remy Hii. 98 min. PlayArte. 12 anos.

Cena de POLÍCIA FEDERAL - A LEI É PARA TODOS (2017), de Marcelo Antunez

Cena de POLÍCIA FEDERAL – A LEI É PARA TODOS (2017), de Marcelo Antunez

O título do filme já é uma piada neste país cheio de sujeira que é varrida para debaixo do tapete e o que sabemos é que este filme é mais uma peça para fazer propaganda da Lava Jato, com intenções políticas pouco louváveis. Resta saber é se funciona como thriller policial, o que é pouco provável. Ainda assim, não custa dar uma espiada. A trama de Polícia Federal – A Lei É para Todos é inspirada em fatos reais sobre a Operação Lava-Jato, uma série de investigações sobre a corrupção no Brasil, desde o início do processo até a condução coercitiva do ex-presidente Lula. Marcelo Serrado interpreta o juiz Sérgio Moro. Em pré-estreia na quarta-feira, 6/9, em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

POLÍCIA FEDERAL – A LEI É PARA TODOS (Brasil, 2017), de Marcelo Antunez. Com Antonio Calloni, Marcelo Serrado, Ary Fontoura, Flávia Alessandra, Bruce Gomlevsky. 107 min. Downtown/Paris. 14 anos.

Saem de cartaz

Carros 3
Dunkirk
Em Ritmo de Fuga
O Castelo de Vidro
O Estranho Que Nós Amamos
O Filme da Minha Vida
O Reino Gelado – Fogo e Gelo
Planeta dos Macacos – A Guerra
Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

As estreias nacionais desta quinta-feira que não entram em cartaz em Fortaleza

Até Nunca Mais
Lola Pater
O Jantar
Uma Mulher Fantástica

Veja o trailer de O Jantar

Imagem de Amostra do You Tube