SEMANA 01 – AS ESTREIAS DESTA QUINTA-FEIRA EM FORTALEZA

Na primeira semana do ano, os destaques vão para o drama de fantasia Sete Minutos Depois da Meia-Noite (2016), de J.A. Bayona, e para o drama Eu, Daniel Blake (2016), de Ken Loach. Há também o drama sci-fi Passageiros (2016), de Morten Tyldum; o horror Dominação (2016), de Brad Peyton; e a animação Moana – Um Mar de Aventuras (2016), de Ron Clements, John Musker, Don Hall e Chris Williams. Em pré-estreia, a aventura Assassin’s Creed (2016), de Justin Kurzel

Cena de SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA-NOITE (2016), de J.A. Bayona

Cena de SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA-NOITE (2016), de J.A. Bayona

J.A. Bayona, diretor dos ótimos O Orfanato (2007) e O Impossível (2012), retorna, desta vez com um drama de fantasia que também valoriza a figura da criança, no caso, Conor, um garoto de 13 anos que  sofre com uma série de problemas: pai ausente, mãe com câncer em fase terminal, bullying na escola. Mas todas as noites ele sonha com uma gigantesca árvore que decide contar histórias para ele, em troca de escutar as histórias do garoto. Lembra um pouco o tema do brasileiro Meu Pé de Laranja-Lima, mas certamente tem o seu diferencial, até pelo geralmente bem cuidado trabalho de direção de Bayona. É um filme triste, mas cheio de otimismo. Em cartaz no Cinema de Arte (Cinépolis RioMar) e no UCI Iguatemi.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA-NOITE (A Monster Calls, Reino Unido/EUA/Espanha/Canadá, 2016), de J.A. Bayona. Com Lewis MacDougall, Sigourney Weaver, Felicity Jones, Toby Kebbell, Ben Moor, James Melville, Oliver Steer. 108 min. Diamond. 12 anos.

Cena de EU, DANIEL BLAKE (2016), de Ken Loach

Cena de EU, DANIEL BLAKE (2016), de Ken Loach

Muitos críticos reclamaram do resultado do Festival de Cannes do ano passado, que teve uma das melhores seleções dos últimos anos. Isso porque o júri resolveu dar a Palma de Ouro para Eu, Daniel Blake, mais um filme humanista de Ken Loach. Apesar de não ser muito querido por alguns críticos por sua obra muito engajada, boa parte da crítica internacional vê o novo trabalho de Loach como um de seus melhores filmes. Na trama, o personagem-título, após sofrer um ataque cardíaco e ser desaconselhado pelos médicos a retornar ao trabalho, busca receber os benefícios concedidos pelo governo a todos que estão nessa situação. Mas ele esbarra na extrema burocracia instalada pelo governo. O trailer já é por si só emocionante. Em cartaz no Cinema do Dragão.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

EU, DANIEL BLAKE (I, Daniel Blake, Reino Unido/França/Bélgica, 2016), de Ken Loach. Com Dave Johns, Hayley Squires, Sharon Percy, Briana Shann, Dylan McKiernan, Natalie Ann Jamieson, Jane Birch. 100 min. Imovision. Classificação a definir.

Chris Pratt e Jennifer Lawrence em PASSAGEIROS (2016), de Morten Tyldum

Chris Pratt e Jennifer Lawrence em PASSAGEIROS (2016), de Morten Tyldum

O grande chamariz de Passageiros, além do cenário de ficção científica classe A que o trailer já garante, é mesmo a presença de Jennifer Lawrence, a mais bem paga atriz de Hollywood atualmente, e de Chris Pratt, que interpretam, no futuro, dois passageiros de uma nave espacial que acordam 90 anos antes do programado por causa de um mau funcionamento de suas cabines. A nave os levaria para um distante planeta-colônia. Sozinhos, eles começam a estreitar o relacionamento. E também a enfrentar alguns perigos. Dirigido pelo norueguês Morten Tyldum, de O Jogo da Imitação (2014), o filme não foi tão bem aceito pela crítica estrangeira, mas é inegável o seu potencial de atratividade. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

PASSAGEIROS (Passengers, EUA, 2016), de Morten Tyldum. Com Jennifer Lawrence, Chris Pratt, Michael Sheen, Laurence Fishburn, Andy Garcia, Vince Foster, Kara Flowers. 111 min. Sony. 12 anos.

Aaron Eckart em DOMINAÇÃO (2016), de Brad Peyton

Aaron Eckart em DOMINAÇÃO (2016), de Brad Peyton

Fãs de filmes de horror costumam muitas vezes encarar com o coração aberto certos filmes que não são bem-recebidos pela crítica. Talvez seja o caso deste Dominação, dirigido por Brad Peyton, que tem no currículo a fantasia Viagem 2 – A Ilha Misteriosa (2012) e o disaster movie Terremoto – A Falha de San Andreas (2015). Em Dominação, ele ingressa pela primeira vez no gênero do horror sobrenatural, contando a história de um exorcista não convencional capaz de entrar no subconsciente de uma mente possuída. Ele conhece uma outra pessoa com a mesma capacidade enquanto confronta seu próximo caso, um garoto de nove anos de idade que está possuído por um demônio do seu passado. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

DOMINAÇÃO (Incarnate, EUA, 2016), de Brad Peyton. Com Aaron Eckhart, Carice van Houten, Catalina Sandino Moreno, David Mazouz, Keir O’Donnell, Matt Nable, Emily Jackson. 91 min. PlayArte. 14 anos.

Cena de MOANA - UM MAR DE AVENTURAS (2016), de Ron Clements, John Musker, Don Hall e Chris Williams

Cena de MOANA – UM MAR DE AVENTURAS (2016), de Ron Clements, John Musker, Don Hall e Chris Williams

Moana pode representar um novo recomeço para a animação da Disney, já que foi com os diretores Ron Clements e John Musker que o estúdio do Mickey voltou a fazer sucessos anualmente, a partir de A Pequena Sereia (1989) e Aladdin (1992). Resta saber se esse tipo de filme não está ultrapassado diante das novidades que surgiram ao longo dos anos, a partir do advento da Pixar, principalmente. Moana conta a história de uma corajosa jovem, filha do chefe de uma tribo na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores que quer descobrir mais sobre seu passado e ajudar a família. Assim, ela resolve partir em busca de seus ancestrais, habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é. Em cartaz em grande circuito.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

MOANA – UM MAR DE AVENTURAS (Moana, EUA, 2016), de Ron Clements, John Musker, Don Hall e Chris Williams. Com as vozes originais de Auli’i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House, Temuera Morrisson, Jemaine Clement. 107 min. Disney. Livre.

Pré-estreia

Michael Fassbender em ASSASSIN'S CREED (2016), de Justin Kurzel

Michael Fassbender em ASSASSIN’S CREED (2016), de Justin Kurzel

Michael Fassbender estreia como produtor e convida seus parceiros da tragédia shakesperiana Macbeth – Ambição e Guerra (2015), o diretor Justin Kurzel e a atriz Marion Cotillard, para participar da adaptação do game homônimo criado em 2007 e desde então atualizado para diversos consoles e mídias. Na trama do filme, Callum Lynch (Fassbender) descobre que é descendente de um membro da Ordem dos Assassinos e, via memória genética, revive as aventuras do guerreiro Aguilar, seu ancestral espanhol do século XV. Dotado de novos conhecimentos e habilidades, ele volta aos dias de hoje pronto para enfrentar os Templários. Em pré-estreia na meia-noite de quarta para quinta-feira, dia 11, na sala IMAX do UCI Iguatemi.

Veja o trailer

Imagem de Amostra do You Tube

ASSASSIN’S CREED (Reino Unido/França/Hong Kong/EUA, 2016), de Justin Kurzel. Com Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons, Brendan Gleeson, Charlotte Rampling, Michael Kenneth Williams, Denis Ménochet. 115 min. Fox. 14 anos.

Saem de cartaz

A Chegada (sessões saideiras no fim de semana no UCI Iguatemi)
As Aventuras e Robinson Crusoé
Anjos da Noite – Guerra de Sangue
Elis
Masha e o Urso
O Plano de Maggie

As estreias nacionais desta quinta-feira, 5, que não entram em cartaz em Fortaleza

John From
O Apartamento

Veja o trailer de O Apartamento

Imagem de Amostra do You Tube